Num momento de crise econômica, comprar ações no exterior ou realizar outros investimentos pode ser uma boa ideia para pensar no futuro. Hoje, há duas maneiras de negociar essas ações: abrindo uma conta estrangeira, diretamente no país onde você quer realizar a transação, ou investindo via BDRs (Brazilian Depositary Receipts) na bolsa brasileira. Quem dá as dicas é Gabriel Komatu, formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas – FGV e cofundador da Komatu Gestora de Recursos.

“De forma menos direta, a pessoa também pode investir em um fundo de investimento que possui como estratégia comprar ações no exterior e, dessa forma, estará exposto às ações estrangeiras do mesmo jeito”, completa o especialista. 

Entre as vantagens de investir pelo fundo de investimento, está o fato de o investidor delegar a gestão do portfólio de ações a alguém profissional do ramo. Ou seja, um gestor qualificado vai tomar as decisões relacionadas ao fundo e em nome de diferentes cotistas, fazendo com que o cliente não precise se preocupar em estudar sobre as empresas estrangeiras com quem se relaciona ou acompanhar de perto o mercado financeiro, já que outra pessoa fará isso por ele. 

Por outro lado, o processo de escolher as ações que vão compor seu portfólio não é tão simples. Nesse contexto, Gabriel indica analisar diferentes fatores relacionados, como a saúde financeira da empresa, os múltiplos financeiros, as perspectivas macroeconômicas para o crescimento do negócio e as perspectivas setoriais para o modelo de negócio em questão. 

“Além disso, cada ação possui um nível de risco que não pode ser descartado durante a análise, pois, a depender do nível de risco do investidor, há ações mais coerentes de se ter em seu portfólio do que outras. Recomenda-se também acompanhar constantemente as notícias e fatos relevantes de cada empresa que possui em seu portfólio”, acrescenta Isabela Komatu, CEO e responsável pelas áreas de Operações, Risco e Compliance na empresa.

Em resumo, levando em consideração o processo de análise e acompanhamento dos investimentos, é importante avaliar se investir via fundo de investimento não seria uma opção mais plausível para o cliente.