Carro elétrico carregando
Crédito: iStock

A guerra da Ucrânia trouxe grandes impactos econômicos para o mundo, o que acabou se agravando ainda mais no Brasil, devido à crise que o país vem enfrentando nos últimos anos. Com o barril de petróleo chegando a custar 140 dólares em março, o preço da gasolina atingiu uma alta histórica em solo brasileiro e dificultou a vida de quem utiliza veículos diariamente. Para especialistas, esse momento será de grande valorização para os carros elétricos, que possuem um custo-benefício maior em longo prazo.

Um estudo realizado pela The Zero Emission Transportation Association (ZETA) aponta que, mesmo com um valor consideravelmente mais elevado que veículos tradicionais, os carros elétricos são mais econômicos em longo prazo, e por não ser necessário gastar com combustível, os donos desses modelos podem lucrar até 10 mil dólares. O levantamento teve foco nos Estados Unidos, onde esse tipo de automóvel é mais comum, mas seus números podem ser espelhados em outros países.

No Brasil, os veículos elétricos ainda são escassos, o que também se dá pela falta de estrutura e suporte aos modelos no país. Além dos preços pouco acessíveis, os pontos de recarga espalhados pelo país ainda são escassos, então manter um automóvel elétrico nas circunstâncias atuais pode ser desafiador. Como o Brasil já possui uma indústria de biocombustível bem consolidada, acredita-se que os veículos híbridos se sairiam melhor por aqui, pois esses funcionam tanto à base de eletricidade quanto de etanol, dispensando por completo o uso de gasolina.

A procura por veículos elétricos no Brasil cresceu nos últimos meses, mas à primeira instância, aumentar a produção de etanol seria mais barato do que expandir a frota de automóveis movidos à eletricidade. Ainda assim, os números registrados em 2021 já foram muito positivos, como aponta um levantamento da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), com aumento de 77% nas vendas de automóveis do gênero ao longo do ano, totalizando 34.990 unidades vendidas.

No momento, quem tem interesse em aderir aos modelos elétricos pode sentir dificuldades em encontrar carros usados, já que ainda é algo que está começando a se popularizar no país. Contudo, vale a pena fazer um planejamento para investir em um automóvel do tipo em curto ou médio prazo, principalmente em termos de economia de combustível e, não menos importante, sustentabilidade. 

Gostou dessas dicas? Se sim, compartilhe com seus familiares e amigos, e também em suas redes sociais. Receba conteúdo gratuito, diariamente, e siga-nos no Google News.