Crédito: iStock

A tecnologia sempre está em constante evolução, e com ela, o mundo vem mudando e se moldando ao seu progresso. O metaverso é a mais nova tendência do gênero, prometendo acabar com as barreiras entre o real e o virtual, mudando de vez os hábitos de consumo e as relações interpessoais. Ainda é difícil de imaginar como tudo isso será na prática, já que esse universo de dados ainda não existe nem tem previsão de lançamento, porém muitas empresas e até governos já estão investindo pesado na ideia.

Ainda que esse espaço virtual compartilhado não tenha saído do papel, muitos especialistas já estão estudando o impacto que ele trará no mercado de trabalho, quais profissões serão mais valorizadas e quais são os possíveis novos ofícios que surgirão disso. O metaverso funcionará como um espaço mais imersivo de tudo aquilo que nós já podemos fazer na internet, incluindo entretenimento, comércio e trabalho, então isso abrirá muitas portas para quem deseja aprimorar seu ofício dentro do virtual e também para aqueles que desejarem se especializar em algo direcionado exclusivamente a esse mundo.

As principais profissões relacionadas ao metaverso estão relacionadas com o desenvolvimento de ecossistemas e com a segurança de dados, que certamente precisará ser redobrada. Essas profissões já existem no mercado, mas não com um direcionamento dedicado à realidade virtual, que é a grande aposta da vez. Semelhante aos designers de games, será necessário profissionais capazes de construir os espaços virtuais que os usuários frequentarão, assim como outros responsáveis por entender as principais necessidades das pessoas e torná-las realidade, semelhante ao que os UX designers já fazem.

O metaverso também será um grande centro comercial, onde será possível comprar e vender produtos com criptomoedas ou dinheiro convencional. Acredita-se que os chamados “estilistas virtuais” terão um mercado bem próspero pela frente, pois cada usuário terá um avatar que poderá ser customizado à vontade, semelhante a um jogo, e as pessoas poderão comprar itens e skins de personalização. Nesse ponto, as NFTs (tokens não fungíveis) podem voltar a ganhar força, através da venda de itens únicos e intransferíveis.

Outras profissões que não são dedicadas à tecnologia também poderão tirar proveito dessa tendência. Quem estiver à procura de professores para começar a aprender inglês poderá encontrar um ambiente de aprendizado mais dinâmico e imersivo dentro do metaverso, tendo aulas com professor de inglês particular online, como muitos já fazem hoje em dia. Escritórios de advocacia, imobiliárias e até mesmo lojas podem adotar o espaço virtual para expandir o alcance de suas operações. O mercado de trabalho sofrerá mudanças drásticas, e é essencial que todos estejam bem preparados para não ser pegos de surpresa.