O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Força-Tarefa do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado para enfrentar a ocupação irregular do solo urbano (GAECO/FT-OIS), com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), participa, nesta quinta-feira (26/05), de mais uma operação conjunta para demolir construções ilegais localizadas em Rio das Pedras, na zona oeste da capital fluminense. Dessa vez, o alvo localiza-se na Estrada Bougainville, onde vistoria de órgãos municipais constatou a presença de construção irregular ainda em curso, sem as devidas licenças, com corte de talude e remoção de solo e material mineral.

A operação é realizada em conjunto com a Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente que, em vistoria recente interditou as obras, que avançam sobre a zona de amortecimento do Parque Nacional da Tijuca. O local tem um histórico de desmatamento da área verde há alguns anos e um crescimento imobiliário desordenado, , sendo necessárias ações que visem garantir a manutenção de florestas do entorno e da fauna, assim como a segurança da população que se coloca em risco ao residir em prédios construídos sem um controle técnico e em áreas de encostas.

A Força-Tarefa (GAECO/FT-OIS) avança também no combate a uma das principais fontes de renda das milícias: a exploração imobiliária ilegal, em regiões por elas dominadas, como Rio das Pedras. Em sete meses, foram feitas diversas operações para demolição de construções ilegais em áreas sob influência de criminosas. Nesse período, já foram colocados abaixo shoppings, prédios residenciais, casas de show, lava-jatos, quiosques, estacionamentos e bares, entre outros. O resultado é um prejuízo estimado em mais de R$ 45 milhões para as organizações criminosas.

Por MPRJ

Gostou dessas dicas? Se sim, compartilhe com seus familiares e amigos, e também em suas redes sociais. Receba conteúdo gratuito, diariamente, e siga-nos no Google News.