Imagem: Freepik

A busca por uma casa mais sustentável tem aumentado dia após dia graças à percepção da população ao perceber o avanço do aquecimento global. As fontes de recursos naturais estão desaparecendo com certa rapidez, impactando diretamente a vida de todos nós.

E como se tornar uma pessoa mais sustentável? Um dos caminhos que tem feito sucesso é o da sustentabilidade voltada a projetos residenciais, afinal, com o início da pandemia, muitas pessoas passaram a ficar o tempo todo em casa, então, nada mais justo que adequar o ambiente, procurando causar o mínimo de impacto possível no meio ambiente, não é mesmo? 

No texto de hoje vamos trazer sobre o que é a sustentabilidade voltada para a residência, como fazer e quais os melhores caminhos para tornar a sua casa ecologicamente sustentável. 

O que é sustentabilidade 

Antes de tudo, o que é sustentabilidade? Lembra-se das aulas de ciências no fundamental? A palavra sustentável vem do latim sustentare (sustentar, conservar, etc). A sustentabilidade basicamente se baseia na capacidade de o ser humano interagir com o mundo harmoniosamente.

O Relatório de Brundtland (1987) diz que o uso sustentável dos recursos naturais deve suprir as necessidades da geração presente sem afetar a possibilidade das gerações futuras de suprir as suas.

Ou seja, a sustentabilidade residencial busca diminuir o quanto possível o impacto negativo causado ao meio ambiente.

Como posso aplicar isso na minha casa? 

Agora que você relembrou sobre o conceito de sustentabilidade, como aplicar a ideia na sua casa? Confira abaixo:

Separe o lixo 

Mais uma prática que aprendemos desde a infância: separar o lixo! A reciclagem no Brasil é uma prática comum e de extrema importância. Sabia que o País reciclou quase 99% do total de latinhas consumidas em 2021? 

A reciclagem transforma um objeto usado em um produto novo para ser consumido novamente, diminuindo significativamente a poluição da água, do ar e do solo. Além de preservar o meio ambiente, ele também gera renda – vidro, alumínio, papel e plástico –  à população que trabalha nesse ramo. 

Fique de olho nas datas de coleta da sua cidade, deixando o lixo orgânico separado do reciclável. Caso consiga separar a reciclagem por tipos, divida-os em quatro lixeiras: 

  • Lixeira azul: papéis no geral, como jornal e revista, e caixas de papelão; 
  • Lixeira vermelha: plásticos no geral, como sacola e garrafa PET;
  • Lixeira amarela: metais no geral, como latas de alumínio, grampos e clips; 
  • Lixeira verde: vidros no geral, como garrafas, copos e embalagens. Obs: se estiverem quebrados, deixe embalado numa caixa à parte com identificação.

Economize energia 

Mais uma economia importante que aprendemos ainda crianças: energia. E como economizar? Seguem algumas dicas simples:

  • Evite banhos demorados caso o seu chuveiro seja elétrico – especialmente os quentes (o aquecimento de água corresponde a cerca de 20% da energia elétrica consumida);
  • Deixe a lâmpada desligada quando não estiver no ambiente e aproveite a iluminação natural sempre que puder;
  • Evite abrir a geladeira para ‘pensar’. Sabia que ela consome 30% do gasto total de energia da sua casa? 
  • Sempre verifique o Selo PROCEL e Inmetro ao comprar um novo aparelho a fim de entender seu gasto;
  • Mantenha o ar-condicionado bem higienizado. O aparelho já consome bastante energia naturalmente, especialmente se tiver empoeirado;
  • Instale temporizadores e sensores pela casa, seja para as lâmpadas ou a tv (há pessoas que dormem com ela ligada);
  • Junte uma quantidade maior de roupas para lavar de uma vez só. 

Você sabia que aparelhos eletrônicos em geral, como televisão, micro-ondas, computador e carregador de celular gastam energia mesmo se não estiver sendo utilizado? Então procure deixar fora da tomada quando não estiver usando. 

Além de deixar as lâmpadas desligadas quando não usadas, procure trocar as lâmpadas tradicionais (incandescentes), que gastam bastante energia, para as de LED, diminuindo em até 80% do seu consumo de energia.

Energia solar

Caso queira dar um passo a mais na economia de energia, utilize placas solares fotovoltaicas, convertendo a luz do sol em energia elétrica para a sua casa. Apesar de o investimento ser alto, essa solução pode economizar até 95% na sua conta de luz! Mas não se preocupe, mesmo se você não tiver uma placa de energia solar, usando as outras dicas você pode ajudar o meio ambiente, sem prejudicar seu bolso. 

Economize água 

Após separar o lixo e economizar energia, chegou a hora de dar uma atenção para o gasto de água. Uma das maneiras mais simples e utilizadas há décadas: juntar a água da chuva. Com ela será possível molhar as plantas, limpar o quintal ou o carro, etc. 

Seu seguro muitas vezes também é sustentável, fique ligado nessa assistência Residencial

Você já ouviu falar em assistência residencial? Com um serviço 24 horas, você pode contratá-los para te ajudar em diversas situações. Confira abaixo algumas opções para te auxiliar nessa jornada sustentável:

Descarte de móveis ou equipamentos 

Você pode solicitar a coleta de itens eletrônicos, eletroportáteis, eletrodomésticos ou móveis que queira descartar. Após a retirada, eles passarão por um processo para serem descartados de maneira correta, otimizando seu tempo e minimizando os impactos ao meio ambiente.

Orientações para redução de consumo 

Tem dúvidas sobre o descarte correto de algum item específico ou quer um melhor direcionamento para encontrar soluções sustentáveis para a sua residência? A assistência pode te ajudar.

Implementação de projetos sustentáveis 

Como dito anteriormente, implementar diferentes projetos sustentáveis na sua casa pode fazer toda a diferença para o meio ambiente e, principalmente, para seu bolso. Para encontrar as melhores opções para a sua casa e entender como cada uma funciona, a assistência estará do seu lado dando todo o suporte.

Conheça o seguro ideal para você 

Quer saber sobre quais seguros estão disponíveis no mercado, encontrando o melhor para o seu conforto? Confira mais detalhes sobre o nosso seguro neste link.

Conclusão

Ser ecologicamente correto não é tão difícil ou caro quanto parece. É possível fazer pequenas mudanças em casa, resultando numa grande diferença no seu dia a dia, além da conta no fim do mês. Você já conhecia todas as dicas? Conte para nós.