Os engenheiros da Tesla estão entre os primeiros a começar a trabalhar na reformulação do Twitter depois que Elon Musk completou sua aquisição de US$ 44 bilhões há uma semana, parte de pelo menos dezenas de pessoas adicionadas a um diretório interno da empresa, segundo documentos vistos pelo The Wall Street Journal. A lista inclui algumas pessoas que parecem trabalhar para a Boring, uma empresa de túneis fundada por Musk.

Os funcionários da Tesla revisaram o trabalho de codificação dos engenheiros do Twitter, incluindo quanto código eles produziram, de acordo com fontes familiarizadas com o assunto. As avaliações do trabalho dos funcionários vieram quando a equipe de Musk estava elaborando planos para cortes de empregos, disseram as pessoas.

Musk, depois de assumir o Twitter, disse que a empresa parecia ter mais gerentes do que programadores de software. Musk e uma equipe agiram rapidamente para reformular o Twitter, expulsando muitos de seus principais líderes, desenvolvendo planos para novos produtos e trabalhando para melhorar o que eles dizem ser deficiências no modelo de negócios da empresa. Os funcionários estão esperando demissões que algumas estimativas podem variar de cerca de 2 mil a quase 3.750, o último equivalendo a cerca de metade dos cerca de 7.500 funcionários que o Twitter tinha no início deste ano.

O escopo e a duração exatos do trabalho dos funcionários da Tesla no Twitter e se existe alguma relação contratual que reembolse o fabricante do veículo não puderam ser determinados.