sustentabilidade na área da construção

A sustentabilidade na construção civil busca reduzir os impactos ambientais provocados em todas as etapas de uma obra. Isso é fundamental para diminuir a quantidade de resíduos no dia a dia. 

Só em 2020, durante a crise sanitária provocada pela pandemia de Covide-19, o Brasil teve um crescimento de 9,5% em emissões de gases do efeito estufa em em comparação com 2021, de acordo com dados da dados do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG). 

Neste artigo, você aprenderá o que fazer para ter uma indústria mais sustentável e quais são os benefícios desse tipo de investimento.

Vamos lá? 

Qual o conceito de sustentabilidade na construção civil?

O papel da sustentabilidade na construção civil é certificar-se que antes, durante e depois das construções a empresa aplique medidas para reduzir os impactos ambientais. 

Geralmente, as indústrias recorrem a ações abaixo: 

  • Reutilização dos materiais;
  • Determina possibilidades para a exploração dos recursos naturais;
  • Identificar formas de gerar e economizar energia elétrica.. 
  • Redução de gastos pela otimização dos processos;
  • Incentivos fiscais;
  • Menos uso de matéria prima de custos elevados;
  • Aumento do aproveitamento de recursos;
  • Produção de estruturas com mais resistência a deterioração.

Quais são os benefícios da sustentabilidade na construção civil? 

A partir de agora, vamos listar quais são os benefícios da sustentabilidade na construção civil. Confira! 

  1. Redução de custos: ao optar por materiais mais sustentáveis, naturalmente, haverá mais conscientização de todos funcionários em relação ao uso da matéria-prima. Isso resulta em menos gastos durante a construção. Também diminui o desperdício de água e energia elétrica;
  1. Maior valor de mercado: empresas sustentáveis têm a possibilidade de receber selos de sustentabilidade por instituições reconhecidas no mundo todo. Isso significa que a obra foi planejada de acordo com a temática ambiental, passando uma boa imagem para os clientes e o mercado;
  1. Processo dos resíduos de forma mais simples: um levantamento da Escola Politécnica da USP indica que os desperdícios com material alcançaram 8% na indústria, já os impactos financeiros, associados aos gastos de retrabalho, atingem 30%. Com a sustentabilidade na construção civil, sua obra poderá aproveitar os materiais com mais eficiência, reduzindo os custos. 

Outro ponto importante, que merece um destaque especial, são os incentivos fiscais oferecidos pelo governo brasileiro tanto em âmbito federal quanto estadual e municipal.  

Nesse contexto, as obras ecologicamente corretas podem ser beneficiadas com alguns financiamentos e descontos em impostos fiscais, ajudando na redução de cargas tributárias das construções.

Na prática, há vários impostos que as empresas podem garantir redução ou isenção, caso opte por rotinas mais sustentáveis, como: 

  • Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ); 
  • Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL);
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS); 
  • Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU);
  • Imposto Sobre Serviços (ISS).

Mas, o que fazer para conseguir esses benefícios? 

O que são consideradas práticas sustentáveis? 

É isso que discutiremos no próximo tópico. 

Quais são as principais práticas sustentáveis na construção civil?

Para adquirir todos os benefícios da sustentabilidade na construção civil, aplique estas orientações no dia a dia da sua empresa. Confira: 

1- Aplique o conceito Green Buildings

É a implementação de sustentabilidade em todas as etapas da obra, desde a sua concepção, construção, operação e até eventual demolição. 

Na prática, elas devem provocar o mínimo de impacto possível na natureza, bem como, encontrar alternativas para reduzir gastos com água e energia elétrica.

2- Opte por materiais sustentáveis 

A escolha dos materiais deve ser feita com cautela, pois quando são mal selecionados, prejudicam o meio ambiente, desde sua fabricação até o descarte de resíduos.

Confira, a seguir, algumas sugestões de materiais para a sua obra: 

  • Concreto reciclado (concreto feito com resíduos reaproveitados da obra); 
  • Materiais biodegradáveis, como tintas, colas, impermeabilizantes e solventes;
  • Tijolo ecológico (tijolo enformado em uma prensa hidráulica);
  • Blocos de adobe.

3- Escolha produtos com boa vida útil 

Os aditivos e desmoldantes para artefatos de concreto são ótimas opções para quem deseja diminuir os desperdícios em sua obra. 

  • Aditivos: oferece economia de cimento, diminui a quantidade de ajustes nos artefatos, melhora o acabamento das peças, aumenta a produtividade, bem como, a vida útil das estruturas e dos equipamentos;
  • Desmoldantes: maior qualidade do acabamento superficial, evita contaminações no concreto e aumenta o período de vida útil das fôrmas. 

4- Administre os resíduos adequadamente 

Para reduzir os impactos causados pela obra, é indicado fazer o gerenciamento eficiente de resíduos.

No caso das construções de pequeno porte, as caçambas são ótimas opções para fazer o armazenamento dos materiais sólidos que, em seguida, devem ser encaminhados para locais de triagem ou aterros apropriados. 

Já em projetos maiores, as construtoras precisam investir em programas de gestão ambiental, trabalhando na separação de resíduos, desde o início até a conclusão da obra. 

5- Invista em novas tecnologias

Para evitar desperdícios e retrabalhos, opte pelo uso de tecnologias, como os softwares.

Com o auxílio dessa ferramenta, você pode fazer o cálculo mais assertivo da quantidade de materiais, aplicar o tempo correto de construção e controle de insumos, entre outros pontos. 

Em um primeiro momento, pode ser complicado investir em ações de sustentabilidade. Porém, vale a pena concentrar as suas energias, pois o esforço impacta não só em seu negócio, mas também na qualidade de vida do planeta.