O consumo de chuveiro elétrico pode representar uma grande parte da conta de luz. Por isso, é importante tomar algumas medidas para diminuir desperdícios e, consequentemente, reduzir os gastos da sua família. Além disso, é preciso tomar cuidado para evitar acidentes com a instalação elétrica, trazendo mais segurança para o seu lar.

Neste artigo, você vai aprender dicas de segurança e economia para o uso do chuveiro elétrico.

Por que estar atento ao consumo de chuveiro elétrico?

No Brasil, o consumo de chuveiro elétrico é responsável por cerca de 25% do total de energia elétrica consumida pelo lar.

Sendo assim, saber como economizar nesse serviço elétrico é fundamental para o bolso e para o meio ambiente.

Além disso, é importante lembrar que esse equipamento elétrico exige cuidados especiais para evitar acidentes, como choques elétricos e incêndios.

Conheça algumas dicas de segurança e diminuição de consumo de chuveiro elétrico.

Segurança em primeiro lugar

Cuidado com os serviços elétricos é importante para a segurança de todos.

Assim, é importante seguir algumas orientações quando estamos lidando com chuveiros elétricos:

1) Sempre verifique as etiquetas de aviso e siga as instruções do produto. Lembre-se de conferir também se a voltagem do aparelho é compatível com a sua residência.

2) Verifique se a tomada e o fio estão em boas condições. Se houver qualquer tipo de dano, não utilize o chuveiro elétrico.

3) Não utilize adaptador ou extensão com o chuveiro elétrico.

4) Procure sempre utilizar chuveiros com potência adequada à sua necessidade. Verifique a vazão do seu imóvel e opte por um modelo compatível para garantir a qualidade.

5) Não utilize qualquer tipo de produto químico na limpeza do chuveiro, pois isso pode danificar o revestimento anti ferrugem do aparelho

6) Verifique se a instalação elétrica do seu lar está em dia e em conformidade com as normas técnicas vigentes. Essa é a principal medida de segurança a ser tomada, pois evita acidentes com os equipamentos elétricos;

A importância de segurança em serviços elétricos

A importância da segurança em serviços elétricos é inegável.

Por isso, sempre que possível, contrate um profissional para realizar qualquer tipo de manutenção ou reparo em seus eletrodomésticos. Além de minimizar o risco de acidentes, você ainda terá a garantia de um bom serviço.

Quando contratar um profissional para realizar serviços elétricos em sua casa, verifique se ele possui os devidos certificados e licenças, como formação na NR10, que é a principal norma regulamentadora para segurança em serviços e instalações elétricas.

Isso garantirá que o serviço seja realizado da melhor forma possível, com todas as normas e procedimentos de segurança sendo seguidos à risca.

Lembre-se: a prevenção é sempre o melhor caminho! Se você tomar todos os cuidados necessários, certamente não terá problemas com acidentes domésticos relacionados à eletricidade.

Dicas para diminuir o consumo de energia no chuveiro

Quem mora em casa sabe que o consumo de energia elétrica nos chuveiros pode representar uma grande parte da conta de luz.

Dessa forma, é importante tomar algumas medidas para economizar energia e, consequentemente, reduzir o valor da conta no final do mês.

A seguir, listamos 5 dicas para você economizar energia elétrica no chuveiro:

1. Diminua o tempo do banho:

Quanto mais tempo ficar sob o jato de água quente, maior será o consumo de energia.

Um banho demorado pode gastar até 80 litros de água quente. Reduzir o tempo do banho em 5 minutos pode significar uma economia de 15% no consumo de água quente. Além disso, evite tomar banhos quentes durante o horário de pico (17h às 21h).

Nesse período há maior demanda por energia elétrica e, consequentemente, os preços são mais altos. Se possível, programe os banhos para o período da manhã ou da tarde, em que a tarifa é mais barata.

2. Instale um redutor de vazão ou aerador

O redutor de vazão, como o nome indica, é responsável por reduzir a vazão da água sem alterar a pressão, assim você consegue economizar até 50% do consumo de água e energia.

Os aeradores possuem função similar. São dispositivos que misturam ar com a água, permitindo assim que a mesma seja usada com mais eficiência, ou seja, menor quantidade, com a mesma sensação.

3. Atenção na temperatura da água

Uma boa dica é escolher um chuveiro elétrico com controle automático da temperatura: este tipo de chuveiro mantém a temperatura constante sempre que possível, evitando desperdícios. 

Ajuste a temperatura da água para não ficar muito quente ou muito fria. Temperaturas extremas gastam mais energia do que temperaturas mornas. Reduzir a temperatura da água em 1ºC pode significar uma economia de 6% no consumo total de energia;

4. Troque as mangueiras velhas

As mangueiras velhas podem estar entupidas e com vazamentos internos que causam desperdício de água e energia elétrica.

Portanto, troque as mangueiras velhas por novas para economizar até 30% no consumo de água!

5. Verifique periodicamente as vedações das tubulações do chuveiro

Vazamentos constantes podem representar um grande desperdício de água, portanto é fundamental realizar manutenções preventivas periodicamente.

Um vazamento pode causar um aumento significativo no consumo de energia elétrica. Caso note algum, solicite imediatamente a reparação com um profissional especializado.

6. Conheça os modelos econômicos

Por fim, uma forma prática e eficiente para diminuir o consumo de energia nos chuveiros é investir em modelos mais econômicos e que possuam classificação A no Selo Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica).

Esses modelos costumam ter um custo-benefício melhor e são capazes de oferecer economia na conta de luz sem sacrificar a qualidade do banho. 

Pronto para diminuir o consumo de chuveiro elétrico?

Agora que você já sabe algumas dicas de economia para o seu chuveiro elétrico, é hora de colocá-las em prática e aproveitar ainda mais a sua economia!

Além disso, é importante sempre lembrar de ter atenção à segurança: lembre-se sempre de que ela vem em primeiro lugar. Portanto, é importante verificar se a instalação elétrica da sua casa está em boas condições e, caso seja necessário, assegurar a escolha de um eletricista qualificado para o serviço.