São Paulo, 03/11/2022 – A empresa norte-americana de agroquímicos FMC obteve lucro líquido de US$ 121 milhões, ou US$ 0,95 por ação, no terceiro trimestre de 2022, informou a companhia na terça-feira (1º). O resultado representa queda de 24,2% ante os US$ 159,7 milhões, ou US$ 1,24 por ação, registrados em igual período do ano passado. Em termos ajustados, o lucro diminuiu 14%, para US$ 1,23 por ação. A receita cresceu 15% na mesma comparação, para US$ 1,38 bilhão, impulsionada por grandes volumes e preços mais altos, disse a FMC. A receita orgânica, que exclui o impacto do câmbio, aumentou 19%.

Do aumento de 15% da receita, volume e preços contribuíram com 12 pontos e 7 pontos porcentuais, respectivamente. Isso foi parcialmente compensado por uma redução de 4 pontos porcentuais causada pelo câmbio desfavorável.

As vendas na América do Norte cresceram 21% na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, com a demanda robusta no Meio-Oeste dos EUA compensando a fraqueza na Costa Oeste do país, disse a FMC. Na América Latina, as vendas aumentaram 35%, impulsionadas por forte demanda por herbicidas e inseticidas. Na Ásia, a receita diminuiu 6%, refletindo o clima desfavorável em países como Índia e Paquistão e o efeito adverso do câmbio. Na região Europa, Oriente Médio e África, houve queda de 12%.

Para todo o ano de 2022, a FMC espera que o lucro ajustado fique entre US$ 7,10 e US$ 7,60 por ação, ante uma faixa de US$ 7,00 a US$ 7,70 por ação prevista anteriormente. Já a receita deve ficar entre US$ 5,6 bilhões e US$ 5,8 bilhões, acima do intervalo previsto anteriormente, de US$ 5,5 bilhões a US$ 5,7 bilhões.