INEA SETORIZA GESTÃO NOPARQUE DA COSTA DO SOL

Foto: Divulgação

Doze anos depois da criação do Parque Estadual da Costa do Sol (PECS) e Apa do Pau-Brasil, surgiu uma luz no fim do túnel para que as unidades de conservação do INEA tenham de fato um desenvolvimento sustentável. O PECS é o maior parque fragmentado do Brasil.

O Conselho Diretor do INEA decidiu adotar a gestão setorizada do PECS, que tem quase dez mil hectares nos municípios de Saquarema, Araruama, Arraial do Cabo, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia e Búzios.

Foram criados quatro núcleos: Pau-Brasil (Cabo Frio e Búzios); Massambaba (Araruama, Saquarema e Arraial do Cabo; Sapiatiba (Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia): e, Atalaia-Dama Branca (Arraial do Cabo e Cabo Frio). Cada núcleo terá um gestor.

Comércio clandestino, cães na areia, quiosques irregulares, vegetação exótica e construções irregulares dentro das unidades de conservação serão os primeiros alvos no núcleo Pau-Brasil. Ambientalistas e frequentadores reclamam que há muito tempo não há ações dos guarda-parques do INEA nas praias do Peró, Conchas e Pontal.

Na portaria que setorizou a gestão do PECS e da APA, o diretor de Licenciamento Ambiental do INEA, Leonardo Daemon, explica que a mudança busca integrar e otimizar a gestão das unidades de conservação do INEA. A gestão dos núcleos deverá ser integrada, mantendo-se intercâmbio de informações, de recursos humanos e materiais quando necessário. A gestão deverá observar os planos de manejo das unidades protegidas.

Sem avaliações ainda
Redação
Para falar conosco basta enviar um e-mail para redacaomeioambienterio@gmail.com ou através do nosso whatsapp 021 989 39 9273.