Manejo da fertilização: Como aplicar nutrientes de forma eficiente?

Uma das principais fontes de uma boa colheita na agricultura é a fertilidade do solo que a lavoura foi plantada, pois os diferentes nutrientes presentes nele são o que auxiliam a nutrição para plantas, o que faz crescer mais fortes e saudáveis.

No entanto, boa parte das regiões do nosso país possuem poucos nutrientes para plantio em seu terreno, fazendo com que o produtor faça uso de fertilizantes, mas eles precisam de toda uma técnica para ser aplicado de forma correta, por isso trouxemos para você as melhores técnicas e dicas de aplicação de fertilizante para que haja uma boa nutrição para plantas em sua lavoura.

A importância da nutrição para as plantas

A nutrição para plantas é algo essencial na produção agrícola, sendo responsável pelo desenvolvimento e crescimento adequado por meio dos nutrientes. O excesso ou falta de nutrientes no solo podem ser prejudiciais para a saúde da lavoura.

A nutrição também pode intervir na plantação em sua resistência contra doenças e pragas de insetos. Ela também pode afetar a qualidade do produto em seu resultado final, como, por exemplo, em seu sabor, cor e textura.

O que é o manejo da fertilização?

O manejo da fertilização entra como o método de garantir que o solo que será utilizado possua os nutrientes necessários para o cultivo e o crescimento das plantas, assim melhorando os seus resultados na hora da colheita.

Como o nome já sugere, o manejo da fertilização é feito através da aplicação de adubos, sejam eles orgânicos ou inorgânicos, no solo para que ele possua os nutrientes necessários na hora do plantio. Porém, a fertilização não pode ser feita de qualquer maneira, são necessárias técnicas para realizá-la da maneira correta.

Técnicas de aplicação de fertilizantes

Os fertilizantes podem ser aplicados de diferentes maneiras na hora do plantio da lavoura, cada uma delas com suas próprias características. E falaremos um pouco sobre cada uma delas abaixo.

Por semeadura

A aplicação por semeadura é feita junto do plantio, onde o adubo é colocado um pouco abaixo das sementes, dando a elas um desenvolvimento mais acelerado em suas primeiras fases. Porém, será necessário fazer outras adubações na quantidade certa durante o ciclo de plantio, pois as plantas precisarão de nutrientes neles, não só em sua fase inicial.

A lanço

Essa técnica permite dividir as doses de fertilizantes ao longo do ciclo de vida da lavoura, isso pode ser feito antes das sementes germinarem ou em cobertura, ou seja, nas fases mais avançadas de desenvolvimento da plantação. A fertilização a lanço é feita através de discos giratórios com pás que dispersam o adubo na lavoura em uma área predefinida.

Pneumática

A fertilização pneumática é feita por linhas individuais de plantio, através de tubulações e o auxílio de ar. Essa técnica é usada em plantações que possuem espaçamento entre linhas de plantio mais altas, como a cana-de-açúcar, por exemplo, fazendo com que sua aplicação seja mais eficiente e sem desperdício.

Irrigação

Também conhecido como fertirrigação, essa técnica de aplicação é feita através de fórmulas líquidas diluídas e aplicadas na plantação por pivôs instalados ou por meio de um sistema de irrigação por gotejamento. Na utilização da fertirrigação é preciso ficar atento com as especificações de irrigação para ter a cobertura e funcionamento correto dos fertilizantes.

Pulverização

É uma técnica pouco utilizada aqui no Brasil, a fertilização via pulverização consiste na diluição do adubo na água, e como seu nome sugere, ele é aplicado através de um pulverizador. A absorção do fertilizante é feita através das folhas das plantas.

Uso de quelatos na fertilização

O uso de quelatos na agricultura é algo que se torna indispensável na hora da fertilização, pois eles garantem que os nutrientes presentes no adubo não tenham reações químicas que podem ser prejudiciais para a saúde da lavoura.

Podemos dar como exemplo o zinco e o fósforo, dois minerais essenciais na nutrição para plantas quando separados, pois juntos eles se tornam fosfato de zinco, um elemento prejudicial para a planta. E é nisso que os quelatos entram, eles impedem as reações químicas de elementos e garantindo que as plantas possuam os nutrientes necessários para um desenvolvimento saudável.

Dicas para o manejo eficiente da fertilização

Apesar do uso de fertilizantes ser essencial para fertilização do solo, outros métodos são importantes para manter o terreno em boas condições para a agricultura. Abaixo estão algumas dicas para manter a fertilização eficiente.

    • Mapeamento de fertilidade: Técnica que utiliza recursos para coletar e analisar os dados da área rural para identificar os elementos presentes no solo e gerar uma otimização na produção agrícola;
  • Análise física do solo: Similar ao mapeamento de fertilidade, este tipo de análise identifica a composição granulométrica do terreno e sua resistência a penetração, além de informações da área, sua fertilidade e nutrientes que serão necessários;
  • Correção de acidez: A acidez no solo é um problema para lavouras, pois prejudicam o solo e que pode ocorrer pela alta concentração de alumínio, um bom método para corrigir isto é a calagem, adicionando calcário na terra;
  • Irrigação: A irrigação não é importante só para manter os níveis ideais de água, mas também para evitar o processo de salinização do solo em áreas de maior evaporação;
  • Rotação de culturas: Se trata da variação de diferentes tipos de plantas em cada área da plantação, isso permite que o terreno continue conservado, pois ele pode se recuperar durante este revezamento de regiões.

Essas são as melhores dicas para serem seguidas para conseguir manter a eficácia na fertilização de sua lavoura e assim ter resultados melhores e mais saudáveis em suas colheitas.

E caso você esteja a procura de quelato para que os fertilizantes possuam uma melhor eficiência na nutrição para plantas de sua lavoura, a Rigrantec tem o que você precisa, nossa loja trabalha com diferentes tipos de micronutrientes, matérias-primas e outros produtos para todas as fases de uma plantação.

 

Sem avaliações ainda
Avatar
Lucas W. Pelisari é escritor, formando em Investigação Forense e Perícia Criminal. Cursa Direito e atua profissionalmente no marketing. Sua especialidade é empreendedorismo e marketing digital.