Conheça o ponto turístico brasileiro que faz parte das sete maravilhas novas do mundo

Conheça o ponto turístico brasileiro que faz parte das sete maravilhas novas do mundo
Conheça o ponto turístico brasileiro que faz parte das sete maravilhas novas do mundo

Viaje conosco para descobrir um verdadeiro tesouro brasileiro que conquistou seu lugar entre as sete maravilhas do mundo moderno! Prepare-se para se encantar com a beleza e grandiosidade deste ponto turístico e desvende todos os segredos por trás de sua fama internacional. Acompanhe-nos nessa incrível jornada rumo ao coração do Brasil!

As sete maravilhas novas do mundo e sua importância

O título de uma das sete maravilhas do mundo é um grande reconhecimento para qualquer ponto turístico. Atualmente, existem duas listas de maravilhas do mundo: a antiga, que inclui as famosas Pirâmides do Egito e o Coliseu em Roma; e a nova lista, composta por monumentos mais recentes.

Esta segunda lista foi criada pelo arquiteto suíço Bernard Weber em 2001 com o intuito de promover os locais turísticos menos conhecidos e valorizar a diversidade cultural e histórica ao redor do globo. E dentre esses monumentos selecionados, está um ponto turístico brasileiro!

O Cristo Redentor, localizado no topo do Morro do Corcovado na cidade do Rio de Janeiro, é um dos representantes da América Latina nas sete maravilhas novas do mundo. O monumento tem 30 metros de altura (38 se contarmos o pedestal) e seus braços abertos impressionam os visitantes que chegam à cidade.

Além da imponência física, o Cristo Redentor também possui uma grande importância simbólica para os brasileiros. Inaugurado em 1931, ele representa a fé e a religiosidade presentes na cultura brasileira. Além disso, é considerado um símbolo de boas-vindas aos turistas que visitam o país.

A construção do Cristo Redentor foi um trabalho conjunto entre o engenheiro Heitor da Silva Costa e o escultor francês Paul Landowski. A ideia inicial surgiu durante uma visita à Itália onde Heitor ficou impressionado com o Cristo Redentor de Maratea, uma estátua similar. A partir daí, ele decidiu criar algo semelhante que se tornasse um marco do Brasil.

Para alcançar o topo do Morro do Corcovado e chegar ao pé do monumento, os visitantes contam com duas opções: ir de trem ou fazer uma trilha. Ambas oferecem vistas incríveis da cidade e proporcionam experiências únicas para quem está em busca de cultura e aventura.

O turismo no Cristo Redentor é uma importante fonte de renda para a cidade do Rio de Janeiro e para o país como um todo. Visitado por milhares de pessoas todos os anos, este ponto turístico brasileiro recebe grande atenção e cuidados por parte das autoridades locais.

História e significado do ponto turístico brasileiro escolhido

A história do ponto turístico escolhido, o Cristo Redentor, é tão fascinante quanto sua imponente imagem que se eleva sobre a cidade do Rio de Janeiro. Inaugurado em 1931, essa icônica estátua tornou-se um dos símbolos mais famosos e amados do Brasil.

O projeto para a construção do Cristo Redentor foi idealizado pelo engenheiro brasileiro Heitor da Silva Costa e escultor francês Paul Landowski. A ideia era criar uma obra grandiosa que representasse a religiosidade e a hospitalidade do povo brasileiro.

As obras para erguer o monumento começaram em 1926 e duraram cerca de cinco anos. Foram utilizadas mais de seis mil toneladas de concreto armado e pedra-sabão para dar vida à estátua colossal com 30 metros de altura (sem contar os seus oito metros adicionais do pedestal) e envergadura de 28 metros.

Além das questões técnicas para a criação da estátua, um fator importante foi sua localização. O mirante no topo do Monte Corcovado foi considerado ideal por proporcionar uma vista privilegiada da cidade maravilhosa. Para chegar até lá, foram construídos trens elétricos que levam os visitantes através da exuberante floresta da Tijuca.

Com tantos detalhes surpreendentes envolvidos em sua construção, não é difícil entender porque o Cristo Redentor recebeu tantas homenagens. Em 2007, ele foi escolhido como uma das sete maravilhas novas do mundo em uma votação global promovida pela New Seven Wonders Foundation. Ele também foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO em 2003.

Além de sua beleza e importância histórica, o Cristo Redentor também possui um significado muito profundo para o povo brasileiro. Ele representa a crença da maioria dos brasileiros na fé católica e é um símbolo de paz, acolhimento e união.

Sua imponente presença sobre a cidade do Rio de Janeiro atrai milhões de turistas todos os anos que vêm admirar essa magnífica obra humana. Além disso, ele se tornou cenário para inúmeras fotos e cartões-postais, eternizando sua imagem como uma das mais belas do mundo.

Visitar o Cristo Redentor é definitivamente uma experiência única e imperdível para aqueles que desejam conhecer não apenas um ponto turístico renomado, mas também uma peça importante da história e cultura brasileira.

A jornada para se tornar uma das sete maravilhas novas do mundo

A jornada de se tornar uma das sete maravilhas novas do mundo é um processo longo e exigente, que envolve muito trabalho duro e dedicação. O título de ser uma das maravilhas do mundo é atribuído a pontos turísticos que possuem grande valor histórico, cultural ou natural para a humanidade.

No caso do Brasil, temos o orgulho de ter um dos nossos mais famosos cartões postais como parte deste seleto grupo: Cristo Redentor. A escultura icônica localizada no topo do Morro Corcovado, no Rio de Janeiro, atrai turistas de todo o mundo todos os anos e foi eleita como uma das sete maravilhas novas em 2007.

Mas antes disso, houve uma longa jornada até que o Cristo Redentor ganhasse esse reconhecimento mundial. A ideia da estátua surgiu na década de 1850 com o padre francês Pierre-Marie Boss (mais conhecido como Padre Victor), mas só em 1921 a construção começou efetivamente, sendo finalizada em 1931.

Porém, foi apenas em 2007 que o Cristo Redentor entrou para essa prestigiada lista. De acordo com os critérios da New Open World Corporation (NOWC), organização responsável pela escolha das sete maravilhas novas do mundo, a estrutura precisa ser “monumental”, “visível” e “única”. E sem dúvidas, Cristo Redentor se encaixa perfeitamente nessas características.

Para garantir sua nomeação como uma das sete maravilhas novas do mundo, foram realizadas diversas campanhas de votação e promoções, tanto no Brasil quanto em outros países. A mobilização da população brasileira foi fundamental para garantir a colocação do Cristo Redentor na lista final.

E desde então, o reconhecimento mundial só tem trazido benefícios para o Brasil. Além de atrair ainda mais turistas interessados em conhecer a estátua, a escolha também ajudou a promover o país como um importante destino turístico e cultural. E é com muito orgulho que os brasileiros podem dizer que têm uma das sete maravilhas novas do mundo em seu território.

Portanto, se você ainda não teve a oportunidade de visitar o Cristo Redentor, não perca mais tempo! Agende sua viagem e faça parte dessa jornada incrível rumo à consagração como uma das sete maravilhas novas do mundo.

Como o ponto turístico impacta na economia e no turismo local?

Os pontos turísticos são uma das principais fontes de renda para muitas cidades e países ao redor do mundo. Além de atrair visitantes de diversas partes do globo, esses locais geram emprego e movimentam a economia local. No caso dos Pontos Turísticos Brasileiros, eles são responsáveis por impulsionar o setor do turismo e contribuir com a geração de divisas para o país.

O primeiro impacto econômico que um ponto turístico pode causar é o aumento da demanda por serviços como hospedagem, alimentação, transporte e outros. Com a chegada dos visitantes, os hotéis, pousadas e restaurantes tendem a ter uma ocupação maior, resultando em mais contratações e aquecimento do mercado de trabalho. Além disso, há também um aumento na procura por souvenirs e produtos típicos da região, estimulando assim pequenos negócios locais.

Outro aspecto importante é que os pontos turísticos podem promover o desenvolvimento da infraestrutura local. Para receber mais visitantes com conforto e segurança é necessário investir em melhorias nas vias de acesso, sinalização adequada e conservação das áreas próximas aos locais turísticos. Essas melhorias não só beneficiam os turistas mas também trazem benefícios permanentes para os moradores locais.

Além disso, um ponto turístico bem estruturado pode ser uma fonte geradora de receita direta ou indireta para as comunidades próximas. Por exemplo: guias que acompanham grupos durante passeios ou artesãos que vendem seus produtos na região. Essas atividades geram renda para a população e podem até estimular o empreendedorismo local.

Outro impacto positivo é a divulgação da região no âmbito internacional, pois pontos turísticos famosos atraem visitantes do mundo todo. Com isso, aumenta o interesse de investidores e empresas estrangeiras em conhecer e investir no local, gerando mais empregos e incentivos para o crescimento econômico da área.

Em resumo, os pontos turísticos são peças fundamentais para alavancar a economia local. Além de trazer benefícios financeiros diretos, eles também ajudam na promoção da cultura e preservação dos patrimônios históricos e naturais brasileiros. É importante que esses locais sejam bem cuidados e constantemente melhorados para continuar sendo atrativos para os turistas, mantendo assim seu papel fundamental na economia do país.

Curiosidades sobre o destino e suas atrações principais

O Ponte do Rio Negro, localizado na cidade de Manaus, é um dos pontos turísticos brasileiros mais impressionantes que faz parte das sete maravilhas novas do mundo. Além da sua beleza natural e arquitetônica, esse destino também possui curiosidades fascinantes que vale a pena conhecer.

Ao visitar a Ponte do Rio Negro, é impossível não notar o seu tamanho imponente. Com 3,6 km de extensão, ela é considerada a maior ponte fluvial da América Latina e uma das maiores do mundo. Para se ter uma ideia, ela é maior que a famosa Golden Gate Bridge em São Francisco, nos Estados Unidos.

Outro fato interessante sobre essa maravilha arquitetônica é que ela foi construída com tecnologia avançada para suportar as variações do nível das águas do rio durante as cheias sazonais. A estrutura da ponte permite que ela se expanda ou encolha até três metros de acordo com as mudanças no rio.

Além disso, muitos desconhecem que a Ponte do Rio Negro tem um papel importante para o desenvolvimento econômico da região amazônica. Antes de sua construção em 2011, os habitantes locais precisavam utilizar balsas ou barcos para atravessarem o rio. Com isso, o transporte de mercadorias e pessoas se tornava lento e caro. Com a inauguração da ponte, houve um impulso no crescimento social e econômico da região.

E quando falamos sobre as principais atrações desse destino incrível, não podemos deixar de mencionar o Encontro das Águas. Esse fenômeno natural acontece quando as águas do Rio Negro se encontram com as águas claras e quentes do Rio Solimões, formando um espetáculo único de cores.

Além disso, a região também oferece diversas atividades para os turistas como passeios de barco pelos rios da região, visitas às comunidades ribeirinhas e trilhas pela floresta amazônica. É uma oportunidade única de conhecer a biodiversidade e a cultura local.

Por fim, é importante ressaltar que a Ponte do Rio Negro é mais do que uma simples construção. Ela representa um símbolo da capacidade humana em superar desafios e fortalecer o desenvolvimento sustentável na região amazônica.

Outros pontos turísticos brasileiros que também são maravilhas do mundo

Além do Cristo Redentor, o Brasil possui outros pontos turísticos que fazem parte das sete maravilhas novas do mundo. São lugares incríveis e cheios de história que encantam turistas de todo o planeta.

Começando pelo Rio de Janeiro, outro famoso cartão postal é o Pão de Açúcar. Com seus 396 metros de altura, essa imponente montanha é um dos ícones da cidade e oferece uma vista deslumbrante da Baía de Guanabara e das praias cariocas. Para chegar ao topo, é preciso pegar um teleférico que proporciona uma experiência única aos visitantes.

Seguindo para o estado do Paraná, temos as Cataratas do Iguaçu como mais uma maravilha brasileira reconhecida mundialmente. Localizada na fronteira entre Brasil e Argentina, essas quedas d’água são consideradas uma das maiores e mais belas do mundo. O parque nacional onde estão localizadas oferece diversas trilhas com vistas panorâmicas para os visitantes admirarem a grandiosidade dessa maravilha natural.

Partindo agora para a região Norte do país, temos outro ponto turístico surpreendente: a Floresta Amazônica. Considerada o “pulmão do mundo”, essa região abriga a maior biodiversidade do planeta e possui paisagens exuberantes que encantam quem a visita. Além disso, é possível fazer passeios em canoa pelos rios amazônicos para explorar ainda mais essa riqueza natural.

Na região Nordeste, o destaque fica por conta de Fernando de Noronha. Com suas praias paradisíacas e águas cristalinas, esse arquipélago é considerado um verdadeiro paraíso na Terra. Além de aproveitar as praias deslumbrantes, os turistas podem mergulhar em meio à vida marinha rica e diversificada da região.

Por fim, no estado do Rio Grande do Sul encontra-se o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga uma das maiores reservas florestais do país: as Missões Jesuíticas. Esse complexo arquitetônico foi construído pelos jesuítas no século XVII e é um importante patrimônio histórico e cultural da América Latina.

Com tantos lugares incríveis para se visitar, podemos afirmar que o Brasil é realmente abençoado com diversas maravilhas naturais e culturais que encantam turistas de todo.

Sem avaliações ainda
Redação
Para falar conosco basta enviar um e-mail para redacaomeioambienterio@gmail.com ou através do nosso whatsapp 021 989 39 9273.