COP28: Gerdau marca presença no principal evento global sobre mudanças climáticas

Como reflexo de seu compromisso com as mudanças climáticas e em ser parte das soluções para os desafios da sociedade, a Gerdau, maior empresa brasileira produtora de aço, marcará presença na 28ª edição da Conferência das Partes, a COP28, que ocorre em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, entre 30 de novembro e 12 de dezembro. Promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o evento tem como objetivo revisar os posicionamentos e ações de cada país em relação à agenda climática, incluindo a redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE) e a aceleração na mudança para fontes de energia limpas.

Durante a COP28, a Gerdau participará ativamente de quatro painéis: ao lado do Governo de Minas Gerais e da FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais) do Minas Gerais Day, que apresentará cases de sucesso de ações de sustentabilidade e enfrentamento às mudanças climáticas; junto à CNI (Confederação Nacional da Indústria) debaterá o ‘Comércio Internacional e descarbonização: o impacto do CBAM e o EU – Deforestation’; com a AMCHAM (American Chamber of Commerce) sobre as ‘Práticas empresariais no Brasil e a sua contribuição para as metas brasileiras;’ e, por fim, junto com o IBRAM e a CNI será discutido as ‘Estratégias e oportunidades na descarbonização da mineração brasileira – cases de sucesso’. Para a conferência, a companhia levará detalhes sobre matriz de produção sustentável, que a permite produzir um aço com baixa emissão de carbono, e as oportunidades do aço como elemento-chave na evolução da transição energética.

Para Mauricio Metz, diretor industrial da Gerdau, a presença da companhia na COP28 ressalta o papel das organizações na liderança de discussões e reflexões junto aos diversos públicos. “Com quase 123 anos de história, a Gerdau está comprometida em ser parte das soluções aos desafios e dilemas da sociedade, atuando de forma colaborativa na construção de um futuro mais sustentável para todo o planeta. Em razão de uma matriz de produção sustentável, produzimos aço, atualmente, com uma das menores médias de emissões de gases de efeito estufa da indústria global do aço e possuímos uma meta de redução para 2031, com a qual estamos evoluindo”, afirma.

Hoje, a companhia possui uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO₂e), de 0,86 t de CO₂e por tonelada de aço, o que representa aproximadamente a metade da média global do setor, de 1,91 t de CO₂e por tonelada de aço, segundo os dados de 2022 divulgados pela World Steel Association (worldsteel). Em 2031, as emissões de carbono da Gerdau devem diminuir para 0,83 t de CO₂e por tonelada de aço.