A medicina evoluiu muito, e podemos ver todos os dias como os tratamentos são mais eficazes, como as cirurgias são menos perigosas, como conseguimos desenvolver medicamentos mais rapidamente.

Mas felizmente não é apenas a nossa medicina que está evoluindo. A medicina veterinária hoje está mais avançada do que nunca. Por muito tempo a saúde dos animais foi deixada de lado, o que fazia com que nossos pets vivessem menos, e até os animais da pecuária fossem menos saudáveis, o que prejudicava a qualidade do alimento que vinha deles.

Mas com mais pesquisa e mais dedicação do mundo em cima da medicina veterinária, hoje temos modos avançados de garantir que os animais estejam bem e cada dia que passa mais saudáveis.  

Mas será que você saberia dizer quais são as grandes tendências do mundo da veterinária para o futuro? Com muita coisa mudando, é até difícil de saber quais são os grandes avanços, aqueles mais significativos.

E hoje estamos aqui para ajudar. Vamos falar sobre o sistema veterinário, e como ele evoluiu citando aqui 5 grandes tendências dele para o futuro desse meio. 

Avanço na área cirúrgica

Uma das coisas mais delicadas quando falamos sobre saúde animal é a parte cirúrgica. O grande problema é que a ciência veterinária acaba avançando mais devagar porque são precisas pesquisas na área de cada espécie. 

Já existe ciência avançada em alguns casos de algumas espécies, como cavalos, cachorros, gatos, alguns animais pecuários. Mas é provável que isso avance em animais pequenos também.

No geral, mais cirurgias serão feitas, as que já são feitas vão ser menos arriscadas para a vida dos animais, e provavelmente o preço vai ser menor também, uma vez que quanto mais fácil de fazer, menos recursos são necessários. 

Reabilitação e fisioterapia

Outro ponto da veterinária que nunca teve o espaço que deveria é a área da reabilitação e fisioterapia. Sabemos o quanto isso pode ser importante para nós seres humanos, para que possamos nos recuperar direito de algum problema ou procedimento.

Conforme essa área era debilitada na veterinária, animais não se recuperaram direito, e esses problemas poderiam voltar a aparecer e se complicar.  É só pensar um pouco como isso pode afetar um animal.

Como, por exemplo, um cavalo, que é um animal grande e forte, imagina se ele não passa por um processo de reabilitação correto por algum problema em uma das patas? Pode levar a um problema maior, e consequentemente, ao sacrifício do animal. Com mais tecnologia, esses processos de reabilitação e fisioterapia serão mais eficazes.

Dermatologia 

Existem diversos animais que podem sofrer com problemas sérios de pele, entre eles muitos animais domésticos. Por exemplo, existem raças de cachorros e gatos que são mais sujeitos a problemas de pele por serem muito brancos e ter pouco pelo.  

E isso pode levar a alergias, machucados e até câncer de pele. Mas não só eles, existem diversos problemas sérios que podem comprometer a saúde de um animal através da sua pele, e por isso o avanço nessa área está sendo importante. 

Com o avanço que está acontecendo nessa área, é possível chegar a um diagnóstico mais rapidamente, identificando o problema e o tratando precocemente, seja lá o que for, aumentando as chances de o problema ser resolvido sem sequelas e sem risco de morte.

Diagnósticos mais precisos

E por falar em diagnósticos mais precisos, isso vai acontecer em todas as áreas da veterinária. Hoje existem exames que são mais modernos, mais precisos, e que vão ajudar a identificar quando algo está errado.

Sabemos que o diagnóstico precoce é extremamente importante para que o tratamento possa ser mais eficaz, e isso se falando em vários tipos de doença que podem acometer os animais. 

Dessa forma, problemas degenerativos como o câncer por exemplo vão ser mais facilmente combatidos, e como todos sabem, câncer é um dos maiores problemas de saúde que animais podem ter, assim como é com as pessoas. 

Menos sacrifícios animais

E por fim, vamos falar da coisa que mais acaba mexendo com o coração dos donos, e aí estamos falando desde o dono de um pet de apartamento até mesmo um fazendeiro. A pior sensação possível é quando não existem mais opções para tentar salvar a vida do animal.

Nesse tipo de situação, onde não existe mais o que fazer, e o animal está em sofrimento, ele acaba tendo que ser eutanasiado. E o ponto é que como a tecnologia está evoluindo no meio veterinário, mais tratamentos aparecerão, e será possível fazer mais pelos animais.

Temos que lembrar que eutanásia só é feita quando não existe mais nenhuma outra opção, mas com a evolução da área, mais opções serão adicionadas ao leque, e a eutanásia vai ser ainda mais empurrada para frente, para dar mais esperança a todos.