continua após a publicidade

Nos últimos anos, a tecnologia blockchain surgiu como uma alternativa ao mercado financeiro tradicional. A princípio, muitos a viam como uma ameaça ao sistema convencional ou até mesmo uma ferramenta que poderia diminuir a autoridade dos bancos e instituições financeiras. Contudo, com o passar dos anos, o cenário mudou e com essa evolução, a blockchain se tornou uma tecnologia amplamente adotada, e que oferece uma série de benefícios significativos para o mercado de investimentos. Sabendo disso, a AmFi, plataforma que conecta originadores a investidores globais, selecionou 10 dos principais deles, abaixo:

1 – Tokenização de ativos 

A blockchain permite a tokenização de ativos, uma inovação neste sistema. Isso significa que ativos tradicionalmente ilíquidos, como Cédulas de Crédito Bancário (CCBs), duplicatas ou recebíveis de cartão de crédito, podem ser divididos em tokens e negociados de maneira mais fácil e acessível.

2 – Liquidez

A tecnologia blockchain fragmenta ativos de alto volume e os transforma em tokens – representação digital de frações de ativos reais que possuem valor comercial. Por exemplo, um imóvel de alto valor pode ser ‘tokenizado’ e seus tokens vendidos a múltiplos investidores, tornando mais fácil comprar e vender frações do ativo no mercado secundário.

3 – Rentabilidade

Ao diminuir os custos de transação e eliminar intermediários, a tecnologia blockchain amplia o acesso a investimentos com maior potencial de rentabilidade. A tokenização de ativos, em particular, diminui os custos operacionais e de estruturação para os originadores de crédito. Essa economia pode ser repassada aos investidores na forma de retornos mais atrativos

.
Por exemplo, na plataforma da AmFi, um ativo foi negociado com rentabilidade projetada de 30,31% ao ano, com uma operação que envolvia crédito para antecipação de taxas condominiais.

4 – Transparência

Todas as transações registradas por meio da blockchain são públicas e imutáveis. Isso significa que os investidores podem verificar facilmente todas as transações e atividades em tempo real, aumentando a transparência e a confiança no mercado.

Complementando essa transparência, a plataforma da AmFi disponibiliza informações das operações atualizadas em tempo real e online, enquanto as regras de negócios são automatizadas e implementadas tecnologicamente, garantindo uma gestão de operações clara e eficiente.

5 – Segurança
A criptografia e a descentralização da blockchain tornam as transações mais seguras também. “Os dados são armazenados em blocos interligados, tornando extremamente difícil a adulteração das informações. Isso ajuda a reduzir o risco de fraudes e manipulações de mercado, o que é benéfico para quem investe e também para os que recebem o aporte.” explica Paulo David, CEO da AmFi

6- Controle e autonomia do investidor

Por fim, a tecnologia blockchain permite que os investidores tenham mais controle sobre seus ativos e investimentos, eliminando intermediários e custódias centralizadas.
 

“Embora essa solução desafie alguns aspectos dos sistemas regulatórios existentes, ela também pode ser usada para criar sistemas mais eficazes de conformidade e relatórios, fornecendo às autoridades reguladoras uma visão mais detalhada e em tempo real das atividades de mercado.” conclui o CEO.

7 – Menos intermediários e redução de custos

A automação de processos através de contratos inteligentes pode eliminar intermediários e reduzir significativamente os custos operacionais. Isso é especialmente vantajoso em transações internacionais, que podem envolver várias partes e taxas. “Com a nossa estruturação, por exemplo, já reduzimos o custo total de uma operação em 50% o que resultou em uma economia de R$ 200 mil para o cliente”, exemplifica Paulo.

8 – Padronização e eficácia

Esse tipo de operação pode ser executada de forma quase instantânea, 24 horas por dia, 7 dias da semana, eliminando a necessidade de esperar por liquidações e compensações que podem levar dias no sistema tradicional. Com a tecnologia blockchain, o longo tempo de espera associada às liquidações e compensações dos sistemas financeiros tradicionais, que podem se arrastar por dias, é eliminado.

Sobre outras perspectivas, como por exemplo a estruturação de um fundo de crédito, pode demorar mais de seis meses para “ficar em pé”. Utilizando a blockchain, a AmFi consegue reduzir o tempo para menos de dois meses, o que gera vários benefícios econômicos e processuais.

9 – Liberdade e governança

Os registros imutáveis da blockchain podem ser usados para aprimorar a governança corporativa, garantindo que as decisões e ações das empresas sejam transparentes e devidamente documentadas. A tecnologia se torna uma grande parceira neste sentido.

Quando uma empresa emite tokens representando CCBs com a AmFi, cada transferência de token é registrada na blockchain criando um histórico transparente e inalterável de propriedade e transações. Isso pode ser crucial para os investidores na hora de auditar os ativos da empresa.

10 – Acesso a mercados mais amplos

Outro grande benefício de utilizar a blockchain para o mercado de investimentos é a facilidade na criação de mercados de ativos digitais, como tokens de segurança, que permitem que uma gama mais ampla de ativos seja negociada de maneira eficiente. A utilização da blockchain nos investimentos abre portas para a criação de mercados de ativos digitais mais inclusivos e diversificados. Esta tecnologia descentralizada permite a tokenização de uma variedade de ativos, desde imóveis e obras de arte até participações em empresas privadas, que tradicionalmente não estavam disponíveis para determinado público de investidores devido a barreiras como altos custos de entrada e falta de liquidez.

Um exemplo desse acesso mais amplo e até mesmo criação de novos mercados foi a parceria da AmFi com a netspaces, plataforma para a criação, transação e gestão de propriedades digitais, que realizaram a primeira operação de financiamento imobiliário com a tokenização de um imóvel real.

continua após a publicidade