continua após a publicidade

O Fundo Monetário Internacional (FMI) projetou que, em 2023, os Estados Unidos, a China e a Alemanha ocuparão as posições de destaque como as maiores economias do mundo. De acordo com as projeções do FMI, o Brasil se posicionará em nono lugar, com um Produto Interno Bruto (PIB) estimado em US$ 2,13 trilhões para o mesmo ano, superando o Canadá, que deverá alcançar um PIB de US$ 2,12 trilhões.

Essas informações foram divulgadas no mais recente relatório do World Economic Outlook (Perspectiva Econômica Mundial, em português).

Em um cenário em que a economia global continua se recuperando gradualmente dos impactos da pandemia e da guerra na Ucrânia, as projeções indicam que a inflação global deverá diminuir de forma constante, passando de 8,7% em 2022 para 6,9% em 2023 e 5,8% em 2024. Esse declínio é atribuído a uma “política monetária mais restritiva, aliada aos preços internacionais mais baixos das matérias-primas”, conforme apontado pelo FMI.

Veja as 20 maiores economias do mundo em 2023, segundo projeção do FMI:

  • 1. Estados Unidos – US$ 26,95 trilhões
  • 2. China – US$ 17,7 trilhões
  • 3- Alemanha – US$ 4,43 trilhões
  • 4. Japão – US$ 4,23 trilhões
  • 5. Índia – US$ 3,73 trilhões
  • 6. Reino Unido – US$ 3,33 trilhões
  • 7. França – US$ 3,05 trilhões
  • 8. Itália – US$ 2,19 trilhões
  • 9. Brasil – US$ 2,13 trilhões
  • 10. Canadá – US$ 2,12 trilhões
  • 11. Rússia – US$1.86 trilhão
  • 12. México – US$1.81 trilhão
  • 13. Coreia do Sul – US$1.71 trilhão
  • 14. Austrália – US$1.69 trilhão
  • 15. Espanha – US$1.58 trilhão
  • 16. Indonésia – US$1.42 trilhão
  • 17. Turquia – US$1.15 trilhão
  • 18. Holanda – US$1.09 trilhão
  • 19. Arábia Saudita – US$1.07 trilhão
  • 20. Suíça – US$ 905 bilhões
continua após a publicidade