Festivais e reuniões em massa têm o potencial de inspirar mudanças sustentáveis nos estilos de vida, especialmente quando focados em temas como o veganismo. De acordo com um novo estudo da Universidade de Bath, esses eventos podem proporcionar aos participantes uma pausa revitalizadora da sociedade predominantemente carnívora, promovendo conexões sociais e motivando ações para um futuro mais sustentável.

A pesquisa, conduzida por Annayah Prosser da Escola de Administração da Universidade de Bath, focou no Vegan Camp Out 2021, um festival anual que celebra o veganismo em todos os seus aspectos. Prosser e sua equipe entrevistaram profundamente 20 participantes do evento, explorando como esses festivais ajudam os veganos a lidar com a pressão social e a encontrar forças renovadas para sustentar suas práticas diárias.

A Importância dos Festivais para os Veganos

Para os veganos, que representam menos de 2% da população do Reino Unido, participar de eventos como o Vegan Camp Out oferece mais do que diversão. É uma oportunidade para se reconectar com uma comunidade que compartilha valores e práticas semelhantes. Segundo Prosser, “a experiência do festival atua como um refúgio onde os veganos podem ‘recarregar as energias’ frente à tensão de ir contra a norma de consumo de carne”.

Conexão Social e Fortalecimento da Identidade

Os festivais veganos proporcionam um ambiente onde os participantes podem relaxar e se sentir aceitos, longe do estigma que enfrentam em suas vidas cotidianas. “Muitos dos nossos entrevistados relataram que os festivais os ajudaram a se sentirem mais corajosos para discutir o veganismo e a manter seu ‘ativismo cotidiano’”, explicou Prosser.

Esses eventos também facilitam novas conexões sociais. Atividades simples como esperar na fila para comida e bebida são vistas como oportunidades para iniciar conversas e criar laços positivos. A sensação de pertencimento e apoio mútuo fortalece a determinação dos participantes em continuar promovendo mudanças em suas vidas e comunidades.

Superando o Esgotamento Vegano

Ser vegano em uma sociedade carnívora pode ser uma experiência desgastante e solitária. Muitos participantes do estudo relataram sentir “depressão” ou “pavor” devido à zombaria ou hostilidade de outros. Essas dificuldades podem levar ao “esgotamento ativista”, uma forma severa de exaustão física e mental.

Festivais como o Vegan Camp Out oferecem um espaço para aliviar esse esgotamento, permitindo que os participantes recarreguem suas energias e se sintam apoiados em suas escolhas. Isso é crucial não apenas para o bem-estar individual, mas também para fomentar transições sociais para uma dieta baseada em vegetais, que é essencial para a redução das emissões de carbono e a promoção de um futuro sustentável.

Promovendo a Mudança Social

A pesquisa de Prosser também destaca o papel crucial dos grupos minoritários na promoção de mudanças sociais a longo prazo. “Os veganos ajudam a encorajar a redução do consumo de carne e a promover escolhas alimentares sustentáveis em suas redes sociais e no mercado em geral”, observa Prosser.

Reuniões em massa, como festivais veganos, são um método eficaz para apoiar essa mudança social. Os participantes relataram sentir-se mais empoderados para “ir mais longe” em suas vidas cotidianas e se envolver mais ativamente no ativismo comunitário após esses eventos.

Impactos Transformadores dos Festivais

Este estudo complementa pesquisas anteriores sobre o impacto transformador de festivais seculares, como Burning Man e Latitude. Esses eventos são conhecidos por fomentar conexões sociais e comportamentos pró-sociais que podem durar meses após o fim do festival.

“O ambiente dos festivais é extremamente importante para os participantes e pode resultar em mudanças significativas nas nossas identidades pessoais e sociais”, conclui Prosser. A pesquisa contou com a colaboração das Universidades de Exeter, Groningen, Western Australia e Amsterdam Business School.

Fonte: Universidade de Bath

Sem avaliações ainda