Vale a pena abrir um negócio em meio a crise atual?

Há anos o Brasil enfrenta uma crise, e muita gente se pergunta se é o momento certo de abrir um negócio.

A resposta não poderia ser mais simples: sim, é o momento! Abrir uma empresa na crise tem várias vantagens e, com um bom planejamento, você pode aproveitá-las.

Além disso, não é bom adiar um sonho apenas por causa da crise. Se for assim, pode ser que esse adiamento seja longo. Afinal, não parece que os momentos difíceis vão acabar tão cedo, não é mesmo?

Para abrir seu negócio, você tem duas opções básicas. A primeira é iniciar uma empresa do zero, montando sozinho um plano de negócio.

Outra saída é optar por uma franquia. Ou seja, uma nova unidade de um negócio que já existe no mercado.

A Cacau Show, por exemplo, é uma franquia (por isso existem tantas unidades dela pelo Brasil). Quer dizer que vários empreendedores se interessaram pelo modelo, e então investiram na sua própria Cacau Show.

Para fazer isso, abrir uma franquia, é preciso entrar em contato com a marca na qual você tem interesse. Assim, você vai adquirir uma espécie de licença.

A partir daí, a franqueadora, que é a dona da marca, vai dar a você todo o suporte. Ela vai disponibilizar todo o plano de negócio da empresa, vai ajudar na escolha do ponto comercial, definição do projeto arquitetônico etc.

Ao mesmo tempo, a rede vai prestar apoio para o dia a dia da operação. Então, vai tirar dúvidas, dar dicas, treinamentos e mais.

Tudo isso faz de uma franquia um modelo de negócio mais seguro, pois você vai reproduzir atividades que já deram certo na marca. Mas é preciso estar disposto a seguir essa padronização, pois ela é essencial.

Sustentabilidade pode ser diferencial importante

Na hora de abrir um negócio, seja do zero ou franquia, vale a pena considerar um nicho sustentável. Ou, ao menos, um negócio que use métodos ou produtos ecologicamente corretos.

Se você abrir um lava jato, por exemplo, pode escolher modos de limpeza a seco. Assim, vai economizar água na lavagem dos carros e atrair os clientes por isso.

Também dá para vender produtos que usam materiais recicláveis, por exemplo. Ou então, fazer entregas com bicicletas; vender itens reutilizáveis, como copos e canudos, e mais.

Empresas que se preocupam com o meio ambiente chamam mais a atenção do consumidor. Uma pesquisa já indicou, por exemplo, que 70% dos brasileiros não se importam em pagar mais quando o negócio oferece produtos sustentáveis.

Vantagens de abrir um negócio na crise

A seguir, listamos alguns motivos pelos quais pode ser interessante abrir um negócio agora mesmo. Acompanhe!

Concorrência desacelerada

Uma das vantagens de abrir um negócio em momentos de crise é que, assim como você, muita gente está com medo de investir. Só que grande parte delas vai adiar a ideia, enquanto você pode começar agora.

Com essa atitude, você vai sair na frente de quem poderia trabalhar com a mesma coisa que você.

Além disso, quando as coisas estiverem melhores no mercado, você já vai estar estabelecido. Enquanto isso, quem adiou abrir o negócio ainda vai precisar buscar o próprio espaço.

Outra coisa é que quem está no mercado hoje anda com o “pé no freio”, sem fazer tantos investimentos. Por isso, você pode conseguir destaque ao aparecer como novidade. Desde, é claro, que tenha algo realmente bom para oferecer.

Planejamento mais minucioso

Investir durante uma crise econômica tem, sim, maior risco. Sabendo disso, você vai fazer um planejamento ainda mais cuidadoso do que o normal.

Isso é ótimo! Com atenção a todos os passos e tudo que é necessário para o negócio, você terá menos chances de errar.

Vale se planejar em relação ao financeiro, ao passo a passo para abrir a empresa, a hora do dia em que você vai trabalhar, quantos colaboradores você vai precisar etc. Quanto mais detalhado seu plano de negócio, mais eficaz ele tende a ser. 

O mesmo vale caso você escolha abrir uma franquia. Nela, você não vai precisar definir o plano de negócio. Porém, será importante planejar sua rotina, seu investimento e demais aspectos.

Nova fonte de renda

Ter um negócio próprio é sua chance de ter uma nova fonte de renda e, assim, conseguir melhorar sua qualidade de vida.

Pode ser uma boa alternativa até se você tem outra fonte hoje. Neste caso, você pode desenvolver seu negócio aos poucos e, quando perceber que ele se estabeleceu, focar somente nele.

Mas também é bem comum que um negócio seja aberto por necessidade. É o seu caso? Não desanime! Em uma situação assim, apenas tente reservar um bom dinheiro para lidar com as despesas. 

Dessa forma, enquanto seu negócio não der lucro alto, você vai conseguir se manter com mais facilidade.

Novas demandas no mercado

Vale a pena abrir um negócio na crise porque, por causa dela, várias novas demandas surgem no mercado.

Antes da pandemia do coronavírus, por exemplo, sequer existia mercado para a venda de máscaras. Quando o vírus aconteceu, porém, até as bancas de revista passaram a ter o produto para ofertar.

Ou seja, uma crise pode ser sua oportunidade de perceber uma deficiência do mercado e procurar atendê-la. 

Negócios desse tipo costumam se destacar, pois aparecem como uma novidade para os clientes. O que não significa que você precisa inovar para abrir seu negócio.

Na verdade, você pode facilmente oferecer algo com o qual as pessoas já estão acostumadas. Mas é fundamental dar atenção à qualidade do seu trabalho. 

Além disso, você precisa pensar em boas estratégias de marketing, pois é ele que vai divulgar sua empresa para um público maior.

Viu só como pode valer a pena abrir um negócio em momentos de crise? Principalmente se ele tiver um produto ou processo sustentável.

Na hora de escolher o que abrir, lembre-se de avaliar bem o que você quer fazer. É importante gostar do ramo em que você vai atuar, pois isso vai ajudar a manter o entusiasmo com o negócio.

Por outro lado, abrir um negócio na crise e não gostar da atividade pode ser frustrante para sua vida profissional.

Gostou dessas dicas? Se sim, compartilhe com seus familiares e amigos, e também em suas redes sociais. Receba conteúdo gratuito, diariamente, e siga-nos no Google News.