O agronegócio é considerado o setor que mais cresce na economia brasileira. Em 2021, cerca de 27% do Produto Interno Bruto -PIB foi resultado desse segmento. 

Esse número faz do mercado um alto competidor, podendo optar por inúmeros produtos e ativos de renda, sejam elas fixas ou variáveis.

Contudo, esse setor não deixa de sofrer com os eventos globais, o que inclui a pandemia de Covid-19 e a guerra na Ucrânia. 

Porém, nada impede de investir e ter sucesso no agronegócio. 

Acompanhe e conheça 5 formas de começar esse investimento ao longo desse conteúdo. 

Boa leitura!

O que dá mais dinheiro no agronegócio?

O agronegócio é dividido por setor primário (agricultores e pecuaristas), setor secundário (agroindústrias e indústrias de insumos agrícolas) e setor terciário (distribuidores e lojas de produtos agrícolas e pecuários).

Dentro desse segmento, a de maior rentabilidade fica por conta da:

  • produção de grãos, 
  • cafeicultura, 
  • fruticultura, 
  • pecuária de corte, 
  • pecuária de leite, 
  • laticínios, 
  • produção de celulose, 
  • álcool e açúcar, 
  • indústria de fertilizantes, 
  • implementos agrícolas, 
  • biodiesel, 
  • processamento de óleo vegetal, 
  • indústria têxtil de algodão, 
  • agroindústria de conservas e 
  • farinhas.

Por que é importante investir no agronegócio

A importância de se investir no agronegócio, fica por conta do crescimento populacional nos próximos anos  junto ao aumento do consumo. 

Ou seja, esse investimento inclui entender sobre fatores de segurança com o passar dos anos em relação aos demais setores.

É importante lembrar que em qualquer cultura, seja num local ou país que priorize a alimentação, será necessário um agronegócio.

E claro, do auxílio para saber como emitir nota de produtor rural, a fim de deixar tudo organizado.

Sem o agronegócio, a possibilidade de produzir alimento suficiente é praticamente nula, ou seja, sempre haverá uma grande demanda para o setor.

5 formas de investir no agronegócio

#1 Fiagro

Trata-se de um tipo de fundo de investimento que investe nas cadeias produtivas agroindustriais. 

O que isso quer dizer? 

É uma maneira dos investidores terem recursos em propriedades rurais ou até mesmo atividades relacionadas com o agronegócio.

Sem a necessidade de arcar com altos valores, e ainda sem cuidar de todos os trâmites relacionados com as atividades rurais.

#2 LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)

A Letra de Crédito do Agronegócio, também chamada de LCA, é um investimento de renda fixa emitido pela CAIXA.

E disponibiliza empréstimos e financiamentos desde que sejam relacionados com a produção, comercialização, beneficiamento ou à industrialização dos produtos ou insumos relacionados ao agronegócio. 

Esse título emitido pela instituição financeira serve para captar recursos para esses participantes da cadeira rural.

#3 CRA (Certificados de Recebíveis Agrícolas)

Certificados de recebíveis do agronegócio, nada mais é do que um tipo de investimento financeiro, que existe no Brasil.

É com base em títulos de renda fixa lastreados em recebíveis originados de negócios entre produtores rurais, cooperativas e terceiros. 

O CRA atende financiamento ou empréstimos relacionados à produção e comercialização do agronegócio.

 #4 CPR (Cédula de Produtor Real)

De forma bem simples a CPR permite com que o produtor rural ou suas cooperativas possam obter recursos para desenvolver produções.

Ou até mesmo empreendimentos com comercialização, sejam elas antecipadas ou não. 

A Cédula de Produtor Real, atual como uma promessa de entrega futura desses produtos rurais. 

#5 ETFs

As siglas ETFs referem-se a Exchange Traded Fund, que nada mais é do que um fundo negociado em bolsa.

Esta que representa uma comunhão de recursos que são destinados a aplicação em carteira de ações.

Sempre em busca de retornos capazes de corresponder, a performance de forma geral. 

Tudo isso antes mesmo das taxas e despesas, de um índice de referência aparecerem.

Vale a pena investir em franquias de agronegócio?

Se você quer investir em franquias de agronegócio e fazer dar certo, é importante começar a operar em modelos que possuam credibilidade e uma marca reconhecida no mercado. 

Junto a isso, muita orientação e treinamento, estratégias de marketing e previsão de cenários por quem já tem experiência no mercado, a fim de garantir sucesso.

Espera-se para 2022 um cenário ainda mais otimista para o setor da agricultura, sempre atraindo novos investimentos, entre eles, claro, as franquias de agronegócio. 

Além disso, investir em usinas solar fotovoltaica, junto a essas franquias, faz com que seja possível economizar e muito, uma estimativa de R$ 368.165,27 em um período de 25 anos.

O que achou do conteúdo? 

Se você pensa em investir no setor de agronegócio, aproveite essas dicas, escolha a forma que mais se adequa ao seu perfil e necessidades e comece hoje mesmo.

Gosta de se manter informado? 

Então aproveite para entender melhor sobre o assunto: Profissionalização do agronegócio é chave para proteger meio ambiente, diz especialista.