Rio.Futuro coloca a sustentabilidade em destaque, discutindo ESG e economia circular como oportunidade de redesenhar o futuro

Evento contará com a participação de Marina Grossi, presidente do CEBDS, Victoria Almeida, da Fundação Ellen MacArthur, e Nabil Kadri, Superintendente de Meio Ambiente do BNDES

Rio.Futuro
Rio.Futuro

O Rio.Futuro, uma das principais conferências de inovação e tecnologia do Rio de Janeiro, anunciou que a sétima edição do evento terá como tema “Um Outro Mundo é Possível”. Com foco na sustentabilidade e na busca por um futuro mais equilibrado, o evento reunirá especialistas para discutir e explorar soluções inovadoras através de temas como ESG e economia circular.

Os efeitos da crise climática estão cada vez mais devastadores, o que torna o problema uma prioridade nas discussões que visam o futuro. As consequências já são vistas em vários países na Europa, como a Itália, que enfrentou fortes chuvas em julho, e também na América do Norte, como é o exemplo do Canadá, que sofreu com incêndios florestais que cobriram o ar da cidade de Nova York com fumaça. A conferência Rio.Futuro surge neste contexto de angústia e ansiedade, pensando em melhorias por meio do papel transformador da tecnologia e da sustentabilidade. 

Levantando problemas e debatendo soluções, Mariana Grossi, presidente do CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável), ao lado de Nabil Kadri, Superintendente de Meio Ambiente do BNDES, participará de uma mesa redonda  sobre a parceria público-privada no ESG intitulada “É possível alimentar e cuidar de uma população de 7 bilhões preservando o planeta?”. O CEBDS reúne empresas cujos faturamentos somam aproximadamente 50% do PIB brasileiro e representa o papel do setor privado, enquanto o banco público vai trazer a sua visão de uma reindustrialização verde. 

Ainda no eixo da sustentabilidade, o professor Ricardo Abramovay, da Universidade de São Paulo, fará uma masterclass sobre os desafios do setor agroalimentar e sua fronteira tecnológica atual.

Outro tema que estará presente no evento é a economia circular que, por sua vez, ganha destaque como uma oportunidade para redesenhar o futuro da economia, passando de um sistema linear poluidor e que desperdiça recursos, para um que é circular, regenerativo e gera prosperidade no longo prazo. Nesse contexto, o Rio.Futuro receberá Victoria Almeida, responsável pela rede de empresas da Fundação Ellen MacArthur na América Latina, como uma das palestrantes da edição. Em sua palestra intitulada “Economia circular: Uma oportunidade de redesenhar o futuro”, Victoria abordará diversos aspectos relevantes desse modelo econômico inovador.

Durante sua fala, Victoria Almeida apresentará um visão geral da economia circular, destacando seus três princípios, orientados pelo design – eliminar resíduos e poluição, circular produtos e materiais no seu valor mais alto e regenerar a natureza -,  assim como  seus diversos benefícios. Ela discutirá o papel da tecnologia como aliada na transição para uma economia circular, mostrando como soluções inovadoras viabilizam a rastreabilidade, o compartilhamento, o design circular e o melhor aproveitamento dos recursos.

Além disso, a palestrante compartilhará exemplos reais de aplicação dos princípios da economia circular em diversos setores, mostrando como essas iniciativas contribuem para um futuro mais próspero e resiliente.

Promovendo a mudança

A sustentabilidade é um tema-chave na construção de um futuro melhor, pois busca preservar os recursos naturais, proteger o meio ambiente, lidar com as mudanças climáticas, promover a responsabilidade social e garantir a viabilidade econômica a longo prazo. Ao adotar práticas sustentáveis, podemos trabalhar em direção a um futuro mais equilibrado, onde as necessidades presentes são atendidas sem comprometer as gerações futuras.

“Discutir e promover a sustentabilidade e a economia circular em eventos como o Rio.Futuro é crucial para aumentar a conscientização, estimular o intercâmbio de ideias, difundir boas práticas e promover parcerias para impulsionar a transição para um futuro mais sustentável”,  afirma Xavier Leclerc, fundador e curador do Rio.Futuro.

Todos os conteúdos desta edição estarão disponíveis a partir de 15 de agosto gratuitamente na plataforma online do Rio.Futuro, até 15 de setembro, e também a partir do dia 17 no Portal Terra. Os interessados poderão se inscrever pelo site oficial do evento, aproveitando a oportunidade de assistir às palestras, acessar estudos de caso e contribuir para um diálogo enriquecedor sobre a construção de um futuro sustentável.

Serviço

Rio.Futuro 2023
A partir de 15 de agosto de 2023
Plataforma com acesso online 100% gratuito e por tempo limitado

Inscrições através do site oficial do evento: www.riofuturo.com.br

Artigo anteriorJardim Maravilha: Descobrindo os Segredos dos 11.756 Lotes e a Busca pelas Áreas de Invasão
Próximo artigoSaneamento Básico na Comunidade Jardim Maravilha: 70 Anos de Descaso Histórico Enquanto Fortes Ventos no Rio Agitam a Cidade
Avatar
Para falar conosco basta enviar um e-mail para redacaomeioambienterio@gmail.com ou através do nosso whatsapp 021 989 39 9273.