abelhas
abelhas

Muito mais que responsáveis pela produção de mel, elas são fundamentais para a manutenção das plantações de diversos alimentos.

O mel é, sem dúvidas, o produto mais conhecido das abelhas. Mas, mesmo assim, ele não é, nem de longe, a função mais importante desses insetos para a sociedade e o meio ambiente. Apesar de muito se falar sobre o mel, boa parte das abelhas sequer produz o alimento e são responsáveis, portanto, por polinizar diversas outras plantações, sendo fonte importantíssima para a agricultura.

No Brasil, o café, a maçã, o maracujá, a laranja e até a soja dependem fortemente dessa ação das abelhas. Por isso, a importância para a produção desses e outros tipos de alimentos é tanta que alguns agricultores chegam a alugar colmeias só para atrair as abelhas para suas lavouras.

Trabalho fundamental

Entrando mais a fundo na importância das abelhas para a agricultura, um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Stellenbosch, na África do Sul, mostrou que metade das plantas com flores depende completamente de polinizadores para sobreviver. Ou seja: as abelhas são a principal fonte de vida dessas plantas.

Especificamente no Brasil, o número é ainda maior. De acordo com pesquisa da Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES, sigla em inglês) e da Rede Brasileira de Interações Planta-Polinizador (REBIPP), até 80%  das plantas cultivadas presentes na nossa alimentação dependem da ação de polinizadores.

Além de realizar a polinização e oferecer uma consequente e forte melhoria no produto, as abelhas trazem benefícios para outros setores agrícolas. As abelhas favorecem indiretamente, por exemplo, a pecuária ao melhorar a qualidade da soja em sua produção.

Por esse motivo, inclusive, existe um movimento para que esses insetos sejam reconhecidos como insumos agrícolas inerentes à produção, pois sem elas as produções agrícolas estariam completamente afetadas. Por isso busca-se esse reconhecimento, como acontece com pesticidas e fertilizantes.

 Café

Como foi dito, as abelhas são fundamentais na maior parte das plantações de alimentos do país. Mas, em alguns plantios, elas são ainda mais importantes. No caso do café, por exemplo, elas proporcionam aumento da qualidade, com melhorias no sabor, nos nutrientes e na produtividade.

Em um produto como este, em que a qualidade é rigorosamente priorizada, o trabalho das abelhas é ainda mais valorizado e primordial. Dessa forma, quanto mais fertilizado é um fruto, melhor seu desenvolvimento.

Preservação e valorização para a agricultura

Uma vez estabelecida a importância das abelhas para a economia e segurança alimentar nacional, é preciso se atentar à preservação desses animais. De acordo com especialistas, a possibilidade de extinção das abelhas pode gerar uma forte diminuição na disponibilidade e na qualidade dos cultivos no país, além de afetar toda a nossa cadeia alimentar.

Alimentos como o arroz, o trigo e a cana-de-açúcar, que são polinizados pelo próprio vento, continuariam existindo. Mas alimentos como acerola, maçã e maracujá estariam ameaçados.

Para evitar esses problemas, é necessário que as ameaças às abelhas sejam controladas ou até mesmo deixem de existir. O principal vilão para esses insetos é a crise climática. Se já é ruim para nós, humanos, imagine para os insetos. O aquecimento global, o desmatamento e as queimadas alteram os períodos de chuva e a floração das plantas, diminuindo o habitat natural desses animais e causando seu afastamento e até extinção.

Por isso, é de extrema importância que além de todos se conscientizarem sobre os cuidados que devemos ter com a nossa natureza, existam ações que comprovem isso. Precisamos cuidar dela e usá-la como aliada, assim conseguiremos, além de um planeta melhor e menos poluído, continuar tendo alta produtividade dos nossos alimentos. 

Gostou dessas dicas? Se sim, compartilhe com seus familiares e amigos, e também em suas redes sociais. Receba conteúdo gratuito, diariamente, e siga-nos no Google News.