Nunca antes no nosso país, algumas questões ambientais foram tão discutidas. Muitas pessoas hoje têm uma consciência ambiental bem maior, mas isso não veio do nada, foram precisos muitos anos de pessoas não sabendo quão grande esse problema era, mas também foi necessário que tudo isso fosse sentido no bolso.

Poluição traz prejuízo, já que se algo polui muito, quase sempre esse algo é caro para ser feito, consequentemente vai ser caro para ser vendido. E uma boa prova disso é a energia elétrica.

Algumas pessoas mais desavisadas talvez não liguem a ideia de produzir energia elétrica à poluição, mas deveriam, uma vez que produção de energia elétrica é algo que pode gerar muita poluição.

Aqui no brasil, usamos bastante energia hidroelétrica, e muitas pessoas acham que isso não gera poluição, o que é um erro comum. Esse tipo de energia gera sim muita poluição também, ela só não é a campeã nesse quesito.

E nós utilizamos também a energia vinda da campeã dessa área, que é a termelétrica, a energia que é produzida de queima de recursos naturais, que gera gases poluentes que são jogados diretamente na nossa atmosfera.  

Não só isso, mas a energia termoelétrica também tende a gastar muita água em seu processo, para que tudo ali seja esfriado sempre que necessário. E como dissemos, para que as pessoas tivessem consciência disso, primeiro a questão toda teve que pesar no bolso.

Isso porque a energia vinda dessas duas fontes não é nada barata, sobretudo a termo, que inclusive pode gerar sérias bandeiras tarifárias na conta de energia elétrica, gerando assim surpresas nada agradáveis.

O advento da energia solar

E é exatamente por conta de tudo isso que foi dito que energia solar não para de crescer no Brasil. Cada vez mais é possível ver pessoas com um kit solar fotovoltaico em suas casas, a fim de produzir a própria energia e se ver livre da energia tradicional.  

Enquanto que algumas pessoas ainda acreditam que esse tipo de coisa é apenas para pessoas muito ricas, ou então que não funciona direito, estão desatualizadas, e não conhecem bem essa tecnologia. 

Aos poucos a energia solar foi ganhando a confiança das pessoas, primeiro apenas com pequenos feitos em casa como esquentar a água, seja em uma torneira ou então em um chuveiro.

Mas hoje, com o avanço, ela é capaz de abastecer uma casa inteira e durante dias, por conta de todo o avanço tecnológico na área. E embora ainda existam desavisados, hoje muitas pessoas sabem disso, e a prova é o crescimento emergente do mercado de energia solar.

O crescimento

Para se ter uma ideia, hoje a geração de energia solar já é a terceira maior fonte de energia do nosso país. Mais e mais pessoas estão sendo levadas para essa direção, é muito isso vem do desejo de conseguir quase zerar a sua conta de energia tradicional.

Se você tem um kit instalado por uma empresa profissional, ele vai conseguir gerar tanta energia, que você praticamente não vai usar mais nada do poste, o que significa que você não vai ter mais cobrança por consumo de energia. 

Claro, você ainda vai ter que pagar algumas tarifas, que na verdade são impostos relacionados a distribuição e também a iluminação pública, mas mesmo assim a economia é de praticamente 95%. 

Mas também existem as pessoas que conseguem acordos especiais para vender de volta a energia elétrica que produzem. Essas pessoas basicamente produzem tanta energia com o sistema fotovoltaico, que sobra. Mesmo a energia reserva que serve para os dias chuvosos ou nublados é muita, e com isso eles conseguem vender. E acabam vendendo de volta para o estado. 

Assim, a energia produzida na casa volta para os postes e é redistribuída para a cidade. Essa venda de energia está se tornando cada vez mais comum, e é paga para as pessoas através de créditos de energia. Esses créditos podem ser usados para pagar exatamente os impostos sobre energia que a pessoa tem que pagar mesmo não consumindo.

Ou seja, se a pessoa seguir por esse caminho, ela realmente pode conseguir uma economia de 100% da energia elétrica de uma casa. Um dinheiro alto que pode voltar para a pessoa de diversas outras maneiras, seja em investimentos na casa, na família ou só no bem pessoal mesmo. 

E claro, se a pessoa comprar financiado, ela pode fazer com que o valor da parcela seja o mesmo que ela paga de energia elétrica atualmente, assim acaba ficando zerado, sem nenhuma conta a mais, e assim que o financiamento acabar, a economia começa.

Em resumo, a energia solar veio para ficar, e já é um grande fenômeno no nosso país, e a tendência é só aumentar, até que essa tecnologia que faz bem pro bolso e o meio ambiente esteja em primeiro lugar.