continua após a publicidade

Até mesmo quem não trabalha em um hospital ou em qualquer área relacionada à saúde, sabe que os centros cirúrgicos devem ser áreas estéreis e totalmente livres de qualquer tipo de contaminação. Visto que qualquer tipo de infecção pode agravar o quadro dos pacientes que ali entram.

Afinal de contas, a medicina está avançando em uma velocidade incrível, e muitas patologias que antes eram consideradas incuráveis, atualmente têm prognósticos muito mais animadores. Inclusive, boa parte das soluções de algumas patologias, acontecem dentro dos centros cirúrgicos. 

As informações acima são apenas alguns dos muitos fatores que explicam porque é tão importante manter o centro cirúrgico 100% livre de contaminações. Afinal, precisamos sempre lembrar que quem está trabalhando dentro de um centro cirúrgico está ali lidando com uma vida, o que demanda muita responsabilidade. 

Além disso, qualquer descuido mínimo pode colocar a perder horas de um trabalho perfeito realizado minuciosamente por um cirurgião especializado e toda sua equipe. Visto que o paciente pode adquirir alguma infecção grave ou, até mesmo, ir a óbito.

É claro que ninguém quer que isso aconteça. Pensando exatamente nisso, preparamos este artigo com algumas dicas que precisam ser seguidas para evitar contaminações dentro de centros cirúrgicos. Leia até o final, e veja tudo que é preciso fazer. 

Faça a técnica correta de escovação de mãos

A primeira coisa a ser feita é realizar a técnica correta de escovação de mãos, que deve ser feita não somente pelo cirurgião e sua equipe, mas por todos que adentram o centro cirúrgico. 

Para a técnica, é necessário utilizar produtos antissépticos especiais como detergentes PVPI e clorexidina. No caso de pessoas alérgicas, existem outras substâncias que podem ser utilizadas que substituem as citadas.

Em seguida, as mãos e os antebraços são molhados abundantemente, até a linha dos cotovelos, e então a escovação pode ser iniciada. É preciso escovar muito bem todo o antebraço, em cima e em baixo das mãos, nos dedos e também na área das unhas, fazendo repetições de escovação circulares cerca de 25 vezes em cada braço.

Depois, a escova deve ser literalmente largada dentro da pia, a torneira aberta com a lateral do cotovelo e os braços e as mãos enxaguados com uma leve inclinação até que todo o sabão seja retirado, de modo que as áreas lavadas não encostem em lugar nenhum.

Coloque a vestimenta certa

O próximo passo é colocar o tipo de vestimenta adequada para adentrar o centro cirúrgico. Trata-se de um pijama cirúrgico, que sempre deve ser posto com a ajuda de um outro profissional, de forma a evitar a contaminação. 

Além disso, também existem outros tipos de equipamentos que precisam ser colocados como luvas, máscaras, toucas e, a critério médico, óculos de proteção, caso seja necessário.

Atenção a quantidade de pessoa no centro cirúrgico

Alguns tipos de procedimentos realizados em salas de cirurgia permitem que outras pessoas adentrem o local, como no caso de um parto, por exemplo, onde a gestante tem sempre direito a um acompanhante. 

Além disso, alguns procedimentos mais complexos ou inovadores, permitem que outras pessoas entrem no centro cirúrgico para observar, geralmente são técnicos e estudantes de medicina ou enfermagem, que podem acompanhar a cirurgia para aprender.

Mas, se o caso não for nenhum dos mencionados acima, o ideal é que dentro do centro cirúrgico esteja apenas o paciente, o cirurgião e toda a equipe necessária para a realização do procedimento.

Prepare o ambiente adequadamente

A preparação do ambiente antes do início da cirurgia também é muito importante, dado que o cirurgião precisa que tudo esteja a seu favor, para que ele consiga fazer o seu melhor trabalho com o paciente. 

Então, antes do início do procedimento, é importante verificar a temperatura do ar condicionado, a iluminação, a posição do foco e tudo mais que possa atrapalhar o médico responsável pela cirurgia. 

Mantenha o foco até o último segundo do procedimento

Algumas vezes os médicos podem ficar mais relaxados quando estão finalizando o procedimento, já que estão chegando ao fim, mas é importante manter-se 100% concentrado para não deixar que nenhum material seja contaminado por engano, o que pode gerar problemas graves ao paciente no pós operatório.

Certifique-se de que o material utilizado foi para a sala de expurgo

Por fim, mas não menos importante, todo hospital é munido de um expurgo hospitalar, o qual fica localizado na área adequada de expurgo. Este equipamento serve para o descarte correto de todo e qualquer resíduo que possa ser infeccioso. 

É necessário, e faz parte do protocolo, que os descartes de equipamentos e a limpeza de todos os materiais utilizados sejam levados até a área de expurgo, para evitar quaisquer tipos de problemas. 

Sendo assim, é importante que você confirme que tudo isso foi feito corretamente. Caso note qualquer movimentação suspeita ou quebra de protocolo, informe imediatamente aos superiores responsáveis, para evitar que maiores problemas aconteçam.

continua após a publicidade