Não é só possível, mas a melhor solução é o tratamento em uma clínica para dependentes químicos, particularmente pelo fato do dependente encontrar ali todo o suporte necessário para abandonar as drogas.

O processo não é fácil, principalmente durante o período de desintoxicação, pois a falta da droga pode desencadear uma série de sintomas, que devem ser observados com muita atenção.

Se você conhece alguma pessoa dependente de drogas e está em dúvida se vale ou não a pena recorrer a uma clínica de recuperação, vamos mostrar que é a medida mais acertada!

O que é uma clínica para dependentes químicos?

Nada mais é do que uma clínica de reabilitação para dependentes químicos que disponibiliza um programa de tratamento direcionado para dependência química.

Para isso, conta uma equipe profissional interdisciplinar nas mais diversas especialidades: médicos, psiquiatras, psicológos, terapeutas ocupacionais, nutricionistas…

Além do tratamento para o dependente de drogas, também fornece apoio para os familiares, pois são peça chave na recuperação do paciente.

O objetivo final do tratamento em uma clínica de reabilitação é promover a recuperação do paciente de uma forma segura e tranquila, e claro, assegurar sua reinserção na sociedade da melhor maneira possível.

É possível ser tratado em uma clínica para dependentes químicos?

É claro que existem situações onde não é necessária a internação, mas geralmente a melhor forma de tratar dependentes de drogas é em uma clínica.

Isso porque, é uma clínica especializada em tratar a dependência química, onde todos os profissionais são habilitados nessa área.

Dessa forma, os pacientes recebem o tratamento individualizado e adequado ao seu problema, já que cada um tem seu próprio tempo para entender suas dificuldades, emoções, o que o levou a usar a droga, etc.

O ideal seria o próprio dependente buscar uma clínica, no entanto, às vezes isso não é possível, sendo necessária a internação contra a vontade do paciente.

Essa talvez seja uma das decisões mais difíceis, mas quando outras opções não funcionaram e a vida do paciente está em risco, é a única alternativa.

Por outro lado, a falta de informação e o preconceito é o que faz com que milhares de dependentes não tenham acesso aos cuidados básicos, além do tratamento apropriado.

Quais os tipos de internação em uma clínica de reabilitação?

Clínicas de reabilitação para drogados oferecem os seguintes tipos de internação:

  • Voluntária: parte do próprio adicto buscar tratamento;
  • Involuntária: a internação é contra a vontade ou consentimento do paciente, geralmente solicitada pelos familiares.
  • Compulsória: a internação é feita sob ordem judicial, juntamente com laudo médico.

Independentemente do tipo de internação, o tratamento oferecido é o mesmo, ou seja, uma abordagem que englobe as áreas física, psicológica e social do paciente.

Quais os benefícios em tratar o dependente químico em uma clínica?

Se você ainda está em dúvida sobre os motivos que tornam uma clínica para dependentes químicos a melhor forma de tratar drogados, confira alguns dos benefícios:

  • Tratamento personalizado, de acordo com as necessidades de cada paciente;
  • Trabalha os aspectos físico, psicológico e social, ou seja, uma abordagem biopsicossocial;
  • Suporte multidisciplinar, em especial durante o período de abstinência;
  • Possível internar mesmo sem o consentimento da pessoa, mas é a única maneira das famílias ajudarem seus familiares;
  • O paciente irá reaprender a viver e reintregar-se na sociedade;
  • Orienta e ajuda as famílias a lidarem com a doença, especialmente quando o ente querido retornar para casa.

No momento de escolher uma clínica de reabilitação, é importante se informar como é o processo de desintoxicação, quais as atividades propostas ao paciente, e claro, se conta com uma equipe profissional habilitada e especializada.

Gostou dessas dicas? Se sim, compartilhe com seus familiares e amigos, e também em suas redes sociais. Receba conteúdo gratuito, diariamente, e siga-nos no Google News.