Em novo edital, Instituto Localiza vai destinar R$ 2,5 milhões a projetos de inclusão social de jovens

2º Edital Juventude em Movimento está com inscrições abertas para escolher 22 organizações que atuem com projetos de inclusão produtiva, fomentando perfis empreendedores ou na preparação para o mercado de trabalho

Comprometido em impulsionar as iniciativas voltadas para inclusão produtiva de jovens em situação de vulnerabilidade socioeconômica, o Instituto Localiza está com inscrições abertas para o 2º Edital Juventude em Movimento. O objetivo é selecionar e apoiar 22 projetos em todo o Brasil, com um investimento total de R$ 2,5 milhões, direcionados a iniciativas para ajudar jovens entre 15 e 29 anos a buscarem novos caminhos profissionais. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas de 21 de dezembro de 2023 a 31 de janeiro de 2024, às 18 horas, no site link 

“Lançamos o 1º Edital em setembro de 2021 e, ao longo desses dois anos de atividade, tivemos sucesso ao apoiar 49 projetos de organizações sociais. Com isso, conseguimos impactar mais de 12.100 pessoas, que puderam trilhar novos horizontes, incluindo mais de mil e duzentos jovens que encontraram uma oportunidade de trabalho e renda. Nessa nova edição, queremos fomentar o desenvolvimento, a capacitação técnica e a empregabilidade”, explica o presidente do Instituto Localiza, Marco Antônio Martins Guimarães. 

Os projetos, que devem ser inscritos e executados por Organizações da Sociedade Civil (OSCs) sem fins lucrativos, serão divididos em três categorias: “Reconhecer”, para iniciativas consolidadas a nível nacional; “Qualificar”, para propostas com metodologias comprovadas e inovadoras que precisam de recursos para serem alavancadas; e “Impulsionar”, destinado a iniciativas em estágio inicial ou em execução com bom potencial de impacto. 

Entre os requisitos necessários aos projetos está a ênfase à capacitação técnica e educação profissional, com foco em iniciativas da economia criativa ou do ecossistema de mobilidade (turismo, tecnologias, cultura, novas mídias, design e cadeia automotiva). “Nós estamos em busca de projetos que fomentem o perfil empreendedor dos jovens, estimulando a criação de novos negócios ou aprimorando atividades geradoras de renda. Para a inclusão no mercado de trabalho buscamos iniciativas que além da capacitação, ofereçam também nivelamento de conhecimentos, orientação vocacional, desenvolvimento de habilidades socioemocionais e intermediação junto a empresas locais”, destaca Guimarães.

Foco em territórios de vulnerabilidade e diversidade

O Instituto Localiza dará prioridade aos projetos realizados em territórios com alto maiores índices de vulnerabilidade juvenil, como os estados com altas taxas de homicídios e desocupação dos jovens, e baixo desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) no Ensino Médio. Serão considerados diferenciais os projetos que possuam ações específicas para grupos como mulheres, comunidade LGBTI+, pessoas com deficiência, pessoas negras, populações originárias e tradicionais, além de pessoas migrantes ou em situação de refúgio. 

Como novidade nesta edição, o Instituto Localiza oferecerá uma oficina de capacitação gratuita e online, visando auxiliar as organizações na formatação de projetos alinhados com o edital. Esta formação acontecerá em janeiro, com datas a serem divulgadas nos canais oficiais do Instituto Localiza e da Prosas. A participação é opcional, mas recomendada para melhor preparação dos projetos.

Sem avaliações ainda
Redação
Para falar conosco basta enviar um e-mail para redacaomeioambienterio@gmail.com ou através do nosso whatsapp 021 989 39 9273.