Trem da Supervia (Foto: Reprodução)

Um relatório divulgado pela Agência Reguladora de Transportes do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) apontou uma significativa queda na qualidade dos serviços prestados pelos trens da SuperVia, entre os anos de 2018 e 2023.

De acordo com o documento entregue à comissão de Transportes da Assembleia Legislativa do Rio, o tempo médio de viagem no ramal Japeri aumentou de 95 minutos, em 2019, para 111 minutos em 2023. Da mesma forma, no ramal Santa Cruz, o tempo médio de viagem subiu de 91 minutos para 108 minutos no mesmo período.

O diagnóstico elaborado pela Agetransp também apontou para uma série de problemas estruturais que têm afetado a qualidade do serviço. Entre os principais fatores estão o furto de cabos, atos de vandalismo, degradação da via permanente e a diminuição da frota disponível. Esses problemas não apenas comprometem a infraestrutura, mas também criam um ambiente inseguro para os passageiros.

Essa queda na qualidade do serviço dos trens impacta diretamente a vida dos usuários, que enfrentam viagens mais demoradas e instáveis, além de um aumento do risco de incidentes durante o percurso.

Diante desse cenário, torna-se urgente a necessidade de medidas por parte das autoridades responsáveis para reverter essa situação e garantir um transporte ferroviário seguro e eficiente para a população do Rio de Janeiro.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2024/06/12/relatorio-da-agetransp-aponta-queda-da-qualidade-do-servico-dos-trens-no-rj.ghtml

Sem avaliações ainda