Está em busca de criar uma rotina de limpeza com crianças? A princípio, pode parecer uma missão quase impossível, mas é aí que você se engana!

A verdade é que, com algumas dicas bem simples, você vai conseguir fazer com que a criança se enquadre nessa rotina.

Afinal de contas, é quando somos crianças que aprendemos as coisas com maior facilidade, internalizando aquilo que é importante.

Ou seja, quando crianças é muito mais fácil de construir hábitos. Por isso, criar e manter uma rotina de limpeza com crianças acaba sendo muito mais simples do que se imagina.

Rotina de limpeza com crianças: como criar uma?

Antes de falarmos sobre como criar uma rotina de limpeza com crianças, tenha em mente sobre a importância de tomar todos os cuidados.

É claro que você não vai colocar a criança para mexer com produtos químicos, mas não são apenas eles que podem ser perigosos.

Se você tem outros filhos menores, por exemplo, a nossa dica é procurar pelo melhor hidratante para bebês, de modo a evitar com que a poeira, ácaro e demais fungos possam fazer mal à saúde da criança.

Agora, falando mais especificamente sobre a rotina de limpeza com crianças, as nossas dicas são:

1. Seja o exemplo

Não há como negar que as crianças aprendem com o exemplo. Por isso, não basta apenas mandar seu filho fazer alguma coisa.

Quando for fazer alguma tarefa doméstica, procure chamar o seu filho para perto. É apenas dessa forma que eles irão entender como e porquê fazer aquilo.

2. Respeite a idade

Nem tem como você exigir coisas muito complexas às crianças, afinal de contas, elas não possuem a mesma cognição motora que um adulto.

Por conta disso, a nossa dica é sempre levar em conta a idade da criança para só então fazer com que ela realize alguma atividade.

Alguns exemplos de tarefas de acordo com a idade são as seguintes:

De 2 a 5 anos:

  • Tirar pó;
  • Regar plantas;
  • Separar o lixo;
  • Arrumar a própria cama;
  • Guardar os brinquedos;
  • Guardar os sapatos;
  • Limpar algumas superfícies com pano etc.

De 6 a 9 anos:

  • Tirar o lixo da casa;
  • Colocar e retirar toda a mesa;
  • Lavar a louça;
  • Pendurar roupas no varal;
  • Trocar roupa de cama;
  • Limpar móveis e espelhos etc.

10 a 14 anos:

  • Fazer a lista do mercado;
  • Limpar banheiros;
  • Separar contas para pagar;
  • Passar pano no chão;
  • Fazer compras rápidas etc.

3. Faça um teste com a criança

Sim, é verdade que a idade é um bom parâmetro de medição, mas isso não quer dizer que você não pode experimentar algumas coisas.

Afinal de contas, hoje em dia, as crianças possuem um desenvolvimento muito avançado, que nem sempre é condizente com a idade.

No entanto, o contrário também pode acontecer. Por conta disso, a melhor coisa que você pode fazer é justamente fazer alguns testes com a criança.

Às vezes, ela ainda não está devidamente preparada ou madura para realizar uma determinada tarefa. Leve isso em conta.

Além de tudo, há crianças que possuem o desejo de participar em algumas tarefas domésticas. Por conta disso, sempre fique atento e, se for necessário, adapte para que ela possa fazer parte disso.

4. Abuse da criatividade

Para que a criança sinta desejo de fazer parte de uma determinada tarefa, é fundamental usar a criatividade, de modo que fique mais divertida.

Uma ótima dica é comprar um robô de limpeza doméstica, que com certeza a criança vai ficar bem entusiasmada em ver o equipamento trabalhando.

Sempre que for possível, traga o lúdico para dentro da atividade, que pode ser desde uma música em som ambiente ou uma “competição” entre pais e filhos.

Dessa forma, ele irá entender que não se trata de algo chato, fazendo com que se empenhe na tarefa que está executando.

5. Divida as tarefas considerando o gosto da criança

E que tal se, a cada tarefa, você conversasse com a criança, explicando as quais e porquê é importante fazer uma determinada atividade.

Porém, sempre considere o gosto pessoal da criança, até mesmo para que ela sinta prazer naquilo em que está fazendo.

No geral, elas gostam de brinquedos e tudo que envolve esse universo. Portanto, faça com que ela limpe os seus objetos pessoais, por exemplo.

6. Crie e aproveite oportunidades do dia a dia

Para incluir o filho na limpeza e organização da casa, inclua-o em situações. Peça ajuda para colocar a mesa ao receber visitas num fim de semana, por exemplo

Mas, ao fazer isso, os pais devem mostrar como fazer, para que a criança aprenda. Pode não ser exatamente como o adulto imaginava, mas é um excelente primeiro passo.

7. Não sobrecarregue ninguém

É claro que iniciar a criança a ter essas responsabilidades é importante. Porém, tome cuidado para que a criança não se sinta sobrecarregada.