Como funciona um empréstimo empresarial?

Quer saber como funciona um empréstimo empresarial? 

Este post vai te ajudar a entender, na prática, tudo sobre o assunto. 

Afinal, existem diversos motivos para solicitar crédito para empresas, como expandir, investir, pagar dívidas ou atender às suas necessidades operacionais.

E, ao longo deste texto, exploraremos os fundamentos de como os empréstimos empresariais funcionam. 

Confira!

O que é e como funciona um empréstimo empresarial?

Empréstimos empresariais são um componente essencial para o crescimento e a sustentabilidade de muitas empresas. 

Eles oferecem uma maneira de obter capital financeiro necessário para uma variedade de propósitos, desde aquisição de ativos até pagamento de folha de pagamento. 

No entanto, antes de solicitá-lo, é fundamental entender como esse processo funciona para garantir que as melhores escolhas financeiras sejam feitas.

Quais são os tipos de empréstimos empresariais?

Existem vários tipos disponíveis, cada um adequado a diferentes necessidades e circunstâncias.

Alguns dos tipos mais comuns incluem:

  • cheque especial, uma modalidade com baixa burocracia, mas taxas de juros elevadíssimas;
  • empréstimo com garantia, que consiste na apresentação de um bem como garantia de pagamento do empréstimo;
  • financiamentos, que são uma das modalidades de crédito mais populares do país;
  • crédito para capital de giro, que tende a ser uma solução prática de crédito para empresas;
  • peer to peer (P2P), que é uma linha de crédito diretamente com os credores;
  • cooperativas de crédito. Para aproveitar as vantagens das linhas de crédito desse tipo de instituição, é necessário ser um cooperado;
  • financiamento coletivo;
  • antecipação de recebíveis.


É importante, apenas, se atentar às condições que diferem quando falamos em um empréstimo pessoal pessoa física, por exemplo, e em um empréstimo pessoa jurídica.

Afinal, eles são destinados a perfis muito diferentes e, por isso, é necessário avaliar as condições para não ocorrer nenhum imprevisto no processo de solicitação.

Quando solicitar um empréstimo empresarial?

Independentemente do motivo e da finalidade de uso do crédito, há muito a se considerar antes de negociar qualquer tipo de empréstimo.

Abaixo, vamos explicar um passo a passo para que você tome decisões assertivas ao longo desse processo:

  • identifique a sua necessidade;
  • estude bem as melhores instituições e entenda como funciona o empréstimo empresarial em cada uma delas;
  • calcule as taxas de juros e os custos associados a um empréstimo empresarial. Isso pode fazer toda a diferença, na ponta do lápis, no total a ser pago à instituição;
  • avalie, antes, se você atende aos requisitos de qualificação;
  • preencha a aplicação do empréstimo;
  • aguarde o período estipulado, que é quando acontece a avaliação de crédito, por exemplo, e é dada a resposta (positiva ou negativa) para a sua solicitação.

Quais são os benefícios dos empréstimos empresariais?

Nem sempre, os empreendedores têm o crédito desejado (e necessário) à mão. 

E, aí, as linhas de empréstimos empresariais podem fazer toda a diferença.

Afinal, esse valor debitado na conta corporativa pode ajudar o seu negócio a:

  • usá-lo como capital de crescimento, permitindo à sua empresa o financiamento de expansões, aquisições ou de novos projetos;
  • ter um bom capital de giro e fluxo de caixa, o que oferece suporte financeiro para operações diárias, pagamento de fornecedores e despesas variáveis;
  • construir seu crédito empresarial. Pagamentos pontuais podem melhorar o histórico de crédito da empresa, facilitando o acesso a empréstimos futuros com condições mais favoráveis;
  • obter mais flexibilidade financeira, o que permite ao seu negócio o gerenciamento mais seguro de flutuações sazonais e de outras necessidades de caixa.

E os riscos de um empréstimo empresarial?

É importante, contudo, sempre avaliar os riscos em torno de uma operação dessas.

Afinal, embora os empréstimos empresariais possam ser uma ferramenta valiosa, também envolvem riscos, incluindo o endividamento excessivo.


Afinal de contas, se uma empresa contrair muitos empréstimos, pode sobrecarregar suas finanças com pagamentos excessivos de juros e dívidas.


Além disso, existe o risco de inadimplência. Isso porque, falhar em fazer pagamentos pode resultar em penalidades, perda de ativos e danos à reputação da empresa.


E tem, consequentemente, o possível impacto nas finanças pessoais. Empréstimos, no geral, podem expor os proprietários da empresa a riscos financeiros pessoais.

Até por isso, é importante ter soluções de contabilidade e planejamento orçamentário  dentro da empresa para que as suas decisões sejam blindadas, o máximo possível, contra riscos e imprevistos.

Conclusão

Em resumo, um empréstimo empresarial é uma ferramenta financeira valiosa para empresas em busca de capital adicional.

Compreender os tipos de empréstimos disponíveis, o processo de solicitação, as taxas de juros e os benefícios e riscos é essencial para tomar decisões financeiras informadas.


Antes de buscar um empréstimo, as empresas devem realizar uma análise cuidadosa de suas necessidades e capacidade de pagamento para garantir que o empréstimo seja uma escolha financeiramente sólida.

Gostou desse conteúdo? Veja também: Simular empréstimo FGTS: Saiba como fazer.