Uma fórmula holística para reter funcionários

De acordo com um relatório recente, 1 em cada 4 trabalhadores está pensando em deixar o emprego após a pandemia.

Com tempo para refletir sobre o que mais importa em sua carreira, os melhores talentos buscam mais oportunidades e crescimento.

E essa tendência só deve continuar, pois a retenção está se tornando o assunto principal para muitas organizações no momento. Então, como podemos reter nossos melhores colaboradores?

Existe uma fórmula para o sucesso:

contratação + integração + engajamento = retenção

Pode parecer simplista, mas focar nesses elementos centrais pode fazer toda a diferença quando se trata de diminuir o desgaste de sua melhor equipe. Vamos ir mais fundo…

Contratando

Tudo começa com a contratação. Faça isso errado e não haverá como reter talentos.

A partir do momento em que você começa a interagir com um candidato, é vital ser autêntico e claro sobre dois componentes importantes: os valores da empresa e as realidades da função.

Defina a expectativa errada em qualquer uma dessas frentes e você está se preparando para o fracasso.

Então, o que você precisa acertar quando quer contratar talentos para o longo prazo?

Você consegue igualar suas ambições de desenvolvimento?

Certifique-se de entender quais são as ambições do candidato, mesmo nesta fase.

Facilite ou crie um caminho para ajudar seu talento a chegar onde deseja.

Mas lembre-se: sempre haverá o risco de que, após certo tempo, esse talento busque novos horizontes.

Eles compartilham o mesmo ethos que a empresa?

É importante notar que não se trata aqui de fit cultural, mas sim dos novos funcionários compartilharem os valores que norteiam a empresa.

Pode ser difícil verificar esse fator em entrevistas, mas com um sólido conhecimento do que sua empresa representa, você terá melhores condições de encontrar o candidato mais adequado.

Eles podem desempenhar a função proposta?

É um requisito básico que o candidato tenha as habilidades e a experiência certas para assumir uma função, mas isso nem sempre será suficiente.

Para retenção de longo prazo, você precisa de uma análise mais profunda do candidato.

Alguém pode ter todas as habilidades necessárias, mas estar acostumado a um ambiente de trabalho mais lento.

Ou talvez necessite que certos sistemas funcionem de uma determinada maneira para colocarem em prática o melhor de suas habilidades.

Além disso, as estruturas de formação de equipe também podem ser um fator a ser considerado.

A melhor contratação é aquela que vai além de um bom currículo e boas respostas de entrevistas.

Integração

Está se tornando cada vez mais óbvio que a integração desempenha um papel enorme no sucesso de uma nova contratação.

A velocidade não pode mais ser o fator determinante por trás de um programa de integração.

Com certeza você quer ver os resultados de sua nova contratação o mais rápido possível. Mas focar apenas no básico de manuseio de equipamentos, sistemas de aprendizado e definição de responsabilidades não levará a ganhos de longo prazo.

Você deve abordar o seguinte:

Construir uma rede interna

Ingressar em uma nova empresa pode ser assustador, quando o novo contratado não sabe a quem recorrer em caso de dúvidas e não tem uma rede de apoio estabelecida.

A principal prioridade das lideranças durante a integração deve ser ajudar o novo contratado a construir uma rede interna.

Além das reuniões que fazem parte do cronograma de novas contratações, ajude seu novo funcionário a construir relacionamentos.

Isto fará com que ele se sinta acolhido e seguro desde o início, tendo a convicção de que fez a escolha certa pela sua empresa.

Incluir a motivação como parte do processo

Embora descobrir as ambições de carreira de seu funcionário seja o primeiro passo, acompanhar o andamento do seu progresso é o segundo passo.

É certo que, como líder, você precisa verificar o potencial de desenvolvimento dos seus colaboradores.

Mas como você pode ajudá-los a atingir metas específicas ou identificar novas oportunidades de crescimento?

É importante que você ouça e ajude seus funcionários a traçar estratégias para movê-los em direção ao seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Configurar um ciclo de feedback regular

Uma comunicação clara e consistente é fundamental em qualquer local de trabalho.

Faça reuniões sistemáticas, individuais ou por equipe, para corrigir, alterar ou melhorar o que for necessário.

Além disso, se você não incentiva feedbacks regulares, estará perdendo oportunidades não apenas de fazer com que seus funcionários se sintam ouvidos e prestigiados, mas também de alcançar todo o seu potencial.

Crie um espaço seguro para garantir que eles saibam que o feedback é sempre uma via de mão dupla. Certifique-se de que eles saibam onde e quando podem dar feedback.

Engajamento

Manter os funcionários felizes e engajados a longo prazo é, sem dúvida, um desafio.

O engajamento tem muito a ver com a cultura e liderança dentro das organizações, mas existem outros caminhos que você pode seguir para melhorar esse fator, como por exemplo:

Mentalidade de cultivo

As pessoas são, na verdade, geneticamente codificadas para crescimento e desempenho.

E quando aceitamos essa realidade, o trabalho de gerenciamento se parece mais com o trabalho de um agricultor, garantindo que as pessoas, como sementes e colheitas, tenham o que precisam para florescer.

Remova as barreiras ao sucesso de seus funcionários e observe-os prosperar.

Treinamento e desenvolvimento

T&D não pode mais ser visto como “algo bom de se ter”. Uma das razões fundamentais pelas quais o talento deixa as organizações se resume à falta de oportunidade de crescimento.

Pesquisas mostram que os millenials têm 42% menos probabilidade de deixar uma empresa se houver espaço para qualificação. Investir no seu pessoal significa investir no seu futuro.

Ofereça treinamentos que agreguem para o colaborador e para a empresa, como criar vídeos para o Youtube por exemplo. Não está diretamente ligado a sua função, mas ele pode se sentir motivado a gravar conteúdo para a sua empresa.

Você está demonstrando compromisso com a progressão deles e, ao mesmo tempo, criando uma força de trabalho durável e flexível.

Reconhecimento

Existem poucas coisas piores do que consistentemente fazer um bom trabalho e ele passar despercebido. É sua tarefa como líder garantir que sua equipe se sinta apreciada.

Deixar de fazer isso cria ressentimento e apatia. Por que eles deveriam se esforçar ou sugerir inovação se isso não faz diferença?

Os melhores talentos muitas vezes terão ofertas batendo à sua porta e, se você não quiser perdê-los, deverá dar crédito quando o crédito for devido.

Algum talento sempre vai escapar. E isso é bom.

Mas faça com que seja uma decisão tão difícil para eles quanto possível. A hora de pensar em retenção não é quando seu pessoal está saindo, é antes mesmo de entrarem.

Certifique-se de que sua organização defenda seu pessoal desde o primeiro dia.