Resíduos orgânicos

Os resíduos orgânicos oferecem grandes propriedades ao serem utilizados tanto em casas quanto nas empresas, de forma que também se tornam meios para ajudarem o meio ambiente.

Sendo constituídos de restos de alimentos humanos e outros resíduos de atividades que geraram algum descarte, os resíduos orgânicos podem incluir elementos, como:

  • Casca;
  • Caroço;
  • Ossos;
  • Alimentos estragados;
  • Plantas cortadas.

Os alimentos perecíveis que uma empresa de faxineiras, por exemplo, pode ter após uma refeição que for dada no local de trabalho, é um dos principais resíduos orgânicos que são descartados, sendo o principal deles as hortaliças.

Pelo grande número de lixo que se acumulam em aterros, os resíduos orgânicos acabam compondo boa parte deste descarte tanto que vêm de residências quanto também de comércios.

Podendo ser vantajoso e tendo uma grande importância para o meio ambiente ao se transformar em compostagem, os resíduos orgânicos permitem que uma lavanderia de uniformes industriais, por exemplo, ganhe destaque no mercado por ações ecológicas.

Com isso, compreender a importância de se usar os resíduos e como usá-los, assim como as vantagens que acabam trazendo, tornam a prática ainda mais utilizada.

A importância da compostagem

A compostagem de um resíduo orgânico vem de um processo do qual o lixo é transformado em um adubo natural, podendo ser usado em jardins ou hortas domésticas ou até mesmo na indústria agrícola, gerando uma economia para fertilizar as plantas.

Se uma empresa de ferragem para obras possui um pequeno jardim em suas dependências, uma compostagem pode ajudar com as plantas de modo natural, que beneficie a elas e também ao meio ambiente pela redução do lixo.

A importância na compostagem está na exclusão de produtos químicos para criar o adubo, de modo que pode tornar todo o processo ainda mais natural.

Quando os resíduos orgânicos não são aproveitados e são direcionados aos aterros sanitários, podem contribuir para que, além do acúmulo nestes locais, haja a liberação do gás metano na atmosfera.

Esse gás pode contribuir, de uma forma menos intensa que o gás carbônico, a prejudicar a atmosfera por ser algo poluente e que contribui para o efeito estufa.

Os resíduos orgânicos também podem contribuir para a produção de chorume, um resíduo resultado de decomposição orgânica do lixo no aterro, que pode gerar uma contaminação no solo e também na água.

Por isso, quanto mais os fabricantes desinfetante 5 litros, por exemplo, e os ambientes domésticos começarem a aderir a prática de fazer com que os resíduos orgânicos façam parte do cotidiano como adubo, melhores serão os efeitos no meio ambiente.

Inclusive porque, grande parte do lixo descartado, pode acabar em locais indevidos e nas ruas, gerando uma poluição que pode refletir em alagamentos em períodos de grandes chuvas e a proliferação de doenças e pragas urbanas.

Portanto, fazer compostagem de resíduos orgânicos pode beneficiar não somente o meio ambiente, mas também a saúde da sociedade.

Vantagens das empresas realizarem compostagem

Se um empreendimento que realiza reforma de varandas decide buscar as vantagens para realizar a compostagem na empresa, algumas que podem ser incluídas possuem um valor maior do que esperado.

1. Redução de impacto no meio ambiente

Sendo uma fonte alternativa de ajudar o meio ambiente, e de um modo seguro, os impactos que os resíduos podem causar acabam diminuindo quando se tem a prática de fazer adubo orgânico.

Permitindo que o reaproveitamento do produto criado seja algo que acabe beneficiando espaço desde pequenos jardins, até mesmo uma horta orgânica que a empresa possui em seu terreno.

2. Responsabilidade socioambiental

Com os impactos naturais sendo cada vez mais constantes, a sociedade acaba cobrando cada vez mais uma atitude para as empresas se posicionarem em relação aos impactos no meio ambiente.

O que pode levar muitos empreendimentos a buscarem formas de fazer sacolas em TNT personalizada com materiais recicláveis, um modo para reduzir o impacto de resíduos sólidos nos aterros sanitários.

Por isso, aderir a compostagem e outras formas de reaproveitar e reciclar o lixo, além de reduzi-lo, demonstra que o negócio possui uma responsabilidade socioambiental, desde que feita de um modo genuíno e não apenas um greenwashing.

Podendo ser um diferencial das empresas, e fazendo com que se destaque dentro do segmento mercadológico que atua, as chances de crescimento se tornam ainda maiores, e fazem com que os lucros aumentem devido a demonstração de responsabilidade.

Que também podem estar atreladas a saúde da população, já que os descartes inadequados destes resíduos ajudam na proliferação de pragas urbanas e componentes que são perigosos para a saúde.

Por isso, utilizar os resíduos orgânicos pode ajudar não somente o meio ambiente, mas como também a saúde da sociedade.

3. Gera renda

As vantagens de cuidar dos resíduos orgânicos corretamente podem proporcionar, inclusive, que haja uma maior empregabilidade devido ao tratamento que é necessário.

Com a destinação adequada, uma empresa pode fazer a contratação de outras terceirizadas que ajudam na redução da poluição, de modo que vários setores se tornem beneficiados.

Como fazer compostagem?

Para uma empresa de plotagem de engenharia, existem duas formas de fazer compostagem e aproveitar os resíduos orgânicos, sendo eles o modo de vermicompostagem ou a compostagem seca.

Com a vermicompostagem, o processo é feito com a ajuda de minhocas que acabam colaborando com os microrganismos que já estão presentes dentro do solo, e podem ser colocadas no que é chamado de torres de compostagens.

Essa torre pode ser usada tanto em casas, apartamentos ou um determinado espaço da empresa com os restos de alimentos que foram coletados. O húmus da minhoca, ou o vermicomposto líquido, é um produto biofertilizante benéfico para as plantas.

Por terem uma rápida absorção, os nutrientes deixam o solo mais rico para as plantas, fazendo com que mesmo sendo fabricado em uma estrutura resistente a sol e chuva, possa garantir que tenha uma eficácia.

No modo de compostagem seca, a decomposição é realizada sem qualquer ajuda, como ocorre no processo de vermicompostagem e que acaba podendo ter o líquido coletado.

O modo seco é um processo mais lento de ser feito, de modo que quanto mais a quantidade de celulose de uma folha for grande, maior será o tempo de decomposição, que não poderá ser coletado.

As fases da compostagem se iniciam com os fungos e bactérias se proliferando na matéria orgânica que foi colocada nas composteiras, sendo que as moléculas mais simples são as primeiras a sofrerem a ação, durando por volta de uma quinzena.

Posteriormente, começa o processo mais longo, que tem a duração de até dois meses, dependendo do material que está sofrendo a ação, devido às moléculas mais complexas que estão sendo decompostas. Estas, por sua vez, precisam de uma alta temperatura.

Na última etapa, a duração também pode ser de até dois meses por conta da diminuição dos resíduos orgânicos, o que acaba por sua vez, diminuindo também as atividades das bactérias e dos outros organismos.

O húmus que se é obtido, vem da parte de maior maturidade da ação, sem quaisquer toxicidades ou materiais pesados, estando em uma estabilidade rica em nutrientes e minerais.

Podendo, posteriormente, servir para iniciar uma horta ou, então, um jardim na forma de adubo orgânico, fazendo com que não haja a necessidade de fertilizantes sintéticos, e deste modo, dando à terra os nutrientes necessários.

Assim como a chance de uma redução de resíduos em aterros sanitários que resultam em uma poluição para o meio ambiente.

O tamanho das composteiras é algo que pode ser escolhido de acordo com o objetivo de quem a cultivar e que, independentemente do seu tamanho, trará do mesmo modo grandes resultados.

Considerações finais

A prática de uma empresa de lavanderia de Epis em utilizar seus resíduos orgânicos como uma fonte de adubo natural pode trazer grandes benefícios ao empreendimento, como também ao meio ambiente.

O descarte de resíduos orgânicos em aterros sanitários podem causar graves níveis de poluição, dentre eles, a liberação do gás metano que contribui para o efeito estufa e o chorume, um resíduo resultado da decomposição que atinge o solo e a água.

As vantagens para um empreendimento usufruir dos resíduos orgânicos como uma forma de fazer compostagem não se limita a demonstrar que pode haver uma melhora em seus locais naturais, mas também que há um compromisso com a natureza de forma genuína.

E, com isso, possibilitar que os consumidores se identifiquem, bem como incentivar seus próprios funcionários a exercerem essa atividade em casa, gerando uma redução e um bom impacto no meio ambiente.

Com a prática de compostagem sendo cada vez mais aderida, é possível que o número de resíduos orgânicos diminua cada vez mais e, deste modo, impactem o meio ambiente cada vez menos.