Verifique se seu benefício do Bolsa Família foi bloqueado em julho. Entenda o processo de revisão cadastral e o que fazer para regularizar a situação.

O Governo Federal está realizando uma revisão cadastral do programa Bolsa Família, o que pode resultar no bloqueio temporário dos benefícios para algumas famílias.

Esta ação visa identificar dados desatualizados ou irregularidades nos cadastros, garantindo que os recursos sejam direcionados de forma eficiente para aqueles que realmente necessitam.

Os titulares geralmente recebem notificações sobre o bloqueio por meio do aplicativo Bolsa Família, informando que precisam regularizar sua situação. Confira!

A revisão cadastral do Bolsa Família pode bloquear seu benefício. Saiba como proceder e consulte o calendário de pagamentos de julho para evitar surpresas. (Foto: Jeane de Oliveira / Noticiadamanha.com.br).

Por que está acontecendo essa revisão?

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, responsável pela gestão do programa, está conduzindo um rigoroso processo de verificação cadastral, conhecido popularmente como pente-fino.

Essa iniciativa tem como objetivo principal detectar inconsistências ou informações desatualizadas nos registros das famílias beneficiárias

Ao identificar possíveis irregularidades, o ministério opta por bloquear temporariamente o repasse dos benefícios até que as informações sejam devidamente esclarecidas e atualizadas.

Essa medida visa garantir a integridade do programa e evitar o desvio de recursos públicos.

Confira também: Está com problemas no CadÚnico? Atualize seus dados SEM SAIR DE CASA; 100% fácil e rápido

Quais são os motivos para o bloqueio do Bolsa Família?

Existem várias razões pelas quais uma família pode ter seu benefício bloqueado durante esse processo de verificação. Algumas das principais causas incluem:

  • Dados cadastrais desatualizados, como endereço, composição familiar ou renda;
  • Suspeita de recebimento indevido do benefício;
  • Inconsistências nas informações fornecidas;
  • Falta de comprovação de requisitos essenciais, como renda familiar.

É fundamental que as famílias mantenham seus dados cadastrais sempre atualizados para evitar bloqueios desnecessários e garantir o recebimento contínuo dos benefícios.

Como são feitas as notificações?

Os titulares do Bolsa Família são geralmente notificados sobre o bloqueio por meio do aplicativo oficial do programa.

Essas notificações contêm informações importantes sobre os motivos do bloqueio e os próximos passos a serem tomados.

Além do aplicativo, existem outras formas de consultar o status do pagamento do benefício, como:

  • Aplicativo Caixa Tem;
  • Portal Cidadão;
  • Centrais de atendimento telefônico: 111 para o Bolsa Família, 121 para o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, 0800 726 0207 para o Caixa Cidadão, 0800 725 7474 para a Ouvidoria, 0800 726 0101 para o SAC Caixa, e 0800 726 2492 para portadores de deficiência.

Essas opções permitem que os beneficiários acompanhem de perto a situação de seus benefícios e tomem as medidas necessárias para regularizar sua situação, caso tenham sido bloqueados.

Qual é o prazo para desbloquear o benefício?

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social (MDS), as famílias com benefícios bloqueados têm um prazo de até 60 dias para comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo e atualizar seus dados cadastrais.

Se esse prazo não for cumprido, essas famílias serão definitivamente desligadas do programa Bolsa Família, perdendo o direito ao recebimento dos benefícios.

Para aquelas que realizarem a atualização de dados dentro do prazo estabelecido, o desbloqueio pode ocorrer entre 15 e 45 dias, dependendo do grau de irregularidade encontrado no cadastro.

Além disso, elas terão direito a receber as parcelas retroativas do Bolsa Família que foram suspensas durante o período de bloqueio.

Calendário de pagamentos de julho do Bolsa Família

Apesar dos bloqueios previstos para julho, a Caixa Econômica Federal (CEF), responsável pelos pagamentos do Bolsa Família, confirmou que os repasses serão realizados nos últimos dez dias úteis do mês, de 18 a 31 de julho.

O calendário de pagamentos segue um cronograma escalonado, baseado no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário.

Dessa forma, é importante que os beneficiários fiquem atentos às datas específicas de pagamento, conforme o seguinte calendário:

  • NIS final 1: 18/07
  • NIS final 2: 19/07
  • NIS final 3: 20/07
  • NIS final 4: 21/07
  • NIS final 5: 24/07
  • NIS final 6: 25/07
  • NIS final 7: 26/07
  • NIS final 8: 27/07
  • NIS final 9: 28/07
  • NIS final 0: 31/07

É essencial que os beneficiários mantenham seus dados cadastrais atualizados e regularizem eventuais pendências para evitar interrupções no recebimento dos benefícios.

O bloqueio temporário dos benefícios do Bolsa Família em julho é uma medida necessária para garantir a integridade e a eficiência do programa.

Ao identificar e corrigir irregularidades nos cadastros, o Governo Federal busca direcionar os recursos públicos de forma mais precisa para aqueles que realmente necessitam.

Confira também: Auxílio CESTA BÁSICA de R$ 250 é a nova sensação do momento; veja como garantir a sua ainda HOJE

5/5