continua após a publicidade

Nesta quinta-feira (10), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva irá anunciar, em uma solenidade no Palácio do Planalto, o reajuste nos valores repassados para merenda escolar na rede pública de ensino. Os recursos são provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e estão congelados há aproximadamente seis anos. A plataforma Mãos à Obra também será apresentada no evento, servindo como base para o mapeamento de obras paralisadas no país.

De acordo com a Agência Brasil, que antecipou a informação na última terça-feira (7), os valores atuais são de R$ 0,36 por estudante dos ensinos fundamental e médio, R$ 1,07 para estudantes e crianças matriculadas em creches e no ensino integral, R$ 0,53 para estudantes da pré-escola, R$ 0,64 para escolas indígenas e quilombolas e R$ 0,32 para estudantes da educação de jovens e adultos. O ministro da Educação, Camilo Santana, afirmou no mês passado que os novos valores devem ser superiores à inflação acumulada no período.

Além do reajuste na merenda escolar, a plataforma Mãos à Obra será apresentada aos prefeitos e dirigentes de entidades municipalistas. Essa plataforma será responsável pelo mapeamento de obras paralisadas no país, permitindo que gestores locais incluam informações sobre as demandas de equipamentos de saúde, educação, esporte e cultura, além de unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida. Os gestores terão até 10 de abril deste ano para alimentar a base de dados do Mãos à Obra com informações relevantes.

continua após a publicidade