A Wilson Sons, por meio do Tecon Rio Grande e da sua Agência Marítima, tornou-se a partir da madrugada desta quarta-feira (2/11) uma das paradas do ONE Amazon, da Ocean Network Express (ONE), a sexta maior armadora de contêineres do mundo. Com capacidade de 12.000 TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), 330 metros de comprimento e 48 metros de boca (largura), a embarcação foi construída em agosto de 2022, em Hong Kong, sendo uma das mais recentes da frota da ONE que traz inovação e sustentabilidade na navegação. O navio deixou o porto inicial em Busan, na Coreia do Sul, no dia 10 de setembro. Antes de chegar ao Tecon Rio Grande, passou pelos portos de Buenos Aires (Argentina) e Montevideo (Uruguai).

A ONE é reconhecida ao redor do mundo por sua cor magenta, semelhante ao rosa, presente nos navios, contêineres e em toda sua identidade visual. Com a chegada do navio aos portos da América Latina, em outubro e início de novembro, a Wilson Sons e a ONE reforçam um tema extremamente importante: a campanha mundial Outubro Rosa, de prevenção ao câncer de mama. “Prima” do rosa, a cor magenta atrai curiosidade por onde passa e desperta atenção à causa.

Ao receber o navio ONE, o Tecon Rio Grande, em uma operação integrada com a Agência Marítima da Wilson Sons, reafirma a sua capacidade de receber e operar os maiores navios que navegam no mundo. O terminal vai movimentar ao todo 1.439 contêineres. Desse total, 673 contêineres cheios serão carregados no navio, contendo frango congelado, carne suína, couro, fumo, madeira, plásticos, resinas, entre outros produtos. Já o Tecon receberá 548 contêineres do ONE, contendo eletrônicos, equipamentos esportivos, partes e peças, borracha, embalagens, máquinas, dentre outros itens.

“Estamos muito preparados para diferentes cargas conteinerizadas e auxiliar os clientes em suas necessidades cada vez mais complexas e desafiadoras”, afirmou Paulo Bertinetti, diretor-presidente do Tecon Rio Grande. “Temos uma das instalações mais competitivas na América do Sul. Hoje, somos o terminal mais automatizado do País e estamos prontos para receber e operar os maiores navios do mundo, que transportam diferentes cargas conteinerizadas”, acrescentou.

Há um ano, em outubro de 2021, a ONE deu início à campanha ONE Pink Ribbon, que tem o objetivo de realizar doações para instituições que trabalham com conscientização e combate ao câncer de mama. O valor da doação será calculado pela milhagem anual do transporte dos 100 Pink Ribbon containers da frota ONE dedicados à ação.

Tecon: automatização e cuidados com saúde, segurança e meio ambiente

Localizado a 320 km da cidade de Porto Alegre, o Tecon Rio Grande foi o primeiro terminal de contêineres privatizado do Brasil em operação, por meio de uma licitação em 1997. Com conectividade global, é capaz de atender as principais linhas marítimas que conectam o Brasil a importantes mercados internacionais. Atualmente, o terminal de contêineres é considerado o mais automatizado do Brasil.

O Tecon Rio Grande, em seus 25 anos de história, consolidou a sua posição como líder na região, realizando grandes investimentos ao longo do tempo, incrementando a capacidade e a produtividade do terminal, por meio de modernização de processos, adequação da infraestrutura e inovação nos equipamentos para o uso eficiente de energia – como a utilização de guindastes elétricos nos terminais de contêineres. Sua infraestrutura de excelência permite acesso multimodal à área de influência e ao Complexo Petroquímico de Triunfo.

Ao longo do tempo, o Tecon Rio Grande teve seu cais de atracação triplicado para 900 metros. São 735.000 m² de área total, com capacidade estática de 25.000 TEUs, 20.000 m² de armazéns para carga geral e especiais e 10 gates totalmente automatizados para a entrada e saída do terminal, além de 2.800 tomadas para contêineres refrigerados (reefer).

O Tecon possui nove STSs (Ship to Shore Container Crane — capazes de operar em navios de até 24 contêineres de largura) e 22 RTGs (Rubber Tyred Gantry Crane, pontes rolantes sobre rodas utilizadas na movimentação dos contêineres no pátio), além de dois Mobile Cranes (guindaste controlado por cabos), 12 Reach Stackers (empilhadeiras de contêineres) e 56 Tratores de Pátio.

Conta ainda com o sistema operacional Navis N4, líder global em gestão de terminais portuários – atualizado na versão 3.8 recentemente -, e o Teconline, plataforma com mais de duas décadas de funcionamento e mais de 2,6 mil usuários ativos de diversos países, que atende transportadoras, despachantes, armadores, órgãos anuentes, clientes, agentes de carga, entre outros, na consulta de informações sobre cargas, programação de navios e agendamentos.

“Pensando no futuro, o terminal está sempre comprometido em ir além das soluções em operações portuárias, seguindo em constante aprimoramento e busca de métodos para ampliar suas práticas de Saúde, Meio Ambiente e Segurança do Trabalho”, comentou o diretor-presidente Paulo Bertinetti. O executivo reforça o objetivo de cultivar as raízes a fim de gerar impacto socioeconômico na sociedade, e que a saúde ocupacional é um desses compromissos prioritários.

“Um destes processos é o monitoramento de saúde, programa de acompanhamento de enfermidades, no qual as campanhas de prevenção ao câncer de mama representam um cuidado incessante não só para as nossas mulheres colaboradoras como para os homens também.”

Seguindo a sua rota e chamando a atenção para a prevenção ao câncer pelos portos por onde passa, o navio ONE Amazon, após desatracar no Tecon Rio Grande, efetuará as últimas atracações no Brasil e seguirá viagem. A embarcação possui como principais origens os países da China, Cingapura, Coreia do Sul, Hong Kong, Shanghai, Malásia e Vietnã. Já entre os seus principais destinos estão Japão, China, Vietnã, Indonésia, Hong Kong, Tailândia, Singapura, Bangladesh, Coreia do Sul e Taiwan.