Corinthians: Redução de parte da dívida e superávit

Duílio Monteiro presidente do Corinthians
Foto: Danilo Fernandes/ Meu Timão

Na manhã deste sábado (17), o Corinthians divulgou seu balanço de receitas e despesas até junho de 2022. Nesse documento, o Timão anunciou que encerrou o primeiro semestre de 2022 com um saldo financeiro positivo de R$ 2,016 milhões, e suas dívidas acumuladas diminuíram ligeiramente em relação a março.

O balanço apresentado também inclui capital de giro excedente, no valor de R$ 62,8 milhões de reais. Isso considera apenas o efeito das receitas e despesas sem o custo financeiro da dívida.

Seguindo protocolo, os números foram aprovados pelo Conselho Financeiro do Corinto e pelo Conselho Administrativo (Cori). Mesmo que não seja um dinheiro exorbitante, foi comemorado nos bastidores do clube alvinegro, pois significa o terceiro semestre consecutivo sem estar no vermelho – o tempo corresponde ao tempo que o dirigente Duílio Monteiro Alves está à frente da instituição.

No primeiro semestre do mandato de Duílio, o Corinthians tinha mais de R$ 394 mil. No final de 2021, o superávit foi de R$ 5,69 milhões.

No balanço divulgado pelo Corinthians, o clube apresentou redução de 0,4% no passivo total, isto é, no saldo devedor. Até março de 2022, o valor era de R$ 921,2 milhões. Hoje, a dívida é de R$ 917,5 milhões. Assim, houve uma redução de R3,7 milhões de reais.

Libertadores e Copa do Brasil

O clube também superou as projeções financeiras para a Libertadores e a Copa do Brasil, devido ao planejamento do orçamento para a temporada considerando chegar pelo menos às oitavas de final do campeonato continental, e às quartas de final do campeonato nacional.

O Timão ficou entre os oito primeiros da Libertadores e está na final da Copa do Brasil, podendo ganhar R$ 74,9 milhões se vencer o Flamengo e conquistar o troféu.

Não deixe de acompanhar mais detalhes sobre times brasileiros aqui no Meio Ambiente Rio. As principais notícias do futebol nacional são atualizadas diariamente.