InícioNotícias “Bacias e Florestas”, case da Ambev, vence o prêmio ‘Guardiões pela Água’, promovido...

 “Bacias e Florestas”, case da Ambev, vence o prêmio ‘Guardiões pela Água’, promovido pelo Pacto Global da ONU no Brasil

Cases vencedores de premiação do Movimento +Água foram anunciados durante a COP 28, em Dubai, nos Emirados Árabes

O case “Bacias e Florestas”, da Ambev, recebeu na última sexta-feira, durante a COP 28, o prêmio ‘Guardiões pela Água’, promovido pelo Pacto Global da ONU no Brasil. Em sua primeira edição, a premiação foi criada para fomentar iniciativas de destaque das empresas participantes do Movimento +Água, que faz parte da estratégia Ambição 2030, para impulsionar os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da Agenda 2030 da ONU, e foi dividida em duas categorias: Acesso à Água e Saneamento e Segurança Hídrica, na qual o primeiro lugar foi dividido por “Bacias e Floresta”, da Ambev, e “Aliados pela Água”, da Coca-Cola. 

A Ambev lançou o Programa Bacias e Florestas há uma década no Brasil e é uma das principais iniciativas de sustentabilidade fora das operações da empresa, focado na recuperação e preservação de bacias hidrográficas críticas. A iniciativa já atingiu o marco de quase 2 milhões de árvores nativas plantadas em áreas de alto estresse hídrico. 

A abordagem do programa envolve sete fases, desde o diagnóstico até a implementação e o monitoramento. Ações de campo são projetadas com a comunidade e atores locais para solucionar questões críticas e promover a governança da água em nível regional. Mecanismos legais, financeiros e de gestão são estabelecidos para garantir a sustentabilidade do programa em cada região. 

Os resultados alcançados no Brasil até o momento incluem a conservação de mais de 10.000 hectares de solo, florestas e vegetação nativa e a restauração de mais de 830 hectares em várias regiões. Além disso, foram estabelecidos mecanismos de governança que beneficiaram 156 famílias, e o índice de qualidade da água está sendo monitorado nas bacias de atuação. O programa também promove a utilização de efluentes tratados para outros fins e a instalação de ecofossas para tratamento de efluentes rurais. Iniciativas como hortas comunitárias e projetos educacionais também fazem parte do programa. 

“Essa é uma iniciativa da qual temos muito orgulho. O projeto tem foco total na proteção dos recursos hídricos e, ao longo dos anos, expandiu para várias regiões do Brasil, sempre adaptando-se às características locais. Ele está alinhado com cinco dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, incluindo o acesso à água potável, ação contra as mudanças climáticas, proteção da vida aquática e terrestre, bem como parcerias para implementação eficaz” comenta Carla Crippa, Vice-presidente de Impacto e Relações Corporativas. 

Camila Valverde, diretora de Impacto e COO do Pacto Global da ONU no Brasil, aposta que a premiação pode incentivar e reconhecer os esforços que vêm sendo pelas empresas: “Procuramos com a premiação incentivar a implementação de práticas concretas sobre mitigação, adaptação e meios de implementação para mudanças do clima, de modo a reconhecer e estimular o esforço das empresas comprometidas com a Plataformas de Meio Ambiente (Ação pelo Clima, Água e Oceano e Agro Sustentável), além de transformar as boas práticas desenvolvidas pelas empresas em materiais possíveis de serem compartilhados com o setor privado e com a sociedade em geral, a fim de trazer mais notabilidade para a agenda climática”.

A escolha dos cases vencedores foi feita por um Comitê Avaliador, formado por integrantes especialistas do time de Clima, Água e Oceano e Agro Sustentável do Pacto Global da ONU no Brasil, parceiros e convidados. Foram observadas a adequação ao tema, a replicabilidade da ação/projeto (potencial da ação/projetos de ser replicada por outras organizações), inovação (originalidade, benefícios da inovação e impacto), a qualidade da apresentação do case de boa prática (objetividade, clareza e resultados). Além do anúncio durante o side event promovido pelo Pacto Global da ONU no Brasil, todos os cases vencedores do Movimento +Água, que tem a KPMG e Aegea como embaixadoras, foram apresentados em uma publicação digital de Melhores Práticas, disponibilizada ao público presente.

Sobre o Pacto Global da ONU 

Como uma iniciativa especial do Secretário-Geral da ONU, o Pacto Global das Nações Unidas é uma convocação para que as empresas de todo o mundo alinhem suas operações e estratégias a dez princípios universais nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e anticorrupção. Lançado em 2000, o Pacto Global orienta e apoia a comunidade empresarial global no avanço das metas e valores da ONU por meio de práticas corporativas responsáveis. Com mais de 21 mil participantes distribuídos em 65 redes locais, reúne 18 mil empresas e 3.800 organizações não-empresariais baseadas em 101 países, sendo a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, com abrangência e engajamento em 162 países. Para mais informações, siga @globalcompact nas mídias sociais e visite nosso website . 

Pacto Global da ONU no Brasil 

O Pacto Global da ONU no Brasil foi criado em 2003, e hoje é a segunda maior rede local do mundo, com mais de 1.900 participantes. Os mais de 50 projetos conduzidos no país abrangem, principalmente, os temas: Água e Saneamento, Alimentos e Agricultura, Energia e Clima, Direitos Humanos e Trabalho, Anticorrupção, Engajamento e Comunicação. Para mais informações, siga @pactoglobalbr nas mídias sociais e visite nosso website . 

Redação
Redação
Para falar conosco basta enviar um e-mail para redacaomeioambienterio@gmail.com ou através do nosso whatsapp 021 989 39 9273.
RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments