O que faz a medicina intervencionista da dor?

medicina intervencionista da dor

A medicina intervencionista da dor é uma especialidade médica que utiliza técnicas minimamente invasivas para tratar diferentes tipos de dor crônica, como a dor nas costas, a dor no joelho, a dor neuropática, a dor oncológica, entre outras. Essas técnicas incluem injeções, bloqueios nervosos, radiofrequência, neuromodulação, entre outras.

O objetivo da medicina intervencionista da dor é aliviar ou reduzir a dor do paciente, melhorar sua qualidade de vida e sua funcionalidade, e evitar ou diminuir o uso de medicamentos analgésicos, que podem ter efeitos colaterais indesejáveis.

Como funciona a medicina intervencionista da dor?

A medicina intervencionista da dor é baseada em um diagnóstico preciso da origem e do tipo de dor do paciente. Para isso, o médico especialista em dor realiza uma avaliação clínica detalhada, que inclui a história clínica, o exame físico e os exames complementares do paciente. A partir dessa avaliação, o médico define o plano de tratamento mais adequado para cada caso.

O tratamento intervencionista da dor consiste na aplicação de técnicas minimamente invasivas, guiadas por imagem (como ultrassom ou raio-X), que visam bloquear ou modificar a transmissão dos sinais de dor para o cérebro. Essas técnicas podem ser realizadas no consultório médico ou em ambiente hospitalar, dependendo da complexidade e da necessidade de cada paciente.

As técnicas intervencionistas da dor podem ser divididas em três categorias:

  • Técnicas diagnósticas: são aquelas que permitem identificar a fonte ou o mecanismo da dor do paciente, como os bloqueios nervosos seletivos;
  • Técnicas terapêuticas: são aquelas que têm como objetivo aliviar ou reduzir a dor do paciente, como as injeções de corticoides, os bloqueios nervosos não seletivos, a radiofrequência, a neuromodulação, entre outras;
  • Técnicas paliativas: são aquelas que têm como objetivo controlar a dor do paciente em situações terminais ou refratárias aos tratamentos convencionais, como a neurotomia por radiofrequência ou a implantação de bombas de infusão intratecal.

Quais são as indicações e as contraindicações da medicina intervencionista da dor?

A medicina intervencionista da dor pode ser indicada para pacientes que sofrem de diferentes tipos de dor crônica, que não respondem aos tratamentos convencionais (como medicamentos, fisioterapia ou cirurgia) ou que apresentam efeitos colaterais intoleráveis aos analgésicos. Alguns exemplos de condições que podem se beneficiar da medicina intervencionista da dor são:

  • Dor lombar ou cervical de origem discal, facetária ou sacroilíaca;
  • Dor no joelho por artrose ou lesão meniscal;
  • Dor neuropática por hérnia de disco, estenose de canal, neuralgia do trigêmeo, neuralgia pós-herpética, síndrome do túnel do carpo, entre outras;
  • Dor oncológica por metástases ósseas ou viscerais;
  • Dor pós-cirúrgica por aderências ou neuroma;
  • Dor miofascial por pontos-gatilho;
  • Dor por síndromes complexas regionais (antiga distrofia simpático-reflexa).

A medicina intervencionista da dor tem poucas contra indicações absolutas, mas algumas situações podem exigir precauções especiais ou adiamento do procedimento. Algumas dessas situações são:

  • Infecção ativa no local do procedimento ou sistêmica;
  • Coagulopatia ou uso de anticoagulantes;
  • Alergia aos anestésicos locais ou aos contrastes iodados;
  • Gravidez;
  • Implante de marcapasso ou desfibrilador cardíaco.

Onde encontrar uma clínica de dor?

Uma clínica de dor é um centro especializado no diagnóstico e no tratamento da dor crônica. Uma clínica conta com uma equipe multidisciplinar formada por médicos especialistas em dor, anestesiologistas, neurologistas, fisiatras, psiquiatras, psicólogos, fisioterapeutas, entre outros profissionais. 

Oferece aos seus pacientes uma abordagem integrada e personalizada, que combina as técnicas intervencionistas da dor com outras modalidades terapêuticas, como medicamentos, fisioterapia, acupuntura, terapia cognitivo-comportamental, entre outras.

Sem avaliações ainda
Avatar
Adriano Luz é fundador da Agência Digital Webtrends e responsável pela manutenção de portais de conteúdo como o Trendszone. Adora compartilhar conhecimento obtido ao longo de sua vivência nos últimos anos no mundo do Marketing e do Empreendedorismo.