série
A série gerou uma grande comoção mundial e fez com que as pessoas pesquisassem ainda mais sobre o caso e refletissem sobre assuntos abordados

Se o nome de Jeffrey Dahmer não é familiar por conta do caso, provavelmente se tornou devido ao grande sucesso da série produzida pela Netflix e que estreou no dia 21 de setembro em todo o mundo. 

Mas afinal de contas, quem é Jeffrey Dahmer? Pois bem, ele foi um dos maiores serial killers da história, ou seja, um assassino em série que matou 17 homens entre os anos de 1978 e 1991, na maioria das vezes na cidade de Milwaukee. 

Por isso, ele passou a ser chamado e conhecido como ‘O canibal de Milwaukee’, você não leu errado, ele foi um canibal e essa era uma das características mais hediondas de seus crimes, o que fez com que ele fosse sentenciado a 17 prisões perpétuas. 

Como na época, os serviços de instalação de sistema de câmeras de segurança ainda não eram tão comuns, encontrar os rastros e provas que pudessem incriminá-lo era muito difícil. 

O fato é que, a série gerou uma grande comoção mundial e fez com que as pessoas pesquisassem ainda mais sobre o caso e refletissem sobre assuntos abordados, não foi a toa que a produção ocupou o TOP 1 da plataforma por muitos dias em diversos países, como:  

  • Estados Unidos;
  • França;
  • Inglaterra;
  • Brasil;
  • Suíça;
  • Canadá;
  • Austrália;
  • Entre outros. 

Por se passar em uma época onde a tecnologia ainda não era tão avançada e as pessoas de baixa renda não contavam com um alarme residencial simples como podemos contar nos dias de hoje, o desaparecimento de meninos na cidade começou a se tornar uma pauta recorrente. 

A série foi dirigida por Ryan Murphy, que já um pioneiro em produções desse tipo, afinal de contas, é a grande mente criadoras das temporadas insanas de “American Horror Story”, uma saga que também conta histórias de diversas serial killers. 

O protagonismo de Evan Peters fez toda a diferença na produção, afinal de contas, ele já trabalhou com Ryan Murphy em diversas temporadas de “American Horror Story”, que foi justamente a série que deslanchou sua carreira como ator. 

Ao receber o convite para interpretar Dahmer, Evan não pode recusar e mergulhou de cabeça nessa história frenética e aterrorizante. Mas como nem tudo são flores, a série gerou e ainda gera inúmeras polêmicas ao redor do mundo, principalmente nos EUA. 

Muitas famílias das vítimas que, na época, não tinham condições de contratar uma portaria virtual valores acessíveis para proteger suas casas, viram seus filhos serem vítimas de Dahmer e, agora, isso ser retratado para todo o mundo através da produção. 

Isso gerou grandes problemas para a Netflix e para a série como um todo, pensando nisso, hoje iremos a fundo na produção “Dahmer: Um canibal americano” para entender o que ela aborda e as polêmicas em torno dessa série. 

Conheça os principais assuntos que permeiam a série 

A série, além de retratar sobre a vida de Jeffrey Dahmer e tentar explicar o que pode ter levado o homem a cometer crimes tão horrendos, também aborda assuntos delicados e extremamente importantes nos dias atuais. Confira abaixo alguns deles: 

Racismo 

A maioria das vítimas de Jeffrey Dahmer eram garotos jovens, da periferia, homossexuais e pretos, o que tornava a busca pelo desaparecimento deles um caso irrelevante para a polícia da época, pois o país como um todo era muito racista. 

Como o prédio onde Dahmer cometia a maioria de seus crimes não possuía uma automação residencial áudio e vídeo como possuímos hoje em dia, era impossível saber quando ele levava uma nova vítima para o seu apartamento. 

A falta de cuidado da polícia para atender as possíveis denúncias que eram feitas com rigor pela vizinha de Jeffrey simplesmente por ela e as vítimas serem pessoas pretas, fez com que todo o mundo se desse conta de como o racismo contribuiu para com essas mortes.

Homofobia 

Jeffrey Dahmer era homossexual, mas escondia isso de seu pai e de sua avó, os únicos familiares que teve mais contato durante a vida, isso por conta da postura conservadora do pai e por conta da extrema devoção religiosa da avó. 

Sendo assim, Dahmer se envolvia com vários rapazes e usava isso como o caminho para atrair suas vítimas, ele gostava de homens e isso fez com que a polícia o discriminasse e nem ao menos investigasse sua vida. 

Em seu trabalho, era comum apresentar um atestado médico ocupacional para explicar uma falta decorrente de um dia onde cometia seus crimes e tentava disfarçar com um problema de saúde. 

Negligência policial 

A negligência policial é um dos assuntos que mais gera revolta em todo o caso e na série, pois é nítido como a polícia da época e da cidade não fez o mínimo para resolver o caso e tentar salvar as diversas vítimas que só iam crescendo com o passar do tempo.

Em uma determinada situação, uma das vítimas de Dahmer consegue fugir de seu apartamento, ensanguentado e sob efeitos de droga, a polícia o encontra, mas Dahmer também, e ao dizer que ele era seu namorado, a polícia não faz nada. 

A vítima era apenas um menino de 14 anos, que podia ter sido salvo pela polícia, que pela homofobia e falta de ética, deixou que aquela criança voltasse à cena do crime e entrasse para a lista de vítimas de Jeffrey. 

Xenofobia 

Por fim, mas não menos importante, a série também retrata a xenofobia contra uma família de estrangeiros, que tiveram que colocar até mesmo grades de segurança para janelas em casa para evitar ataques. 

O caso do menino de 14 anos que foi devolvido a Dahmer pela polícia é o caso de um menino estrangeiro, sua morte destruiu sua família por completo, que chegou aos Estados Unidos com a ideia de que iriam construir algo de sucesso e felicidade. 

Infelizmente, essa família foi destruída e após a fama do caso, ela sofreu diversos tipos de ataques xenófobos. Tudo isso mostra que a série vai além da história do serial killer, mas aborda assuntos que, infelizmente, ainda são muito comuns em nossa sociedade. 

Motivos pelos quais a série se tornou um sucesso 

Agora que você entende os assuntos delicados, mas extremamente importantes que envolvem essa série, chegou o momento de conferir alguns dos motivos que fizeram e ainda fazem dela um dos maiores fenômenos da plataforma de streaming. Confira: 

Um dos maiores serial killers da história 

Obviamente, o fato de ser a história de um caso muito famoso fez com que a produção tivesse ainda mais audiência, até mesmo profissionais de assistência técnica perícia trabalhista se interessaram pelos processos do julgamento de Dahmer.

Nos Estados Unidos, o caso é famoso até os dias de hoje e desde o lançamento do começo da produção da série, ainda em 2021, as pessoas já sabiam que iria se tratar de um grande sucesso. 

Atuação impecável de Evan Peters 

Não há como falar sobre essa série sem comentar a atuação impecável de Evan Peters, que se consagrou um dos melhores atores da última geração ao dar vida a Dahmer em sua essência, repetindo seus trejeitos e formas de falar de maneira grandiosa e louvável. 

Por ser um ator com anos de carreira e com diversos papéis de destaque nas temporadas de “American horror Story”, Evan fez um trabalho único na produção e está cotado para os maiores prêmios do próximo ano, que se ganhar, serão merecidíssimos.  

Aprofundamento nas histórias das vítimas 

Mesmo se tratando de uma série com a temática do criminoso, a produção se preocupou em apresentar a história de algumas vítimas, além da necessidade de meios de segurança para a época, como um serviço de portaria em prédios e câmeras de segurança. 

Através da história, pudemos conhecer a vida de vítimas que tinham sonhos e objetivos, que infelizmente foram destruídos por Dahmer. Todos esses motivos explicam o grande sucesso da produção e o porque já é considerada uma das melhores séries de 2022. 

Por que tantas críticas negativas levantadas? 

Para finalizar, não podíamos deixar de comentar sobre as inúmeras polêmicas em torno dessa série, o que fez com que ela estivesse em alta nos assuntos das redes sociais por muitos e muitos dias. 

Bom, um deles diz respeito a uma cena específica da série, no julgamento de Dahmer, onde a irmã de uma das vítimas reproduz uma cena real que aconteceu no julgamento do criminoso, a família daquela vítima se posicionou contra a reprodução da situação. 

Após isso, a família de muitas outras vítimas entraram com diversos processos contra a Netflix alegando a distorção de alguns fatos, que foram apresentados de maneira errônea na série e que acabaram entregando uma imagem diferente de algumas vítimas. 

Devido a isso, a produção acabou entrando em diversas polêmicas judiciais que estão sendo tratadas em sigilo para que o melhor resultado seja tomado e ambas as partes possam sair confortáveis disso, tanto para a Netflix quanto para as famílias das vítimas. 

Considerações finais 

Mesmo se tratando de um caso horrendo, triste, nojento e revoltante, não há como negar que a produção como um todo foi muito bem produzida, desenvolvida e editada, entregando uma obra final sensível e diferente. 

Sendo assim, podemos entender que “Dahmer: Um canibal americano” é uma série divisora de águas na carreira de Peters e Murphy, além de uma das principais produções da Netflix e, com certeza, uma série marcante para o público. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.