Mobilidade urbana sustentável: bicicletas, scooters e carros compartilhados

Deslocar-se é um dos maiores desafios para quem vive em grandes metrópoles. Veja como a mobilidade urbana sustentável pode melhorar isso

Em grandes centros urbanos, deslocar-se é um grande desafio. Um exemplo é a cidade de São Paulo: uma pesquisa levantou que os moradores da cidade levam, em média, 2h26 para se deslocarem a cada dia.

Na última década, o aumento das horas gastas em trânsito aliada ao avanço tecnológico suscitaram diversas mudanças. Isso tem criado novas maneiras de se locomover, principalmente de modo mais sustentável. 

Ou seja, garantir deslocamento rápido e eficiente sem oferecer danos ao meio ambiente (ou reduzir isso ao máximo). Veja a seguir as vantagens ambientais trazidas por se deslocar usando bicicleta, carro compartilhado e scooter.

Vantagens

A mobilidade urbana sustentável oferece inúmeras vantagens. Uma delas é a redução do tempo gasto em engarrafamentos, com trajetos mais proveitosos e organizados. Na prática, isso diminui o estresse e as chances de prejuízos à saúde física e mental.

Ao reduzir a quantidade de veículos circulando ao mesmo tempo nas ruas, a mobilidade urbana sustentável diminui as chances de acidentes e os níveis de poluição. Enquanto a bicicleta e a scooter não envolvem a queima de quaisquer combustíveis, os carros compartilhados otimizam o consumo de tais combustíveis. 

A mobilidade urbana sustentável também prevê combustíveis mais limpos e modelos de carro mais econômicos. Isso sem falar das soluções de integração modal, fundamentais para otimizar o tempo de percurso.

A bicicleta e a scooter também demandam menos investimento financeiro em comparação a veículos motorizados. Essa economia se refere a combustível, estacionamento e manutenção do veículo. Via de regra, a bicicleta demanda cuidados básicos e pode durar muitos anos.

Andar de bike e scooter ainda te permite experimentar o ambiente de modo único. Ao prestar mais atenção às ruas pelas quais você passa, você ouve os sons, percebe as cores e os aromas ao redor. Essa conexão com o ambiente ao seu redor contribui para trazer aquela sensação de calma, apreciação e relaxamento, convidando-o a estar mais presente nos seus deslocamentos.

Transportes sustentáveis como bicicleta promovem maior interação social (a partir de pedaladas em grupo, o que amplia o círculo de amizades e ajuda a construir uma comunidade de ciclistas). E ainda estimula a economia local, já que te incentiva a consumir de estabelecimentos em localidades próximas, fortalecendo, assim, a economia da sua comunidade.

Benefícios da bicicleta para a saúde

No que se refere à bicicleta, os benefícios também impactam positivamente a sua saúde. Além de acelerar o metabolismo e melhorar a sua condição física, esse meio de transporte otimiza a saúde cardiovascular e respiratória e reduz o risco de problemas como derrames e hipertensão.

Pedalar regularmente também fortalece os músculos, especialmente glúteos, pernas e abdômen, além de melhorar a tonificação corporal. Diminui o estresse e melhora o humor, a partir da produção de neurotransmissores que produzem a sensação de felicidade e bem-estar. Por fim, esse meio de transporte também otimiza a coordenação e a postura corporal, ajudando a controlar o equilíbrio.

Desafios

Embora seja promissora e muito necessária para reduzir o consumo de combustíveis fósseis, a mobilidade urbana sustentável enfrenta muitos desafios para se consolidar e expandir.

Um deles é a burocracia dos poderes públicos em municípios e estados. Esse tipo de mobilidade necessita ser aprovado em legislações e receber investimento público para se consolidar.

Outro desafio é o planejamento de infraestrutura. É necessário haver mais ciclovias, calçadas acessíveis, investimentos em diferentes modais de transportes, vias para scooters, entre outros exemplos.

Além disso, é necessária uma mudança da cultura local sobre meio de transporte e deslocamento. Muita gente simpatiza com bicicletas e scooters, mas pouco conhece sobre elas e quase não as utilizam como meio de transporte. E muitos acabam desinformados e se opõem à adoção de meios de transporte sustentáveis. Por isso, é importante que esse tema seja trazido ao debate público e divulgado para pessoas de todas as regiões e classes sociais das cidades.