Início Direito Confira cinco dúvidas sobre o visto americano para 2023

Confira cinco dúvidas sobre o visto americano para 2023

Especialista em imigração responde questões comuns sobre permissão de residência e trabalho nos Estados Unidos

Um dos vistos mais disputados do mundo, a permissão de residência norte-americana pode gerar dúvidas para muita gente. Esse status, e aquilo que é permitido o imigrante a fazer, possui variações e requisitos bastante específicos para cada aplicação.

Por isso, Daniel Toledo, advogado que atua na área do Direito Internacional, fundador da Toledo e Associados e sócio do LeeToledo PLLC, escritório de advocacia internacional com unidades no Brasil e nos Estados Unidos, preparou uma lista com cinco perguntas feitas por brasileiros para ajudar a entender melhor os procedimentos e caminhos a serem tomados.

Confira abaixo as principais questões:

1.Brasileiro que é cidadão italiano e teve visto cancelado no passaporte do país de nascimento consegue fazer nova solicitação?

Quando a pessoa possui um visto cancelado em um determinado passaporte, ela vai ter marcado ali o INA (Immigration and Nationality Act), que é a legislação que regulamenta todos os vistos, aqueles que os Estados Unidos querem ou não dentro do país. Ali vai ter o número do artigo, o inciso e vai falar que foi cancelado ou revogado por determinada situação. Quando a pessoa faz a solicitação de um outro visto, mesmo que seja em outro passaporte, há um alinhamento de todos os dados – nome de pai e mãe, data de aniversário, sobrenome e uma série de coisas. Ou seja, eles sabem que é aquele cidadão de qualquer forma, independentemente do passaporte que utilizar. Se você teve visto cancelado em um passaporte, dependendo da situação, pode aplicar um Waiver (extensão) e resolver naquele documento mesmo.

Pode também aplicar pelo outro passaporte e pode ser negado pela mesma razão, porque serão as mesmas informações. Na hora que se faz a solicitação do extra, é questionado se já houve visto negado, cancelado ou revogado de alguma forma. No momento que clica ali, imediatamente o visto é negado novamente, porque precisa passar por uma entrevista consular.

“Então, não recomendo que você faça isso – porque ao invés de ter um visto negado, você vai ter dois. Converse com um advogado de imigração e ele vai saber te orientar direitinho sobre qual é o melhor caminho a seguir de acordo com a razão do cancelamento do visto”, completa.

2.Passar pela imigração com o EB-3, já tendo participado de grupos de imigrantes ilegais, pode dar problema?

Passar pela imigração com um Green Card (o EB-3 fornece essa autorização de residência) não é problema: a pessoa não é ilegal e não está fazendo nada ilegal. Esse imigrante pode participar de algum grupo, mesmo que seja onde tenha pessoas ilegais, mas isso não quer dizer que esteja estimulando alguma coisa nesse sentido.

Por outro lado, se está em fase de aplicação de EB-3 – ou seja, ele ainda não foi aprovado e não tem Green Card na mão – não é recomendado que participe desses grupos, porque realmente vai dar problema.

“Eu sei que a imigração americana tem agentes que acompanham todos os vídeos de Youtubers brasileiros, tanto nos Estados Unidos como fora, em vários outros países, e eles acompanham também os grupos. Então, o que você está fazendo em um grupo de pessoas que estão ilegalmente dentro dos Estados Unidos? Há outros grupos, de negócios, trocas de informações e tudo o mais, onde as pessoas estão legais ou ninguém tem a ver com o status. Você seguir canais que incentivem a imigração ilegal ou fazer parte desses grupos pode fazer com que você se exponha”, explica o advogado.

3.Posso levar meu filho para estudar inglês entre duas e três semanas de dezembro, com visto de turista?

Pode, não tem problema algum. Qualquer pessoa pode estudar nos Estados Unidos por até 90 dias com visto de turismo. Não precisa pedir uma permissão F (de estudos) para esse tipo de situação.

4.Minha esposa é Green Card Holder e teve I-130 aprovado agora (pelo casamento). Aconselha ir para I-485 (ajuste de status) já?

Sim, imediatamente. Uma vez aprovado, já pode pedir o ajuste de status, o work permit, toda a solicitação junta. Já pode enviar também exame médico, antecedente criminal e a documentação completa. O processo vai provavelmente andar muito mais rápido, imaginando que a pessoa já tenha todos os outros requisitos cumpridos.

5.Departamentos de polícia da Califórnia agora podem contratar imigrantes com permissão de trabalho. Qual o melhor meio para o brasileiro?

Apesar de parecer simples, não é. Você precisa ter um work permit e vem aquela questão: o que veio primeiro, o ovo ou a galinha? Isso porque você precisa do work permit para trabalhar, mas eles não serão sponsors para imigrantes – ou seja, não serão requerentes do visto.

“Então, o que eu sugiro que façam: primeiro, converse com um advogado de imigração, porque ele vai ver se você ou seu cônjuge tem capacidade para outro visto que pode te dar uma autorização de trabalho. Por exemplo, você quer trabalhar no departamento de polícia da Califórnia, mas a sua esposa é cidadã italiana e tem capacidade para aplicar o visto E2, que vai te dar work permit. Ou o seu marido tem capacidade para aplicar um visto EB2 –  você pode aplicar também um EB2, fazer um ajuste de status e conseguir um work permit”, finaliza o advogado.