4 dicas para abrir um escritório de cobrança

Um escritório de cobrança é uma atividade voltada a atender empresas de diversos nichos e tamanhos, e também pessoas físicas. 

Ademais, o foco principal é ter contato com aqueles que estão devendo em situações ligadas com a justiça e cobrar as dívidas com negociações.

O cenário em que vivemos é baseado em contratos que envolvem finanças. 

Além de tecnologias que promovem a otimização.

Como por exemplo, automatizar o processo de cobrança. 

Porém muitas pessoas não enxergam um momento adequado para realizar a abertura de um escritório de cobrança.

Se esse é seu desejo, está no lugar certo. 

Acompanhe até o final e saiba como. 

Vamos lá!

O que é preciso para montar um escritório de cobrança

O setor de cobrança apresentou crescimento ao longo dos anos, e junto a esse crescimento a oferta de crédito. 

Entretanto, isso significa mais concorrência e claro, clientes mais exigentes em relação aos serviços prestados no seu escritório de cobrança.

Além de estudo e conhecimento, você precisa de um local. Isso porque ele auxilia no sucesso da cobrança. 

A boa notícia é que não precisa ser algo enorme, uma sala comercial já é mais do que suficiente para atender a sua demanda de clientes.

O investimento varia de cidade para cidade, o valor médio é de aproximadamente R$40.000,00. 

Outros pontos que serão abordados ao longo desse artigo, também são necessários para montar um escritório de cobrança. 

Como funciona um escritório de cobrança

Um escritório de cobrança atua na realização de cobranças extrajudiciais dos débitos de uma outra organização. 

Pode ainda auxiliar casos de cobranças judiciais e novos cadastros de clientes.

Existem benefícios em contratar esse tipo de serviço, uma delas é o treinamento de profissionais internos garantindo uma abordagem correta. 

Isso assegura as regras definidas pelo Código de Defesa do Consumidor, reduzindo o tempo de recuperação quando são empresas especializadas em cobrança.

Como está o mercado de cobrança

As empresas focadas em cobrança estão ligadas ao crescimento da oferta de crédito. 

Em 2020, o saldo das operações do país somou R$11,7 trilhões, um crescimento considerável desde 2010.

Mesmo com o mercado aquecido, existe o aumento dos inadimplentes, fazendo com que as empresas de cobrança conquistem uma melhor oportunidade de empreendimento. 

Ou seja, o setor cresceu ao longo dos anos, e a tendência é de que continue crescendo.

Como conseguir clientes para o escritório de cobrança

Para conseguir clientes é necessário ir mais além do que qualidade de serviço, é um momento ideal para criar diferenciais conquistando clientes onde estão mais presentes.

Portanto, você pode começar com algumas ideias de brindes, premiando novos clientes, por exemplo. 

Outras estratégias devem ser levadas em consideração.

  • Descubra a sua persona: uma personificação detalhada do seu cliente ideal, com base em serviços, missões e estratégias;
  • Dedique-se às mídias sociais: os consumidores passam horas e horas em mídias sociais, então, também esteja lá nas estratégias de marketing;
  • Construa uma boa base de leads:clientes potenciais que já demonstraram interesse em seus serviços;
  • Busque parcerias: parceiros que apoiam sua marca ajudam a ganhar credibilidade, principalmente quando esse parceiro já é bem consolidado no mercado.

4 dicas para abrir um escritório de cobrança:

Mesmo que pareça algo simples e tranquilo, é preciso estar sempre atento para todos os detalhes. 

Qualquer passo errado pode influenciar o negócio como um todo, seja para o lado positivo ou negativo. 

Essas dicas podem te ajudar:

#1 Registro da empresa

Um dos primeiros passos para montar um escritório de cobrança é a forma de iniciar qualquer outro negócio. 

É preciso registrar a empresa na Junta Comercial da sua cidade e na Secretaria da Receita Federal para abertura do seu CNPJ.

O empreendedor deve ainda cadastrar a empresa na:

  • Secretaria Estadual de Fazenda;
  • Prefeitura do Município para obter o alvará de funcionamento;
  • Caixa Econômica Federal, no sistema “Conectividade Social- INSS/FGTS”;
  • Corpo de Bombeiros.

#2 Qualificação e tamanho da equipe

A equipe precisa ser escolhida criteriosamente, afinal eles levarão o nome da sua empresa. 

Para começar, tenha pelo menos 8 funcionários, divididos da seguinte forma:

  • 3 agentes na área de cobrança administrativa;
  • 2 pessoas para a área de administrativo-financeira para realizar a contabilidade;
  • 1 advogado para a área jurídica com apoio de recursos de tecnologia jurídica;
  • 1 gerente responsável por todo escritório (você mesmo);
  • 1 pessoa para auxiliar nos serviços gerais mantendo sempre o ambiente em boas condições.

Com isso, é atingido uma agilidade na comunicação com o cliente. 

#3 Definição dos fluxos de trabalho e a cobrança

Alguns pontos devem ser organizados para definir o fluxo de trabalho e cobranças. 

Como:

  • Área de cobrança: responsável pelo prosseguimento das atividades de cobrança e da cobrança extrajudicial;
  • Cobrança judicial: permite receber o inadimplente que deseja um acordo para evitar progressão da ação na esfera judicial;
  • Gestão de escritório: todas as atividades de gestão administrativa.

#4 Automação das tarefas

Essa etapa é fundamental para que todos os processos funcionem. 

Softwares automatizados, como de notificação judicial por exemplo, permitem otimizar resultados, garantindo mais produtividade para a equipe.

Lembre-se, investir não é fácil, mas, atentando-se aos detalhes de como montar um escritório de cobrança, seu negócio tem tudo para dar certo e crescer no mercado.

Bons empreendimentos!

Sem avaliações ainda
Avatar
Estudante de marketing, redatora freelancer e fã de SEO. Amante da comunicação e de ajudar o público a ler boas matérias! E-mail: redatora.paula@gmail.com