Grupo de ética pede à FTC para impedir lançamentos comerciais do GPT-4 da OpenAI

O Centro para Inteligência Artificial e Política Digital, um grupo de ética tecnológica, entrou com uma reclamação na Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos para impedir a OpenAI de lançar novos produtos comerciais do GPT-4, que foi lançado no início de março deste ano. O CAIDP alega que o GPT-4 é tendencioso, enganoso e representa um risco à privacidade e segurança pública.

A OpenAI é uma empresa sediada na Califórnia, apoiada pela Microsoft e revelou a quarta iteração do seu programa de inteligência artificial GPT no início deste ano. Desde então, o GPT-4 vem impressionando alguns usuários com suas respostas rápidas e humanas a consultas, enquanto outros estão tensos com a possibilidade de riscos potenciais à sociedade.

A reclamação formal do grupo à FTC segue uma carta aberta enviada a Elon Musk, especialistas em inteligência artificial e executivos do setor que pediram uma pausa de seis meses no desenvolvimento de sistemas mais poderosos que o recém-lançado GPT-4. A carta cita riscos potenciais para a sociedade e insta a comissão a abrir uma investigação sobre a OpenAI e a limitar novas liberações comerciais do GPT-4.

O grupo argumenta que o ChatGPT-4 da OpenAI não atende ao padrão do regulador federal de ser “transparente, explicável, justo e empiricamente sólido, ao mesmo tempo em que promove a responsabilidade”. Marc Rotenberg, presidente do CAIDP e veterano defensor da privacidade, disse que a FTC tem a responsabilidade clara de investigar e proibir práticas comerciais desleais e enganosas. Ele também afirmou que acredita que a FTC deve examinar atentamente a OpenAI e o GPT-4.

O grupo também pediu à comissão que garantisse o estabelecimento das proteções necessárias para proteger consumidores, empresas e o mercado comercial. A FTC ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Sem avaliações ainda
Redação
Para falar conosco basta enviar um e-mail para redacaomeioambienterio@gmail.com ou através do nosso whatsapp 021 989 39 9273.