continua após a publicidade

Realizar o sonho da casa própria segue como um dos principais desejos dos brasileiros. Segundo pesquisa realizada pela Brain Inteligência Estratégica, realizada este ano, 45% dos jovens da Geração Z, grupo formado por pessoas de 21 a 26 anos, têm intenção de adquirir um imóvel. 

A aquisição de uma propriedade pode ser feita por meio de compra direta com o proprietário, financiamento imobiliário, leilões de imóveis judiciais ou participação em consórcios. Conhecer cada uma das modalidades é o primeiro passo para quem pretende sair da casa dos pais e conquistar a tão desejada independência. 

Investir em uma casa ou apartamento durante a juventude oferece vantagens ao comprador, como a redução de juros, no caso do financiamento, e o valor mais barato dos seguros obrigatórios. 

No entanto, o processo de compra é complexo e, na maioria das vezes, pode se tornar desafiador se a pessoa não estiver preparada. Para garantir que o sonho não vire  pesadelo, é importante realizar o planejamento financeiro para a aquisição, ter atenção à documentação do imóvel e avaliar as condições de conservação do bem.

Vantagens de comprar um imóvel na juventude 

Fase marcada pelos sonhos e a vontade de viver, a juventude é o período da vida em que muitas conquistas são almejadas: o ingresso na universidade, o primeiro emprego, o primeiro carro e, também, o primeiro imóvel integram a lista de desejos a serem realizados.

Quando bem planejada, a compra de um imóvel pode trazer vantagens aos jovens ao longo de toda a vida. Segundo a Associação Brasileira de Profissionais de Educação Financeira (Abefin), a aquisição de uma propriedade, seja casa ou apartamento, é uma forma de investimento.

Além da moradia, é possível alugar e garantir uma renda passiva ou vender e lucrar com a valorização. Um exemplo é quando o bem é adquirido por meio de leilões, em que os preços estão abaixo do mercado. Dessa forma, quem arrematar imóvel em leilão em São Paulo ou outra região do país hoje poderá vendê-lo por um preço maior do que foi pago. 

A Serasa Experian destaca a possibilidade de garantia de renda no futuro, seja por meio de locação ou venda, como uma das principais vantagens dos imóveis como forma de investimento.

Além disso, o órgão explica que quem compra um imóvel tem mais facilidade para conquistar a estabilidade financeira, já que é uma forma de sair do aluguel, uma das despesas que pesam no bolso dos brasileiros.

Dicas para comprar o primeiro imóvel 

Quando o assunto é a compra de um imóvel, o planejamento financeiro é o ponto de partida para evitar dores de cabeça. Ao considerar a compra de uma casa ou um apartamento, a recomendação é para que o jovem avalie a sua situação financeira e defina um orçamento realista. 

Segundo o Serasa, realizar esse tipo de levantamento ajuda a entender sobre os gastos e as dívidas atuais, bem como as despesas futuras que poderão impactar o orçamento. Após realizar o mapeamento, é importante definir as próprias necessidades, pois irá ajudar a reconhecer qual é o imóvel compatível com os interesses do comprador 

Para isso, a orientação é avaliar fatores como localização, infraestrutura, espaço, acessibilidade, transporte e oferta de comércio e serviços próximos. Após a análise, é hora de realizar uma pesquisa de mercado. 

Ao procurar o imóvel ideal, é necessário conhecer todas as formas de aquisição. Além de imobiliárias e construtoras, há outras opções. O leilão de bens imóveis do Bradesco, por exemplo, oferece casas e apartamentos em diferentes regiões do país. 

Também é preciso garantir que o imóvel seja compatível com o orçamento. Essa é uma das orientações dadas pela Abefin, que destaca, ainda, a importância de pesquisar sobre financiamentos, taxas e outros custos que podem impactar na compra da propriedade. 

Visitar o imóvel antes da compra é outra ação importante para verificar de perto se a propriedade atende às necessidades do comprador e se está em conformidade com o que foi descrito pelo vendedor. 

Já no momento de fechar o negócio, é necessário ler atentamente todos os documentos e checar as informações antes de assinar o contrato. Após garantir o primeiro imóvel, é importante também criar uma nova mentalidade em relação às despesas para evitar dívidas e problemas financeiros. 

continua após a publicidade