Crédito: iSTock

A internet 3.0 é uma nova tendência mundial que mudará a forma como navegamos e nos comunicamos pela web. Em um mundo praticamente todo conectado, essa nova era da internet será responsável por inúmeros avanços tecnológicos.

A primeira conexão de internet foi estabelecida no ano de 1969, entre a Universidade da Califórnia e o Instituto de Pesquisa de Stanford, porém começou a ser utilizada para fins comerciais apenas na década de 1990. De lá para cá, houveram inúmeros avanços; para isso, foram criadas nomenclaturas (web 1.0, 2.0 e a mais recente 3.0), que contextualizam épocas em que houveram grandes saltos na tecnologia.

A internet 1.0 foi a época em que sites e páginas eram estáticas como um livro. Os sites eram amontoados de textos e hiperlinks, quase sem nenhuma imagem, pois a conexão de internet era muito lenta. Era quase inviável a criação de um site para a maioria das pessoas, e as páginas eram utilizadas em sua maioria por empresas e veículos jornalísticos para propagar informações.

A internet 2.0, a segunda versão da internet, começou a se popularizar nos anos 2000. As pessoas passaram de meros espectadores e começaram a interagir entre si. Essa era ficou marcada pelo início das redes sociais, blogs e aplicativos de bate-papo. Sites como Orkut, Myspace e Facebook começaram a ganhar grande popularidade nessa época, assim como os buscadores online, como Google, Yahoo! e Bing, por exemplo.

A próxima fase da internet será a internet 3.0. Também chamada de web semântica, essa será a nova forma como utilizamos a internet.. Ela irá reunir as melhores características das suas antecessoras, além de trazer a inteligência artificial como aspecto de inovação. Com isso, os usuários terão experiências mais imersivas, personalizadas e interativas.

A nova web 3.0 será marcada por alguns conceitos principais.

  • Descentralização de dados e informações

A internet 3.0 propõe entregar o controle dos dados e as informações ao próprio usuário, quebrando grandes monopólios de bancos de dados, gerados por grandes empresas como o Facebook e o Google, por exemplo. Isso possibilitará que o usuário navegue em sites e redes sociais sem ter suas informações coletadas e sem ser bombardeado por propagandas direcionadas, por exemplo, além de garantir aos usuários o controle de propriedade das suas informações.

  • Machine learning

O machine learning se trata do aprendizado das máquinas; através dessa característica, os computadores serão capazes de aprender e automatizar processos por conta própria. Com essa característica, os computadores e softwares poderão analisar dados e se adaptar às necessidades de cada usuário, tornando as experiências muito mais personalizadas, além de poder prever futuras necessidades dos usuários.

  • Blockchain

A tecnologia blockchain é utilizada atualmente para garantir a segurança de transações das criptomoedas. Essa tecnologia gera segurança e descentralização das informações, por não depender de nenhum banco de dados central. Há estudos voltados para o uso do blockchain em transações financeiras, segurança corporativa e governança. Um exemplo atual são as propriedades via NTFs, nas quais usuários armazenam tokens, itens e ativos em carteiras próprias.

  • Realidade virtual e metaverso

Ainda em desenvolvimento, os metaversos serão um ambiente totalmente virtual, em que as pessoas terão uma experiência imersiva e surpreendente. Com o auxílio de óculos de RV, será possível realizar reuniões virtuais, visitar parentes distantes, assistir a conteúdos de entretenimento e visitar museus sem sair da sala. O consumo também será impactado, pois será possível visitar uma loja e ver os produtos ou mesmo realizar o test drive de um veículo, tudo isso sem sair de casa.
Atualmente estamos na transição para a internet 3.0, porém alguns de seus conceitos já começaram a ser implementados, e tudo isso será uma grande revolução na forma como conhecemos o mundo virtual. Empresas de tecnologia e telefonia também terão um papel fundamental nessa nova era digital com o implemento do 5G. A internet móvel será muito importante para acompanhar todas essas novidades, e, mesmo com um plano pré-pago, é possível fazer uma Claro recarga no celular e usufruir de todas as novidades que a internet 3.0 vai trazer.