produtividade dos pomares
produtividade dos pomares / foto: divulgação

Na produção de citros, um dos momentos mais importantes é a colheita, pois é nessa etapa que o produtor estará próximo de ser recompensado por todo o esforço ao longo da safra. Porém, não é porque está próximo do fim do ciclo que ele deve descuidar, muito pelo contrário, a retirada de laranjas, limões e tangerinas requer ainda mais atenção, já que a rentabilidade está atrelada aos melhores frutos com tamanhos e pesos ideais exigidos pelo mercado comprador.

Os citricultores brasileiros que buscam maior assertividade, já podem contar com uma nova ferramenta: o mapa de produtividade. A solução conta com a tecnologia LeafSense, desenvolvida pela agtech Adroit Robotics. Composta por sensores e inteligência artificial, a ferramenta auxilia no manejo das culturas, pois é a única no mercado que reúne informações detalhadas de produtividade e saúde dos pomares, analisando plantas e frutos um a um, de forma totalmente automatizada.

De acordo com diretor de tecnologia da empresa, Angelo Gurzoni Jr., estes mapas de produtividade são algo inédito e disruptivo para a citricultura brasileira. “Nestes mapas, podemos determinar o peso e/ou tamanho dos frutos de acordo com o que o cliente vai demandar, pois quando o destino são as redes supermercadistas, os produtores precisam entregar frutos sem danos visuais e tamanho específico. Já a fruta destinada à indústria pode ter seu peso maximizado pela escolha do melhor momento de colheita. Com essa ferramenta ele poderá aumentar seu faturamento na venda”, detalha.

Os mapas de produtividade gerados pelo Adroit LeafSense apontam ainda a ordem para a colheita, gerando eficiência e economia nesse processo, que é um dos maiores custos que o produtor tem. “Sem isso, ele vai ao campo colher sem direcionamento, retirando frutos bons e também os que ainda não estão no ponto ideal, ou demorando e deixando excesso deles no chão. Com a nossa tecnologia, ele já sabe exatamente quais talhões colher e a ordem exata”, destaca Gurzoni Jr.

Informações complementares

Com o mapa de produtividade em mãos, o citricultor poderá identificar também as áreas mais ou menos produtivas da fazenda e assim refazer as estratégias de venda, racionalizar irrigação e reposição nutricional do solo. As informações fornecidas pelo LeafSense possibilitam economia e racionalização da aplicação de insumos nas medidas e locais exatos. “Em posse desses dados é possível, por exemplo, adicionar menos fertilizante nos talhões que tiveram menor desempenho, pois o excesso de nutrientes neste solo pode estar prejudicando o desenvolvimento da planta”, afirma o profissional.

Ainda segundo o especialista da Adroit, com a tecnologia LeafSense é possível detalhar a produtividade dentro do mesmo talhão. As diferenças de produção dentro do mesmo talhão podem ser causadas por múltiplos fatores, por exemplo, falhas no sistema de irrigação, problema com algum tipo de porta enxerto ou com pragas e doenças. “O ponto principal é que antes não era possível identificar essas variações, mas agora a tecnologia permite este detalhamento e, portanto, permite ações de ajustes para um manejo mais eficiente, que tende a elevar a produtividade significativamente e reduzir o uso de água e fertilizantes”, explica Gurzoni Jr.