O fim do ano se aproxima e, com ele, os gastos podem a aumentar. Datas como Black Friday e Natal se tornam uma tentação para os consumidores, que podem se perguntar: é possível fazer com que o salário renda mais? Especialistas do Banco Cetelem garantem que sim. Segundo eles, para ganhar fôlego e não se afundar em dívidas neste período, a palavra de ordem é organização. Para o dinheiro render mais no final do mês é preciso tomar as rédeas da situação e planejar o orçamento.

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o orçamento das famílias de menor renda segue apertado, com alto nível de endividamento. Em setembro, este percentual chegou a 79,3%. Para não entrar nesta estatística, abaixo seguem quatro dicas de especialistas do banco para novembro e dezembro:

Não extrapole o limite de gastos

Para evitar entrar 2023 no vermelho, a regra número um é ter uma meta. Seja para as compras da Black Friday, presentes de Natal ou para a viagem no Ano Novo, o ideal é estipular um “teto de gastos” para cada período, lembrando que é importante sobrar uma reserva para janeiro. Nesta hora, a sugestão é fazer as contas a partir da renda líquida, ou seja, o salário que cai na conta e não aquele que está registrado na carteira. 

Aprenda a dizer “não” 

Para os especialistas, a forma mais eficaz de fazer o salário render mais é saber dizer “não” na hora certa. Se os gastos estão maiores do que o que seu orçamento permite, controlar gastos supérfluos é o que irá impedir que as dívidas de final de ano acabem consumindo seus recursos nos próximos meses. Mesmo que seja difícil resistir às ofertas especiais deste período, é importante ter em mente que será possível adquirir este mesmo produto/serviço em um outro momento, sem peso na consciência e com mais planejamento.

Cheque especial? Somente em emergências

Outra dica de ouro para controlar as despesas e fazer o salário render mais é lembrar que o cheque especial não faz parte da sua renda. Um dos principais erros de quem chega ao fim do mês (ou do ano) sem dinheiro é pensar que o cheque especial faz parte do orçamento mensal. É preciso ter muito cuidado com isso, pois ele é uma linha de crédito, que deve ser usada apenas em emergências. Caso contrário, seu salário ficará cada vez menor. Em determinadas situações, pode ser até mais vantajoso contratar um empréstimo consignado, que possui taxas mais baixas. 

De olho no amanhã

Por fim, os especialistas do banco afirmam, ainda, que é necessário manter a cabeça no lugar na hora de utilizar o 13º salário. Sim, é um salário a mais, mas isso não significa que ele tenha que ser gasto sem qualquer planejamento. Mesmo que o período de férias seja o momento propício para algumas extravagâncias, é possível se organizar e poupar pelo menos uma parte do valor que irá cair na conta para eventuais emergências. Assim será mais fácil chegar ao fim de qualquer mês com as contas pagas e com um valor residual para investir em lazer, sem culpa ou preocupações.

Sobre o Banco Cetelem

O Banco Cetelem é uma empresa integrante do grupo francês BNP Paribas e está no Brasil desde 1998. Especializado em soluções de crédito ao consumidor, atua fortemente no setor de empréstimos consignados e no mercado de cartões de crédito, além de oferecer serviços de crediários e seguros. 

Com o propósito de alavancar os projetos de clientes e parceiros, o banco opera por meio de correspondentes bancários e lojas de varejo, que oferecem as opções mais adequadas ao consumidor final. 

Pioneiro entre as instituições financeiras a lançar o cartão feito com quase 100% de plástico reciclado no Brasil, o Banco Cetelem tem adotado cada vez mais medidas que reduzem a emissão de dióxido de carbono (CO²), o consumo de água e o uso de energia no processo produtivo.