Internet das Coisas na Medicina: Conheça 5 aplicações

A Internet das Coisas (IoT na sigla em inglês) está transformando diversos setores da economia, e a medicina não é exceção. 

Esse termo refere-se à conexão de objetos físicos à internet, possibilitando o seu monitoramento remoto e o controle à distância. 

Graças à IoT na medicina, podemos contar com soluções inovadoras para diversos problemas de saúde.

Neste artigo, vamos apresentar 5 aplicações da IoT na medicina que estão mudando a forma como os profissionais da saúde trabalham. 

Confira!

O que é Internet das Coisas na medicina?

Internet das Coisas na medicina é a utilização da tecnologia IoT (internet das coisas) para fins médicos e de saúde

Ela pode ser usada para monitorar pacientes, gerenciar dispositivos médicos e acessar dados médicos. 

Também pode ser usada para melhorar a eficiência do sistema de saúde e reduzir os custos.

O seu uso está se tornando cada vez mais popular.

Pois oferece uma maneira eficaz de monitorar a saúde dos pacientes e garantir o funcionamento adequado dos dispositivos médicos. 

A IoT na Medicina pode conectar equipamentos com telas inteligentes a outros eletrônicos para fornecer uma variedade de informações.

Essa integração de máquinas, equipamentos e sensores tornou-se possível graças ao desenvolvimento de tecnologias inovadoras.

Como sensores sem fio e protocolos de comunicação, contribuindo para a criação de um ambiente de trabalho mais seguro e eficiente.

Vantagens da Internet das Coisas na medicina

A IoT na medicina está revolucionando o jeito como os profissionais da saúde conseguem fazer diagnósticos.

Além de acompanhar o progresso dos pacientes e garantir a segurança das pessoas. 

Com a tecnologia, é possível criar um ambiente de cuidados mais eficiente, seguro e individualizado.

A seguir, listamos algumas das principais vantagens da IoT na medicina:

1. Maior controle dos pacientes

2. Monitoramento das condições de saúde

3. Prevenção de problemas de saúde

4. Acesso à informação médica em tempo real

5. Possibilidade de diagnósticos precoces e precisos

6. Tratamentos personalizados

7. Melhoria da gestão do sistema de saúde

8. Redução de custos com a saúde

9. Aumento da eficiência do sistema de saúde

10. Melhoria da qualidade de vida das pessoas

5 aplicações da Internet das Coisas na medicina

Agora que você já sabe o que é e quais são as vantagens da IoT na medicina, confira a seguir 5 aplicações dessa tecnologia que está mudando a medicina:

#1 Marcapassos cardíacos

Os marcapassos cardíacos são dispositivos implantados no coração para regular seu ritmo. 

Eles são usados ​​em pacientes com arritmia cardíaca, um problema no ritmo do coração que pode ser perigoso.

Com a adoção da IoT fica infinitamente mais fácil e preciso o acompanhamento de pacientes com marcapasso, inclusive à distância. 

Isso é possível porque os dispositivos estão cada vez mais conectados à internet, permitindo que os dados sejam monitorados e analisados em tempo real.

O uso da tecnologia também permite que os médicos programem o dispositivo para que ele se adapte às necessidades específicas de cada paciente.

O que contribui para um tratamento mais eficaz.

Além disso, a análise dos dados coletados pelos marcapassos cardíacos pode ser usada para o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas.

E também para a prevenção de problemas de saúde.

#2 Telemedicina

A telemedicina é uma área da medicina que usa a tecnologia para permitir que médicos e pacientes se comuniquem à distância. 

Ela pode ser usada para fins de consulta, diagnóstico e tratamento.

Com a popularização da internet e dos dispositivos móveis, a telemedicina está se tornando cada vez mais comum. 

Isso porque ela oferece uma maneira conveniente de obter consultas médicas sem precisar se deslocar até um consultório ou hospital.

#3 Monitoramento de pacientes

O monitoramento de pacientes vem sendo cada vez mais facilitado pelo uso da IoT. 

Isso porque os dispositivos de monitoramento estão cada vez mais conectados à internet, permitindo que os dados sejam monitorados e analisados em tempo real.

O uso da tecnologia permite que os médicos acompanhem os sinais vitais de seus pacientes à distância.

E, assim, identifiquem rapidamente qualquer alteração que possa indicar um problema de saúde.

Inclusive, o uso de IoT na medicina evoluiu com displays inteligentes para monitorar pacientes com menor necessidade de contato físico.

#4 Dispositivos para controle da Glicose

O controle da glicose é importante para o tratamento de diabetes. 

A glicose é um açúcar que o corpo usa como fonte de energia e, quando há excesso dela na corrente sanguínea, pode causar problemas de saúde.

Os dispositivos para o controle da glicose são usados ​​para medir a quantidade de açúcar no sangue e, assim, permitir que os pacientes mantenham seus níveis sob controle.

Com a adoção da IoT, os dispositivos para o controle da glicose estão se tornando cada vez mais precisos e confiáveis. 

Isso permite que os pacientes mantenham um controle mais eficaz da sua condição e evitem complicações de saúde.

Os dispositivos para o controle da glicose também estão se tornando cada vez mais acessíveis, à medida que novos modelos são lançados no mercado. 

Assim, isso significa que mais pessoas podem ter acesso ao tratamento e às ferramentas necessárias para gerenciar sua condição.

Além desse controle, há também opções de remédios para o controle da compulsão por doces, como o Saffrin.

#5 Gestão de insumos hospitalares

A gestão de insumos hospitalares é uma área da saúde que se preocupa com o gerenciamento de todos os materiais e equipamentos necessários para o funcionamento de um hospital.

Com a popularização da IoT, essa gestão está se tornando cada vez mais eficiente. 

Isso porque os dispositivos estão cada vez mais conectados à internet, permitindo que os dados sejam monitorados e analisados em tempo real.

O uso da tecnologia também permite que os hospitais rastreiem e gerenciem seus estoques de forma mais eficiente, o que evita problemas com a falta de materiais ou equipamentos.

Inclusive, a análise dos dados coletados pelos dispositivos conectados à internet pode ser usada para otimizar o fluxo de trabalho nos hospitais.

E, assim, melhorar a qualidade do atendimento.

O que achou dessas tecnologias que tanto contribuem para a melhoria da nossa saúde? 

Elas são interessantes, não é mesmo? 

Artigo anteriorConheça os 5 esportes mais praticados no Brasil
Próximo artigoElementos e Características de um Texto Científico: Da Linguagem à Estrutura
Avatar
Estudante de marketing, redatora freelancer e fã de SEO. Amante da comunicação e de ajudar o público a ler boas matérias! E-mail: redatora.paula@gmail.com