Da esquerda para a direita: Fernanda Candeias, presidente da AEDIN; Cássio Coelho, secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais do Estado do Rio de Janeiro; e João Leal, superintendente de Desenvolvimento Sustentável da Secretaria, assinam o Memorando de Entendimentos para a revitalização do Distrito Industrial de Santa Cruz (Crédito: Divulgação AEDIN)

O governo do estado, através das secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Infraestrutura e Obras, assinou, nesta quinta-feira (27/10), memorando de entendimento para promover a revitalização do Distrito Industrial de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. O objetivo é melhorar a infraestrutura do local, considerado estratégico para o estado, com obras de pavimentação, drenagem, iluminação e telecomunicações, entre outras.

— O Distrito lndustrial de Santa Cruz é da maior relevância para o nosso estado. Possui mais de 15 grandes empresas instaladas, como Ternium, Gerdau, Casa da Moeda, Furnas, e, mais recentemente, a Fiocruz, que geram mais de 18 mil empregos diretos. É, sem dúvida alguma, um dos vetores do desenvolvimento econômico do Estado do Rio de Janeiro — afirma o governador Cláudio Castro.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Cássio Coelho, melhorias no Distrito Industrial de Santa Cruz podem torná-lo uma referência e um modelo para outros distritos no estado.

— Temos, atualmente, 35 solicitações para implantação de novos distritos industriais em todo o estado, além dos processos para revitalizar aqueles que estão precisando de melhorias. O programa de desenvolvimento sustentável do Distrito Industrial de Santa Cruz poderá servir de modelo para todos os distritos industriais que serão instalados no estado — avalia o secretário.

A presidente da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Santa Cruz (Aedin), Fernanda Candeias, entende que a revitalização do Distrito Industrial de Santa Cruz seja uma prioridade para o governo.

— O Distrito Industrial de Santa Cruz tem grande importância no desenvolvimento do estado e é importante que o poder público apoie cada vez mais esse polo. Queremos ser referência em sustentabilidade industrial — afirma a dirigente.