A inovação no setor automotivo sempre foi fator que determina quais montadoras crescem e quais perdem espaço.

Foi isso há 100 anos com o modelo fordista da esteira de produção, foi assim com o toyotismo é assim atualmente, com o avanço desenfreado da tecnologia os carros se tornam cada vez mais automáticos, inteligentes e integrados.

As atualizações envolvem sempre automatizações e poupar tempo, mas nem sempre as mudanças acabam trazendo somente benefícios, é muito comum que o avanço da tecnologia acabe trazendo facilidades dentro de um determinado aspecto e dificuldades em outros.

O mercado de inovações automotivas é motivado pela demanda criada pelos motoristas, que sempre procuram praticidade e inovações úteis.

As atualizações nos sistemas de segurança são comuns, há muitos anos novas tecnologias são implantadas nas chaves, leitores e fechadura. Uma vez que a segurança é preocupação constante dos compradores de veículos.

Como funciona o sistema keyless

A tradução literal do sistema é sem-chave, basicamente é a automação, elimina a parte metálica da chave que geralmente é inserida na ignição.

A chave passa a funcionar como um controle remoto, semelhante aos já existentes controle de alarme do carro onde é possível enviar sinais de rádio codificado, que somente o seu carro reconhece e dar os comandos básicos de destravar e travar as portas, dar partida, desligar o motor dentre outras funções.

O carro é equipado com antenas internas e externas que detectam a aproximação do motorista com a chave.

Existem dois tipos de sistemas que buscam eliminar o uso das chaves, um sistema mais simples que detecta a aproximação do motorista e destrava as portas, e em momentos que o motorista sai e se distancia ele automaticamente trava todas as portas.

No sistema mais completo não é necessário o uso das chaves nem para dar a partida, ao apertar o botão da ignição, o carro vai enviar um sinal para detectar se a chave está localizada no banco do motorista.

Carros mais acessíveis que usem o sistema

A comodidade de não ser mais necessário retirar as chaves do bolso para destravar a porta, é muito bem vista por boa parte das pessoas.

As grandes mudanças no ramo automotivo nem sempre são acessíveis para a maioria das pessoas. 

Para que se torne razoavelmente popular é necessário que leve anos, mas o sistema keyless não é um deles.

Pensando nisso, listamos os carros mais acessíveis que podem te proporcionar essa função.

  • Fiat Cronos Precision 1.8 Flex manual + Kit Tech High por R$ 66.980
  • Fiat Argo Precision 1.8 Flex manual + Kit Tech High por R$ 65.790
  • Nissan Kicks 1.6 SV CVT por R$ 87.490
  • Nissan Sentra 2.0 S CVT por R$ 82.900 
  • Renault Captur Zen 1.6 16v SCe manual por R$ 80.450
  • Ford Fiesta Sedan Titanium 1.6 automatizado por R$ 79.560
  • Volkswagen Virtus Comfortline 200 TSI + kit Tech I por R$ 75.690
  • Kia Soul 1.6 automático (U.261) por R$ 87.990
  • Ford Fiesta Titanium Plus 1.6 automatizado por R$ 75.190
  • Volkswagen Polo Comfortline 200 TSI + kit Tech I por R$ 69.410

Riscos 

Nem toda inovação são flores,  assim como todas as tecnologias possuem prós e contras, apesar do sistema sem chaves já existir há algum tempo ainda é necessário diversos ajustes no quesito segurança.

O sistema de uso de ondas de rádio protege muito bem o carro de furtos comuns, mas não é suficiente para parar criminosos bem preparados.

Há inúmeros registros de acidentes inclusive fatais que se dão por causa da facilidade em ligar o carro sem o uso da ignição.

Estudos realizados por cientistas mostraram que é possível hackear o sistema e fazer com que o carro funcione, com equipamentos de fácil acesso e gastando menos de cem dólares, usando equipamentos básicos e antenas falsificadas.

Estudos conduzidos pelo New York Times apontam outro problema, mas não de segurança como os já retratados, mas sim um problema com risco de morte gerado pela tecnologia Keyless.

Os estudos apontam que o sistema pode ter causado 28 mortes só nos Estados Unidos por intoxicação com monóxido de carbono.

Por conta da não necessidade de retirar a chave da ignição é comum que os usuários esqueçam o carro ligado quando chegam em casa, aliado com o esquecimento estão os motores que cada vez fazem menos barulho colaborando assim para que o carro ligado passe despercebido.

A partir do momento em que o carro é esquecido com o motor funcionando há a liberação do monóxido de carbono, um gás sem cor e sem cheiro, que sem que se perceba aos poucos vai envenenando as pessoas presentes na casa, por conta de seu acúmulo em excesso. 

Como resolver os problemas

A tecnologia promete muitos benefícios, porém é preciso mais tempo para que amadureça e aprenda com seus erros.

Para as pessoas que ainda assim pretendem adquirir veículos com as inovações é indicado os seguintes cuidados:

  • Adquirir serviço especializado – Para minimizar ainda mais os riscos contrate seguros e serviço de rastreio de frota.
  • Atenção ao desligar os veículos – Para evitar acidentes com monóxido, sempre que sair do carro cheque se o motor está desligado.