LEGENDA: O governador Cláudio Castro passou a Carta da Costa do Sol para o Secretário de Turismo, Gustavo Tutuca.

O governador Cláudio Castro passou para o Secretário estadual de Turismo, Gustavo Tutuca, a responsabilidade de conduzir as reivindicações de obras emergenciais de infraestrutura na Costa do Sol. A carta com a lista de solicitações foi entregue ao governador, nesta terça-feira, no lançamento do programa Turismo Presente no Palácio Guanabara. Durante o evento, não foi anunciada nenhuma obra de infraestrutura para as cidades turísticas.

As prioridades dos 13 municípios da região, que receberam quatro milhões de turistas em 2019, foram levantadas após estudos técnicos. A prioridade é a manutenção e a duplicação da RJ-106, rodovia estadual que começa em Tribobó e vai até Macaé, cortando toda a Costa do Sol. Conhecida como Rodovia Litorânea, a RJ 106 está em péssimo estado, com buracos, falta de sinalização, mato nos acostamentos e falta de passarelas para pedestres. Também conhecida como Rodovia do Sol, a 106 corta Maricá, Saquarema, Araruama, Iguaba, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Rio das Ostras e termina em Macaé. É também o principal acesso a Búzios.

A Carta da Costa do Sol também pede sinalização turística em todas as estradas estaduais; pavimentação da Estrada do Nelore, de 2,5 km, interligando Arraial do Cabo, Cabo Frio e Búzios; nova ponte sobre o Rio São João, na divisa de Cabo Frio com Casimiro de Abreu; e, reabertura do Hospital Estadual de Barra de São João, às margens da RJ-106, para atender a toda a Costa do Sol, sobretudo na especialidade de trauma.

No evento no Palácio Guanabara, o governador Cláudio Castro e o Secretário de Turismo, Gustavo Tutuca, assinaram um protocolo de intenções com o secretário de Cidades. Uruan Cintra, para um programa de obras de infraestrutura nos municípios. Os representantes das cidades receberam uma cartilha, com um passo a passo para pedir as obras. O modelo dificulta a realização de investimentos de caráter regional.

— O governador enfim recebeu a Carta da Costa do Sol, ouviu atentamente e passou o documento para o Secretário Tutuca, encarregando-o de gerenciar as demandas. Os pedidos são técnicos e emergenciais para atender a toda a região e não a um ou a outro município — explicou Marco Navega, do Conselho de Desenvolvimento do Turismo (Condetur), que entregou a carta ao governador.

O decreto nº 47.878, assinado pelo governador Cláudio Castro em dezembro, determina a concepção, planejamento e execução de ações junto aos municípios do estado do Rio de Janeiro, voltadas para a melhoria da infraestrutura turística regional e municipal e da qualidade de vida e do bem-estar da população fluminense. Segundo Gustavo Tutuca, o projeto inicial é da ordem de R$ 100 milhões já autorizados dentro do PAC RJ (Plano Anual de Contratações).

— Esse projeto de intervenções na infraestrutura turística surgiu durante a realização dos Fóruns Regionais do Turismo Fluminense, realizados pela Setur no ano passado. Durante os eventos tivemos a oportunidade de perceber os gargalos de cada região turística através dos encontros com os gestores do setor do interior. E a principal reivindicação foi justamente em relação à infraestrutura das cidades. Daí surgiu o Turismo Presente, que pretende melhorar a recepção dos turistas que circulam pelas cidades fluminenses e garantir uma permanência de excelência — explicou o Secretário.

Gostou dessas dicas? Se sim, compartilhe com seus familiares e amigos, e também em suas redes sociais. Receba conteúdo gratuito, diariamente, e siga-nos no Google News.