O Mercado Livre ampliou sua tradicional campanha de produtos sustentáveis, que terá 25% mais itens promocionados em relação ao ano passado. Além do aumento no sortimento, a ação ganhou mais dias e passa a se chamar EcoWeek. Realizada de 27 a 31 de julho, a campanha reúne mais de 2.000 produtos de impacto positivo com até 40% de desconto, aumentando o acesso dos consumidores brasileiros a itens que promovem a redução de impactos no meio ambiente e/ou a geração de benefícios socioambientais.

Pioneira no varejo online global, a campanha anteriormente chamada de EcoFriday está na sua sétima edição e acontece simultaneamente em seis países da América Latina. Além do Brasil, consumidores da Argentina, Chile, Colômbia, México e Uruguai podem usufruir dos descontos que também estão maiores neste ano. Para aproximar os consumidores de empreendedores e marcas de impacto positivo, desde 2019 o Mercado Livre mantém uma seção dedicada exclusivamente para produtos sustentáveis.

Ao todo, são cerca de 30 categorias e mais de 143 milhões de produtos disponíveis em toda região, dentre itens que promovem a redução de resíduos, produzidos de maneira responsável ou com eficiência energética e baixa emissão. São itens que ainda geram renda para ONGs e instituições, e visibilidade e oportunidade para milhares de empreendedores. Somente o Brasil reúne 38% desses vendedores: cerca de 23.900 empreendedores de impacto positivo, que passam por curadoria constante para estar na seção.

“Essa campanha nasceu e cresceu para dar ainda mais visibilidade a empreendedores de impacto cujos produtos contribuem para preservação ambiental ou para a geração de impactos sociais positivos para as suas comunidades”, explica Laura Motta, gerente sênior de Sustentabilidade do Mercado Livre no Brasil. “Ampliar essa ação não só vai ao encontro com o aumento da demanda por produtos sustentáveis, como também nos ajuda a democratizar o acesso dos brasileiros a produtos que sejam mais sustentáveis, a partir do nosso alcance, de mais informação e do incentivo financeiro para estimular mudanças de hábitos dos consumidores”, completa.

Levantamento recente do Mercado Livre mostrou que dobrou o consumo de produtos sustentáveis na região, onde o Brasil já representa 40% desse mercado. Aqui, o crescimento das vendas foi duas vezes maior em relação ao estudo anterior. Realizado entre abril de 2021 e março deste ano, o estudo apontou ainda que somente o Brasil reúne 53% dos compradores da categoria, crescimento de mais de 123% em relação ao levantamento anterior, indicando a forte tendência de expansão do consumo de produtos que geram benefícios para o planeta e para as pessoas, promovendo um estilo de vida, hábitos e comportamentos mais sustentáveis. Em abril deste ano, a plataforma identificou ainda que a maior parte dos consumidores brasileiros da categoria sustentável tem entre 35 e 44 anos.

estudo ‘Tendências de Consumo Online com Impacto Positivo’ nasceu três anos depois da primeira campanha, permitindo ao Mercado Livre acompanhar a evolução desse mercado e aproximar as demandas de empreendedores e consumidores.

No Brasil, os 10 produtos sustentáveis mais vendidos no período da pesquisa foram: lâmpada LED, purificador de água, bicicleta, aparelho de ar condicionado com eficiência energética, máquina de lavar e secadora de roupas com eficiência energética, garrafa reutilizável, micro-ondas com eficiência energética, cápsula de café recarregável, geladeira com eficiência energética e coletor menstrual. Já os termos mais procurados na plataforma brasileira foram bicicleta, garrafa térmica, lâmpada solar, copo menstrual, fralda ecológica, carro híbrido, escova de bambu, cápsula reutilizável, composteira doméstica e horta vertical.

Dentre as marcas que integram a EcoWeek estão Naveia, Manioca, Positiva, Korui, além de centenas de outros empreendedores assessorados pela equipe de sustentabilidade da plataforma.

Serviço:
EcoWeek Mercado Livre

Data: 27 e 31 de julho